spot_img
- Publicidade -spot_img
- Publicidade -spot_img

WTTC: Portugal é o país europeu com menos postos de trabalho por preencher no turismo

O World Travel and Tourism Council divulgou um estudo que indica que há 1,2 milhões de postos de trabalho livres na área do turismo na Europa, sendo a Itália o país com mais vagas por preencher e Portugal no outro lado do espectro.

Segundo o estudo do World Travel and Tourism Council, citado pela imprensa internacional, a Itália deve terminar o ano com 250.000 postos de trabalho na área do turismo por preencher, enquanto que o Reino Unido, e a França têm respectivamente 128.000 e 71.000 vagas de emprego no sector.

No que diz respeito a Portugal, o país deve terminar o terceiro trimestre de 2022 com um em cada dez postos de trabalho na área do turismo por preencher, totalizando 49.000 vagas de emprego no sector. As áreas do turismo mais afectadas em Portugal são a hotelaria, com 13% de vagas por preencher, e as agências de viagens, com 12% dos postos de trabalho por ocupar, em ambos os casos cerca de um em cada oito postos de trabalho vai ficar por preencher.

O WTTC indica em comunicado que, antes da pandemia, havia cerca de 485.000 trabalhadores no sector do turismo, e que em 2020 80.000 pessoas perderam o seu trabalho na área.

Em 2021, o sector do turismo começou a sua recuperação, com um crescimento de 32,6% na sua contribuição para a economia portuguesa.

Julia Simpson, presidente e CEO do WTTC, foi citada em comunicado afirmando que “o governo português colocou sempre o turismo na vanguarda da sua agenda, e já está a abordar o assunto com medidas estratégicas”, acrescentando que “a ministra do Turismo em Portugal é muito proactiva e introduziu uma política de vistos flexível para atrair talento”, concluindo que “estão a fazer um excelente trabalho”.

A perspectiva de Simpson é de que “o futuro do turismo em Portugal parece promissor, e para garantir uma recuperação total da economia e do sector, é necessário preencher essas vagas para garantir que Portugal consegue responder à muito aguardada demanda dos viajantes”.

Em relação a Espanha, o WTTC indica que é possível que 137.000 postos de trabalho não sejam preenchidos, sendo a hotelaria, com 27% dos postos de trabalho por ocupar, e a aviação, com 21% dos postos de trabalhos por ocupar, os sectores mais afectados, com cerca de um em cada cinco postos de trabalho livres.

Em 2019, Espanha contava com mais de um milhão de trabalhadores no sector do turismo, sendo que a pandemia contribuiu para a destruição de 270.000 postos de trabalho. Em 2021, o crescimento do sector do turismo espanhol levou a um aumento de 52,5% na sua contribuição para a economia daquele país.

Nos países da União Europeia, em 2022, quando os países começaram a flexibilizar as restrições de viagem e a confiança dos viajantes melhorou, a contribuição do sector para a economia da UE cresceu 30,4% e foram recuperados mais de 570.000 postos de trabalho.

- Publicidade -spot_img
- Publicidade -spot_img

Últimas Notícias