Grupo brasileiro Monobloco abre “Delta Tejo” Festival decorre em três dias no Alto da Ajuda

24-04-2009 (13h16)

3, 4 e 5 de Julho em Lisboa

O grupo brasileiro Monobloco foi a banda escolhida para inaugurar a 3ª edição do Delta Tejo, o Festival de Música dedicado aos países produtores de café, que volta a ter lugar no Alto da Ajuda, em Lisboa, este ano entre 3 e 4 de Julho.

O evento, que este ano decorre mais cedo, tem como principais novidades um novo website – “100% natural”, uma nova imagem, baseada na temática “A Verdade da Música” e um novo logótipo que concilia a música e o café num mesmo símbolo – uma palheta que varia de cor, consoante o dia do festival.
“Estamos muito optimistas face à edição deste ano e apesar das circunstâncias esperamos alcançar os 70 mil espectadores, no total dos três dias”, revelou ao PressTUR Rui Nabeiro, administrador da Delta Cafés, no decorrer da apresentação do evento, esta quinta-feira, 23 de Abril, no espaço Delta Q no Atrium Saldanha.
Rui Nabeiro salientou ainda que para alcançar os objectivos “apostámos na alteração da data, na nova imagem e é claro, no Cartaz”.
Uma opinião partilhada por Luís Montez, responsável da produtora Música no Coração, que salientou ainda ter muitas novidades a apresentar até Julho.
“Neste momento apresentámos o cartaz do palco principal e alguns dos nossos patrocinadores, mas até Julho vamos ainda revelar os músicos que vão actuar no palco secundário e algumas das actividades que vão decorrer no recinto”.
O evento, produzido pela Música no Coração, em colaboração com a Delta Cafés, começa sexta-feira, dia 3 de Julho, com os brasileiros Monobloco (pela primeira vez em Portugal), Orishas, Skank, o jamaicano Buju Banton e os argentinos Bajofondo.
Sábado volta a ser a noite dedicada às mulheres, este ano com Bossa Nossa (que estiveram presentes na apresentação da iniciativa), Sara Tavares, Deolinda e Vanessa da Mata.
Para Domingo, dia de encerramento do festival, estão programados os NBC, os Irmãos Verdade, Alexandre Pires e a banda brasileira Calypso.
Novas e melhoradas acessibilidades, nova sinalética, mais luz no recinto e uma nova área radical, com um escorrega gigante, são algumas das alterações que os “festivaleiros” poderão encontrar, a par do palco Delta – o principal e de um outro palco mais pequeno.
A Carris volta a efectuar transferes até ao recinto do festival e a Galp junta-se à festa com a nova funcionalidade “Share a Ride”.
O preço dos bilhetes mantém-se igual às edições anteriores, 25 euros o bilhete diário e 40 euros o passe de três dias e pode ser adquirido nos lugares habituais.

Clique aqui para mais notícias: Acontece 
Clique aqui para mais notícias: Ideias & Sugestões
Clique aqui para mais notícias: Lisboa & Vale do Tejo 
Clique aqui para aceder ao site do evento: Delta Tejo
Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Oceanário de Lisboa atingiu ontem um novo recorde diário de visitantes

12-12-2011 (21h37)

O Oceanário de Lisboa atingiu ontem um novo recorde de visitantes num só dia, beneficiando ter sido a “prenda de Natal” para 10,7 mil colaboradores da Volkswagen AutoEuropa e seus familiares.

Restaurante do Altis Belém tem nova carta e estreia menu de degustação de Trufa Negra

12-12-2011 (15h44)

O Restaurante Feitoria do Altis Belém Hotel & Spa, que conquistou este ano uma estrela Michelin, acaba de lançar a nova carta para a temporada de Inverno, “inspirada nos sabores fortes da terra”, que integra, pela primeira vez, um menu de degustação de Trufa Negra.

Hilton abre Hilton Nanjing Riverside à beira do Yangtze

12-12-2011 (09h45)

O Hilton Hotels & Resorts anunciou a abertura da segunda unidade em Nanjing, China, em menos de um mês. O novo Hilton Nanjing Riverside situa-se à beira do rio Yangtze e a sete quilómetros do bairro financeiro da cidade.

Ô Hotels & Resorts contrata gerente de vendas internacionais

10-12-2011 (18h17)

A cadeia hoteleira Ô Hotels & Resorts está a contratar um international hotel sales manager.

EV Viagens contrata técnica de turismo

10-12-2011 (18h15)

A EV Viagens, agência de Macedo Cavaleiros, Bragança, “ligada ao grupo Orizonia”, está a contratar uma técnica de turismo.

Opinião e Análise