Bienal de Marionetas de Évora decorre de 1 a 6 de Junho só com companhias portuguesas

27-05-2021 (18h05)

Foto: Unsplash / Pablo Hermoso
Foto: Unsplash / Pablo Hermoso

A 15ª Bienal Internacional de Marionetas de Évora (BIME) decorre este ano, entre 1 e 6 de Junho, apenas com companhias nacionais, mas com novas valências “forçadas” pela pandemia de covid-19, afirmou o director artístico.

O director artístico José Russo, citado pela Agência Lusa, explicou que, devido ao facto de os espectáculos não poderem, este ano, “invadir” as ruas da cidade, haverá lugar para a transmissão em directo via internet, uma espécie de exposição fotográfica e um museu de rua.

O director artístico do Centro Dramático de Évora (Cendrev), organizador do evento, exemplificou que o Museu da Marioneta de Lisboa foi convidado “para instalar um conjunto de marionetas numa dezena de montras do centro histórico” da cidade alentejana.

“Também fizemos outra coisa [que foi] mandar os Bonecos de Santo Aleixo ao fotógrafo”, onde “fizeram um conjunto de fotografias que estão espalhadas nas paragens de autocarro”, revelou.

A exposição fotográfica deverá, mais tarde, “saltar para outro quadro”, enquanto as marionetas das montras voltarão ao seu lugar, em Lisboa, mas segundo José Russo, “são elementos que se somam a esta bienal” e vão “marcar a vida cultural da cidade nestes dias”.

Além disso, uma vez que este ano os espectáculos decorrem em espaços ao ar livre, mas fechados, como “claustros, pátios e quintais”, para que se possa controlar a entrada de público, “irá ficar muita gente sem pode ver a bienal”, lamentou.

As entradas são grátis, mas é necessário “fazer reservas para poder entrar nos espaços” e, neste momento, “há muito poucas sessões que ainda não estão esgotadas”.

Trata-se de “um sinal muito animador” para a organização, que vai apostar na transmissão por streaming de quatro espectáculos, dois dos quais dedicados ao público infantil em horário escolar.

“Sobretudo para atender aos jardins-de-infância e escolas primárias do nosso concelho e, naturalmente, de outros lugares de Portugal e do mundo que queiram aceder. Essas transmissões vão ser feitas em directo”, no dia 2, às 10h, e no dia seguinte, às 11h, adiantou o director da BIME.

Às 10h de dia 2 de Junho, o espectáculo a ser transmitido na página de Facebook da BIME será o Variações de Marionetas com Fios, da companhia Marionetas de Rui Sousa (Santa Maria da Feira), com a duração de 40 minutos.

Já o espectáculo Para Que Servem as Mãos, do Teatro e Marionetas Mandrágora (Gondomar), também com a duração de 40 minutos, vai ser transmitido no dia 4, às 11h.

Além dos dois espetáculos destinados às crianças, será ainda transmitido o espectáculo de abertura, “Objetoteca Popular Itinerante”, do Teatro de Ferro (Porto), na próxima terça-feira, às 21h, a partir do Pátio do Palácio do Vimioso.

O mesmo vai acontecer com o espectáculo de encerramento “Eu Quero ir à Lua”, da companhia Partículas Elementares (Ovar), a 6 de Junho, às 21h, seguido da sessão de encerramento, que inclui o espectáculo de fogo preso na fachada do Teatro Garcia de Resende.

“Esses quatro momentos vão permitir que a bienal entre na casa das pessoas e chegue a todos os cantos do mundo”, disse José Russo, vincando ser esta a forma de conseguir que “mais gente possa aceder à bienal”, porque as salas das sessões ao vivo “têm lotações muito pequenas por causa dos constrangimentos a que estamos obrigados”.

E, apesar de este ano as marionetas não poderem “invadir” as ruas, como era habitual, não deixará de haver animação, mas através de desfiles que vão percorrer o centro histórico sem parar, todos os dias, às 12h e às 17h.

Os visitantes e habitantes da cidade vão poder “dar de caras” com a Companhia Marimbondo (Lousã), Delphim Miranda, Gigabombos do Imaginário, Curso Profissional de Artes do Espetáculo da ESAG (Lisboa e Évora) e a companhia Boca de Cão – Teatro de Rua e Formas Animadas (Arcozelo – Vila Nova de Gaia).

“É uma amostra muito significativa do que se faz em Portugal a nível da marioneta. Para nós, é um ponto de honra muito importante e esperamos que esta bienal fique marcada exactamente por isso”, frisou o director artístico da BIME.

Um total de 22 companhias nacionais participa nesta 15ª edição da BIME, que conta com 78 sessões programadas.

O evento teve a sua estreia em 1987 e costuma acolher companhias portuguesas e estrangeiras. Esta edição vai ser dedicada exclusivamente à marioneta portuguesa devido às restrições provocadas pela pandemia de covid-19.

Clique para ver mais: Actividades

Clique para ver mais: Cá Dentro

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Câmara da Moita promove passeios em embarcação típica do rio Tejo

22-06-2021 (17h04)

A Câmara Municipal da Moita está a promover passeios no rio Tejo a bordo do varino "O Boa Viagem" nos dias 24, 25, 26, 29 e 30 de Junho.

Rota do Dragão está marcada para 26 de Junho

22-06-2021 (14h02)

A Rota do Dragão, um passeio cultural pela Baixa histórica do Porto com o historiador Joel Cleto, promovido pelo Museu Futebol Clube do Porto, vai decorrer no Sábado, 26 de Junho, pelas 10h.

NAU Palácio do Governador reabre para o Verão

15-06-2021 (15h20)

O NAU Palácio do Governador, em frente à Torre de Belém em Lisboa, reabriu para a temporada de Verão, disponibilizando, além de alojamento, pacotes de acesso à piscina e ao Spa.

Solférias promove pacotes para a Disneyland que reabre a 17 de Junho

11-06-2021 (18h31)

O operador turístico Solférias está a promover os seus pacotes para a Disneyland Paris, que vai reabrir oficialmente a 17 de Junho, a partir de 156 euros por pessoa, com voos TAP à saída de Lisboa incluídos.

Exposição “As 7 Mulheres do Minho” junta sete artistas à luta intemporal de Maria da Fonte

08-06-2021 (19h02)

A exposição “As 7 Mulheres do Minho”, que celebra os 175 anos da Revolta da Maria da Fonte, foi inaugurada hoje, no Centro Interpretativo Maria da Fonte, da Póvoa de Lanhoso, abrindo um ciclo da galeria, dedicado a artistas mulheres.

Opinião e Análise