Índia aceita receber turistas em voos charter a partir de sexta-feira

14-10-2021 (13h37)

Foto: Unsplash / Jovyn Chamb
Foto: Unsplash / Jovyn Chamb

A Índia vai reabrir as fronteiras aos turistas estrangeiros que chegam ao país em voos charter, a partir de 15 de outubro, mas os visitantes que viajam em voos regulares terão de esperar mais um mês.

"O Ministério dos Assuntos Internos decidiu autorizar novos vistos turísticos para estrangeiros que chegam à Índia em voos fretados com efeitos a partir de 15 de Outubro", anunciaram as autoridades indianas, citadas pela Agência Lusa.

"Os turistas estrangeiros que entram na Índia em voos que não os voos charter poderão fazê-lo a partir de 15 de novembro", acrescentaram.

A Índia suspendeu todas as operações aéreas comerciais de passageiros no final de Março do ano passado, para travar a propagação do novo coronavírus.

O país tem vindo a levantar progressivamente as restrições desde então, primeiro permitindo o tráfego aéreo doméstico e depois abrindo "bolhas aéreas" com vários países.

Os estrangeiros com vistos de negócios ou de trabalho tinham até agora sido autorizados a viajar para a Índia, mas as autoridades tinham mantido o veto aos turistas, por receio de contágio.

Após uma virulenta segunda vaga da pandemia em Abril e Maio, que deixou hospitais à beira do colapso e crematórios sobrelotados, com mais de 400.000 casos por dia, as infecções estão agora em declínio acentuado, abaixo dos 20 mil casos diários.

Até agora, a Índia administrou 967 milhões de vacinas contra a covid-19, embora apenas 276 milhões de pessoas tenham recebido a dose dupla, segundo os dados mais recentes divulgados pelo Ministério da Saúde indiano, pelo que a imunização total da população do país, com 1,3 mil milhões de habitantes, ainda está longe.

Desde o início da pandemia, a Índia registou mais de 34 milhões de casos de covid-19 e mais de 451 mil mortes, segundo a contagem da Universidade Johns Hopkins.

Clique para ver mais: Mercados

Clique para ver mais: Ásia & Pacífico

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Turismo deve regressar aos números pré-pandémicos em 2023 – Rita Marques

20-10-2021 (16h26)

A secretária de Estado do Turismo de Portugal, Rita Marques, afirmou hoje em Madrid que o Governo espera que o setor regresse em 2023 aos valores que faturou em 2019, antes da pandemia de covid-19.

Airmet junta 150 pessoas na celebração do seu 15º aniversário em Lisboa

20-10-2021 (16h08)

A Airmet assinalou o seu 15º aniversário com um evento em Lisboa, onde juntou 150 pessoas, e tem novo encontro marcado para esta sexta-feira, dia 22, no Porto.

São Tomé e Príncipe e Gana assinam acordos de mobilidade, turismo e consultas políticas

20-10-2021 (15h46)

Os Governos de São Tomé e Príncipe e do Gana assinaram, em São Tomé, um acordo geral de cooperação e três outros nas áreas de mobilidade, turismo e consultas políticas que serão dinamizadas por uma comissão mista.

Pandemia atira novos projectos da Hoti Hotéis para 2028

20-10-2021 (15h29)

A Hoti Hotéis concentrou os seus esforços durante a pandemia em renovações das unidades hoteleiras, conseguindo subidas de preço médio, mas viu-se obrigada a adiar a abertura de novos hotéis, que, segundo o CEO do Grupo, aguardam a “reabertura gradual do mercado de financiamento”.

Venezuela restringe voos internacionais por tempo indeterminado

20-10-2021 (15h25)

As autoridades venezuelanas prolongaram, por tempo indeterminado, as restrições às operações aéreas internacionais em vigor no país, devido à quarentena preventiva da covid-19.

Opinião e Análise