Sonhando faz balanço positivo da 6ª operação para Timor-Leste, apesar de um cancelamento “lamentável”

07-09-2021 (13h47)

Imagem: euroAtlantic
Imagem: euroAtlantic

O director-geral do operador turístico Sonhando, do grupo euroAtlantic, disse ao PressTUR que a sexta operação de voos entre Portugal e Timor-Leste foi positiva, mas teve um “lamentável” cancelamento de um grupo de 74 professores portugueses.

O cancelamento da reserva da Escola Portuguesa de Timor, segundo José Manuel Anuntes, levou a que os 74 professores portugueses demorassem “três dias a chegar a Díli” em voos de companhias aéreas regulares.

“Fizeram 18 horas de escalas em aeroportos, o que aumenta o risco sanitário, viajaram com apenas 23kg de bagagem por pessoa para uma estadia de dez meses em Timor, e alguns deles ainda não receberam as malas”, disse o director da Sonhando, considerando “lamentável” a situação em que foram colocados.

A operação da euroAtlantic entre Lisboa e Díli, segundo José Manuel Antunes, tem apenas uma escala de 1h30 no Dubai e permite o transporte 46kg de bagagem por pessoa.

O sexto voo para Díli operado pela companhia portuguesa desde o início da pandemia partiu de Lisboa esta segunda-feira, dia 6, com 68 volumes com dispositivos médicos, 12 dos quais com vacinas contra a covid-19 e materiais de laboratório doados pelo departamento de Física do Instituto Superior de Engenharia de Lisboa, para a Escola CAFE de Díli.

O voo de regresso de Díli para Lisboa está marcado para esta quarta-feira, dia 8, e apesar do cancelamento do grupo de professores, “o balanço da operação é positivo, com 200 passageiros no total”, afirmou José Manuel Antunes.

O executivo indicou que “já ultrapassam largamente o milhar, as pessoas que têm beneficiado deste serviço”, que “tem sido o principal elo de ligação de Timor-Leste com o Ocidente durante estes 16 meses de pandemia”.

Os voos permitiram o repatriamento de muitos timorenses, incluindo dezenas de médicos que terminaram as suas especializações em Cuba, no Brasil e na Coreia do Sul, muitos dos quais residentes em países como o Reino Unido, a Irlanda, Holanda, Grécia, França, Espanha, Itália, EUA, Chile, Cuba e Brasil.

Os voos também têm transportado religiosos, juristas, estudantes, professores, militares e outros profissionais no âmbito dos acordos entre Portugal e Timor-Leste, além de grandes quantidades de livros para o Projeto CAFE, vacinas contra a covid-19, medicamentos e outros materiais  que foram sendo solicitados.

A sétima operação para Timor-Leste com a euroAtlantic já está marcada. A partida de Lisboa é a 12 de Dezembro e o regresso de Díli é dois dias depois, a 14.

 

Clique para ver mais: Sonhando

Clique para ver mais: euroAtlantic

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Turismo deve regressar aos números pré-pandémicos em 2023 – Rita Marques

20-10-2021 (16h26)

A secretária de Estado do Turismo de Portugal, Rita Marques, afirmou hoje em Madrid que o Governo espera que o setor regresse em 2023 aos valores que faturou em 2019, antes da pandemia de covid-19.

Airmet junta 150 pessoas na celebração do seu 15º aniversário em Lisboa

20-10-2021 (16h08)

A Airmet assinalou o seu 15º aniversário com um evento em Lisboa, onde juntou 150 pessoas, e tem novo encontro marcado para esta sexta-feira, dia 22, no Porto.

São Tomé e Príncipe e Gana assinam acordos de mobilidade, turismo e consultas políticas

20-10-2021 (15h46)

Os Governos de São Tomé e Príncipe e do Gana assinaram, em São Tomé, um acordo geral de cooperação e três outros nas áreas de mobilidade, turismo e consultas políticas que serão dinamizadas por uma comissão mista.

Pandemia atira novos projectos da Hoti Hotéis para 2028

20-10-2021 (15h29)

A Hoti Hotéis concentrou os seus esforços durante a pandemia em renovações das unidades hoteleiras, conseguindo subidas de preço médio, mas viu-se obrigada a adiar a abertura de novos hotéis, que, segundo o CEO do Grupo, aguardam a “reabertura gradual do mercado de financiamento”.

Venezuela restringe voos internacionais por tempo indeterminado

20-10-2021 (15h25)

As autoridades venezuelanas prolongaram, por tempo indeterminado, as restrições às operações aéreas internacionais em vigor no país, devido à quarentena preventiva da covid-19.

Opinião e Análise