spot_img
- Publicidade -spot_img
- Publicidade -spot_img

Número de turistas portugueses em Espanha ultrapassou 2019 em Junho

Portugal foi o único dos maiores emissores turísticos de Espanha a apresentar crescimento em Junho face a 2019, ainda que apenas ligeiramente, em 1,9%.

Dados do INE espanhol recolhidos pelo PressTUR indicam que 233,9 mil turistas residentes em Portugal estiveram no mês de Junho em Espanha, que é tradicionalmente o destino nº1 em gastos de portugueses no estrangeiro, superando o mês homólogo de 2019, pré-pandemia, por 4,4 mil.

A informação do INE espanhol mostra que Portugal foi o único dos principais emissores a apresentar aumento de turistas em Espanha no mês de Junho, tendo um desempenho melhor que o conjunto “resto da América” (excluindo EUA), que praticamente igualou Junho de 2019, com 370,3 mil, e Itália, que teve um decréscimo em 0,9%, para 402,1 mil.

O Instituto indicou que Espanha recebeu em Junho 7,46 milhões de turistas residentes no estrangeiro, representando uma quebra em 15,5% ou 1,37 milhões em relação a Junho de 2019, pré-pandemia.

A maior quebra foi das chegadas de turistas do conjunto “resto do mundo”, que foram menos 291,9 mil (-50,5%, para 285,6 mil), seguindo-se as quebras dos dois maiores emissores para Espanha, o Reino Unido, com menos 270,3 mil (-13%, para 1,8 milhões), e a Alemanha, com menos 166,1 mil (-12,8%, para 1,12 milhões).

Para o conjunto do primeiro semestre, os dados do INE espanhol indicam que o país recebeu 30,2 milhões de residentes no estrangeiro, com uma quebra face a 2019 em 20,8% ou 7,92 milhões.

O Reino Unido foi o maior emissor, com 8,46 milhões, em quebra face a 2019 de 22% ou 1,82 milhões, seguido pela Alemanha, com 4,37 milhões, em quebra de 17,9% ou 953,6 mil, e França, com 3,93 milhões, em quebra de 16% ou 749,8 mil.

Portugal, de onde o turismo para Espanha até cresceu face a 2019 no mês de Junho, apresentou no conjunto do semestre um decréscimo de 14,7% ou 160 mil, para 931,9 mil.

Os Países Baixos foram o único emissora apresentar crescimento no semestre face a 2019, em 2,2% ou 36,7 mil, para 1,69 milhões.

- Publicidade -spot_img
- Publicidade -spot_img

Últimas Notícias