spot_img
- Publicidade -
- Publicidade -spot_img

Saiba como compensar a pegada de carbono nos voos da TAP

A TAP Air Portugal tem um programa de compensação de emissões de carbono disponível para os clientes interessados em fazer offset das emissões das sua viagens.

Os clientes da TAP interessados devem seleccionar a opção “reduza a sua pegada de carbono” no processo de reserva de bilhete, que permite a compensação das emissões de carbono produzidas na viagem através do apoio a projectos que eliminem ou reduzam emissões de carbono.

Os clientes podem ter conhecimento dos projectos a apoiar através desta solução da TAP disponibilizada pela Chooose.

No seu website, a TAP garante que “está empenhada em assegurar o cumprimento da resolução da International Air Transport Association (IATA) para alcançar emissões de carbono zero até 2050, o que só será possível com o envolvimento de todos os stakeholders”.

A transportadora recorda que “a dependência dos combustíveis fósseis ainda é bastante elevada” e, assim, “enquanto as soluções tecnológicas para a transição energética ainda não estão amplamente acessíveis, a empresa continua a trabalhar em projectos e iniciativas com o objectivo de reduzir a sua pegada ambiental”.

Uma dessas iniciativas é a operação de modelos mais eficientes de aeronaves, que “tem permitido alcançar melhorias significativas ao nível da eficiência energética e ambiental”. Estas aeronaves operam com motores de combustão mais eficientes e “permitem uma redução de até 20% no consumo de combustível e emissões de dióxido de carbono (CO2) para a atmosfera”.

No interior das aeronaves, a TAP sublinha que tem vindo a trabalhar na melhoria da eficiência energética e na selecção de fornecedores nacionais, uma estratégia que permite “aumentar a capacidade dos aviões em operação em 12 lugares com uma redução de 800 kg no seu peso”.

A TAP especifica que o indicador de eficiência energética da operação é medido através do consumo de combustível por passageiro, num percurso de 100 quilómetros voados. Desde 2015, a companhia aérea garante que “tem melhorado consistentemente este indicador, reflexo de um investimento na modernização de frota e na operação cada vez mais optimizada, com exceção dos anos 2020 e 2021, onde o sector se viu confrontado com o maior desafio das últimas décadas – a pandemia de covid-19”.

No ano 2023, a TAP revela que teve uma melhoria no indicador de eficiência energética e ambiental em 9,1% quando comparado com o valor alcançado no ano 2019, pré-pandemia.

Saiba mais sobre o compromisso ambiental da TAP na página da TAP aqui.

Veja também: Lufthansa cria tarifa verde com offset de carbono incluído

- Publicidade-
- Publicidade -spot_img