Israel proíbe uso de aplicação que rastreava cidadãos através do telemóvel

03-12-2021 (17h49)

Foto: www.goisrael.com
Foto: www.goisrael.com

O Governo de Israel interrompeu a utilização de uma ferramenta que permitia rastrear telemóveis, que causou polémica no país e era usada para despistar possíveis casos da nova variante da covid-19 Ómicron.

No início da semana, além das restrições a viajantes, o Governo israelita autorizou a agência de segurança interna do país a usar a tecnologia de monitorização por telemóvel para rastrear contactos de pessoas infectadas pela variante Ómicron.

O gabinete do primeiro-ministro Naftali Bennett explicou esta quinta-feira, em comunicado, que as medidas de emergência que autorizaram a “monitorização de telemóveis” de pessoas infectadas com a nova variante Ómicron, e daqueles que possam ter estado em contacto com os casos positivos, terminam à meia-noite [22h em Lisboa].

A decisão de reverter a utilização desta aplicação, aprovada de emergência na terça-feira, surgiu após um ‘ombudsman’ [provedor dos direitos dos cidadãos] do Governo se ter manifestado contra a implementação desta tecnologia, argumentando que era ineficaz.

O ministro da Saúde, Nitzan Horowitz, realçou através da rede social Twitter que "desde o início” tinha apontado que o “uso desta ferramenta seria limitado e breve, durante alguns dias, para permitir recolher informações urgentes sobre a nova e desconhecida variante”.

“Além de proteger a saúde, devemos proteger a privacidade e os direitos humanos, mesmo em tempos de emergência", acrescentou.

Grupos de direitos humanos israelitas condenaram o uso desta tecnologia, que pode rastrear onde uma pessoa esteve e com quem é que esteve, considerando-a uma violação dos direitos de privacidade.

A Suprema Corte de Israel tinha decidido no início deste ano que a utilização desta ferramenta era de uso limitado.

Clique para ver mais: Médio Oriente

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Turismo do Porto e Norte inaugura tela de promoção ao Douro no Aeroporto Francisco Sá Carneiro

14-01-2022 (14h57)

O Turismo do Porto e Norte inaugura hoje uma tela gigante no exterior da sua loja no Aeroporto Francisco Sá Carneiro com uma "imagem poderosa do Douro Vinhateiro".

ONU melhora crescimento em África em 2021 para 3,8% e estima 4% este ano

14-01-2022 (11h26)

O Departamento das Nações Unidas para Assuntos Económicos e Sociais (UNDESA) melhorou a estimativa de crescimento para as economias africanas, antevendo uma expansão de 3,8% no ano passado e uma aceleração para 4% este ano.

Hong Kong proíbe trânsito de passageiros aéreos de 153 países, Portugal incluído

14-01-2022 (11h22)

O aeroporto de Hong Kong anunciou hoje a proibição do trânsito de passageiros de mais de 150 países a partir de Domingo, Portugal incluído, de forma a evitar a propagação da covid-19.

Turismo em África só regressa aos níveis pré-pandémicos em 2024 - ONU

14-01-2022 (11h18)

O Departamento das Nações Unidas para Assuntos Económicos e Sociais (UNDESA) alertou que o regresso dos turistas ao nível registado antes da pandemia de covid-19 só deverá acontecer "muito possivelmente" em 2024.

ONU melhora projeção de crescimento mundial para 4% este ano

14-01-2022 (11h13)

As Nações Unidas estimam que a economia mundial cresça 4% em 2022 e 3,5% em 2023, depois de uma expansão de 5,5% em 2021, mostrando-se mais otimista face ao anterior relatório, segundo previsões divulgadas.

Opinião e Análise