Grupo Lufthansa transportou no 1º trimestre apenas 10% dos passageiros pré-crise pandémica

29-04-2021 (16h48)

Foto: Lufthansa
Foto: Lufthansa

O grupo Lufthansa, maior grupo de aviação europeu, indicou hoje que as suas companhias Lufthansa, Swiss, Austrian, Brussels e Eurowings transportaram apenas 3,04 milhões de passageiros no primeiro trimestre, assinalando que significa que tiveram apenas 10% do trimestre homólogo de 2019, pré-pandemia de covid-19.

A informação especifica que em tráfego medido em RPK (passageiros x quilómetros voados), o grupo teve uma quebra de 87,8%, tendo feito menos 84,5% de voos que no primeiro trimestre de 2019, num total de 41 mil.

O grupo comunicou que simultaneamente com essa quebra de actividade teve decréscimo da rentabilidade, com o yield (preço médio por quilómetro voado) a baixar 7,9% em relação a 2019 (-5,7% face ao primeiro trimestre de 2020) e a receita unitária (RASK, do inglês para receita por lugar voado um quilómetro), que é o yield ponderado pela taxa de ocupação, teve um decréscimo de 11,3%, enquanto o CASK (custo por lugar voado um quilómetro) aumentou 88,6% (sem custos das emissões).

Assim, o grupo declarou que no primeiro trimestre teve uma quebra das receitas de tráfego de 66% face ao período homólogo de 2020, para 1.542 milhões de euros, o que lhe permitiu ainda assim apresentar uma perda operacional (EBIT, de resultados antes de juros e impostos) 30% melhor que há um ano, de -1.135 milhões de euros.

Esta evolução, segundo o grupo, assentou em redução de custos operacionais em 51%, para 4.000 milhões de euros, incluindo uma redução do pessoal em 19%, para 111.262.

 

Clique para mais notícias: Lufthansa

Clique para mais notícias: Aviação

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

British Airways anuncia mais voos para destinos de Sol, mas só na Grécia, Canárias e Turquia

11-05-2021 (15h53)

A British Airways, maior companhia do IAG, segundo maior grupo de aviação europeu, ‘entrou’ hoje na ‘onda’ do reforço da oferta para destinos de Verão, na sequência do relaxamento pelo Governo britânico das restrições às viagens, com a curiosidade de se concentrar na Grécia, Canárias e Turquia, excluindo Portugal, destino privilegiado por Ryanair, easyJet e Jet2.com.

easyJet reforça operação entre Portugal e Reino Unido com mais 20 mil lugares

11-05-2021 (14h51)

A easyJet anunciou um reforço da sua operação entre Portugal e Reino Unido, com mais 20 mil lugares nos voos entre os dois países, por ter verificado um "aumento da procura" pelos destinos portugueses, que diz resultar do anúncio pelo governo britânico de que Portugal faz parte dos destinos considerados seguros para viajar.

easyJet assinala entrada de Portugal na ‘lista verde’ do Reino Unido com voos Newcastle-Faro

10-05-2021 (19h15)

A companhia de aviação easyJet anunciou que vai voar entre Newcastle e Faro este Verão, a partir de 19 de Julho, com três frequências semanais.

Ryanair avança em força para aproveitar a ‘luz verde’ do Reino Unido às férias em Portugal

10-05-2021 (13h07)

A low cost Ryanair, pré-pandemia segunda maior companhia de aviação em passageiros transportados de/para Portugal, anunciou a inclusão de “175.000 lugares extra” em 75 voos adicionais do Reino Unido para Portugal para que os seus passageiros possam aproveitar a inclusão de Portugal na “lista verde” de destinos de lazer.

Governo britânico confirma Portugal na “lista verde” de viagens

07-05-2021 (23h27)

Portugal vai estar na “lista verde” de países considerados seguros para viajar e isentos de quarentena na chegada a Inglaterra a partir de 17 de Maio, anunciou hoje o ministro dos Transportes britânico, Grant Shapps.

Opinião e Análise