Madeira prolonga situação de contingência até 31 de Janeiro

14-01-2022 (11h07)

O Governo da Madeira decidiu prolongar a situação de contingência na região até 31 de Janeiro, na sequência da pandemia da covid-19, e manter as normas de controlo em vigor, anunciou o gabinete da presidência do executivo insular.

Esta é uma das decisões do Conselho do Governo Regional do arquipélago, de coligação PSD/CDS, e foi divulgada após a reunião semanal do executivo, presidido pelo social-democrata Miguel Albuquerque.

O governo insular decidiu “declarar a situação de contingência na Região Autónoma da Madeira, ao abrigo do Decreto Legislativo Regional n.º 16/2009/M, de 30 de Junho, que aprova o regime jurídico do Sistema de Proteção Civil da Região Autónoma da Madeira, por razões de saúde pública com o escopo de contenção da pandemia covid-19”, lê-se na informação.

No documento é apontando que esta situação tem “efeitos a partir das 00h00 horas do dia 16 de Janeiro de 2022 até às 23h59 horas do dia 31 de Janeiro de 2022, mantendo as normas de controlo da pandemia”.

A situação de contingência neste arquipélago vigora desde 20 de Novembro, altura em que o executivo do arquipélago determinou a obrigatoriedade de apresentação conjunta de teste antigénio negativo e certificado de vacinação para aceder à maioria dos recintos públicos e privados.

Em 29 de Dezembro, o Governo da Madeira decidiu ainda reduzir para cinco dias o prazo de isolamento de infetados assintomáticos por SARS-CoV-2.

A Madeira tem registado um aumento de infetados. Na quarta-feira, a Direção Regional da Saúde (DRS) revelou que, nas últimas 24 horas, tinham sido identificados no arquipélago 1.839 casos de covid-19, elevando o total de infeções ativas para 10.286.

A Madeira tem 87 doentes hospitalizados, cinco deles nos cuidados intensivos e regista 142 mortes associadas à doença.

O presidente do executivo regional também anunciou que as autoridades de saúde insulares perspetivam que o número de infetados estabilize dentro de uma semana.

A concretizar-se, o Governo da Madeira vai reaquacionar um alívio das medidas preventivas, entre as quais deixar de testar massivamente a população da região todas as semanas, mencionou Miguel Albuquerque.

(Notícia Lusa)

 

Clique para ver mais: Madeira

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Turismo do Porto e Norte inaugura tela de promoção ao Douro no Aeroporto Francisco Sá Carneiro

14-01-2022 (14h57)

O Turismo do Porto e Norte inaugura hoje uma tela gigante no exterior da sua loja no Aeroporto Francisco Sá Carneiro com uma "imagem poderosa do Douro Vinhateiro".

ONU melhora crescimento em África em 2021 para 3,8% e estima 4% este ano

14-01-2022 (11h26)

O Departamento das Nações Unidas para Assuntos Económicos e Sociais (UNDESA) melhorou a estimativa de crescimento para as economias africanas, antevendo uma expansão de 3,8% no ano passado e uma aceleração para 4% este ano.

Hong Kong proíbe trânsito de passageiros aéreos de 153 países, Portugal incluído

14-01-2022 (11h22)

O aeroporto de Hong Kong anunciou hoje a proibição do trânsito de passageiros de mais de 150 países a partir de Domingo, Portugal incluído, de forma a evitar a propagação da covid-19.

Turismo em África só regressa aos níveis pré-pandémicos em 2024 - ONU

14-01-2022 (11h18)

O Departamento das Nações Unidas para Assuntos Económicos e Sociais (UNDESA) alertou que o regresso dos turistas ao nível registado antes da pandemia de covid-19 só deverá acontecer "muito possivelmente" em 2024.

ONU melhora projeção de crescimento mundial para 4% este ano

14-01-2022 (11h13)

As Nações Unidas estimam que a economia mundial cresça 4% em 2022 e 3,5% em 2023, depois de uma expansão de 5,5% em 2021, mostrando-se mais otimista face ao anterior relatório, segundo previsões divulgadas.

Opinião e Análise