spot_img
- Publicidade -spot_img
- Publicidade -spot_img

Hotelaria portuguesa teve melhor Outubro de sempre em hóspedes e dormidas

O sector do alojamento turístico em Portugal atingiu este ano os melhores níveis de actividade de um mês de Outubro, com 2,62 milhões de hóspedes e 6,75 milhões de dormidas, superando o mês homólogo de 2019, pré-pandemia, em 5% e em 6,2% respectivamente.

Os dados divulgados hoje pelo INE mostram que o aumento do número de hóspedes foi ‘capitaneado’ pela região da Madeira, com subida em 35,3% ou mais 45 mil, para 172,7 mil, seguida pelos Açores, com +12,3% ou mais oito mil, para 73,6 mil, Porto e Norte, com +8,7% ou mais 47,4 mil, para 595,9 mil, Alentejo, com +4,9% ou mais 6,9 mil, para 150,5 mil, e Algarve, com +4,3% ou mais 19,5 mil, para 478 mil.

Lisboa, que foi a região com maior número de hóspedes na sua hotelaria em Outubro, com 776,4 mil, praticamente ficou o nível de Outubro de 2019, com +0,1% ou mais 428, e o Centro foi a única região a ficar abaixo de Outubro de 2019, com 377,9 mil, em baixa de 0,7% ou 2,6 mil.

Em dormidas, Outubro deste ano ficou acima do mês homólogo de 2019 em 6,2% ou 395 mil e a Madeira foi também a região líder em crescimento, com +25% ou mais 157,2 mil, para 786,7 mil.

Seguiram-se os Açores, com aumento em 17,5% ou 33,4 mil, para 224,1 mil, o Porto e Norte, com +12,2% ou mais 120,9 mil, para 1,1 milhões, e Alentejo, com +12,2% ou mais 29,1 mil, para 267,8 mil.

Os dados do INE indicam que apenas o Algarve, que até foi a região com maior número de dormidas, com 1,9 milhões, foi a única a ter decréscimo de dormidas em relação a Outubro de 2019, em 1,3% ou 24,9 mil, enquanto Lisboa e Centro tiveram subidas a um dígito, respectivamente em 4% ou 69,1 mil, para 1,79 milhões, e em 1,5% ou 9,9 mil, para 656,2 mil.

Ver também:

Mercado dos Estados Unidos já marca novos recordes anuais na hotelaria portuguesa

Hotéis de 5-estrelas lideram recuperação do alojamento turístico português

- Publicidade-
- Publicidade -spot_img

Últimas Notícias