Hong Kong suspende quarentena obrigatória para residentes de Macau e da China

07-09-2021 (15h15)

Foto: Unsplash / Dan Freeman
Foto: Unsplash / Dan Freeman

A chefe do Executivo de Hong Kong anunciou hoje que, a partir de 15 de Setembro, os residentes de Macau e da China continental podem entrar no território sem necessitarem de fazer uma quarentena obrigatória.

As pessoas que não tenham estado em zonas de médio ou alto risco na China ou em Macau podem entrar na cidade, num limite máximo de dois mil viajantes por dia. Também é necessária a apresentação de um teste à covid-19 negativo, disse Carrie Lam, em conferência de imprensa.

Além disso, o número de residentes de Macau e da China que podem entrar na cidade, sem quarentena, através do porto de Shenzhen e da ponte Hong Kong-Zhuhai-Macau é de mil visitantes por dia, sendo também necessário apresentar um teste à covid-19 negativo, acrescentou.

Segundo a Agência Lusa, Hong Kong suspendeu as viagens sem quarentena no início de Agosto e impôs um período de quarentena obrigatória de sete ou 14 dias, dependendo do estado de vacinação do viajante.

A China e as duas regiões administrativas especiais mantêm medidas de prevenção da covid-19 rigorosas, com as fronteiras fechadas aos turistas estrangeiros e quarentenas obrigatórias.

Actualmente, residentes que regressem a Macau e nos 14 dias anteriores tenham estado em Hong Kong são obrigados a realizar uma quarentena obrigatória de 14 dias, em hotel.

Até à data, 280.322 pessoas receberam as duas doses necessárias da vacina covid-19. Macau tem mais de 680 mil habitantes.

Desde o início da pandemia da covid-19, Macau registou 63 casos da doença, incluindo 58 em pessoas provenientes do estrangeiro e cinco relacionados com estes casos "importados".

Com cerca de 7,5 milhões de habitantes, Hong Kong registou 214 óbitos causados pela covid-19, desde o início da pandemia.

Clique para ver mais: Ásia & Pacífico

Clique para ver mais: Macau

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Turismo deve regressar aos números pré-pandémicos em 2023 – Rita Marques

20-10-2021 (16h26)

A secretária de Estado do Turismo de Portugal, Rita Marques, afirmou hoje em Madrid que o Governo espera que o setor regresse em 2023 aos valores que faturou em 2019, antes da pandemia de covid-19.

Airmet junta 150 pessoas na celebração do seu 15º aniversário em Lisboa

20-10-2021 (16h08)

A Airmet assinalou o seu 15º aniversário com um evento em Lisboa, onde juntou 150 pessoas, e tem novo encontro marcado para esta sexta-feira, dia 22, no Porto.

São Tomé e Príncipe e Gana assinam acordos de mobilidade, turismo e consultas políticas

20-10-2021 (15h46)

Os Governos de São Tomé e Príncipe e do Gana assinaram, em São Tomé, um acordo geral de cooperação e três outros nas áreas de mobilidade, turismo e consultas políticas que serão dinamizadas por uma comissão mista.

Pandemia atira novos projectos da Hoti Hotéis para 2028

20-10-2021 (15h29)

A Hoti Hotéis concentrou os seus esforços durante a pandemia em renovações das unidades hoteleiras, conseguindo subidas de preço médio, mas viu-se obrigada a adiar a abertura de novos hotéis, que, segundo o CEO do Grupo, aguardam a “reabertura gradual do mercado de financiamento”.

Venezuela restringe voos internacionais por tempo indeterminado

20-10-2021 (15h25)

As autoridades venezuelanas prolongaram, por tempo indeterminado, as restrições às operações aéreas internacionais em vigor no país, devido à quarentena preventiva da covid-19.

Opinião e Análise