Comissão Europeia vai propor suspensão de voos com origem na África austral devido a nova variante

26-11-2021 (15h22)

Foto: Trinity Moss / Unsplash
Foto: Trinity Moss / Unsplash

A Comissão Europeia vai propor a suspensão de voos da África Austral com destino à União Europeia devido ao aparecimento de uma nova variante do SARS-CoV-2, causador da covid-19, anunciou esta manhã a presidente da instituição.

“A Comissão Europeia proporá, em estreita coordenação com os Estados-membros, ativar o travão de emergência para parar as viagens aéreas da região da África Austral devido à variante de preocupação B.1.1.529”, indicou Ursula von der Leyen, numa curta publicação no Twitter.

A presidente da Comissão Europeia não especifica quais os países abrangidos por esta medida.

Este travão de emergência, implementado na UE devido à pandemia de covid-19, visa fazer face a situações preocupantes, como novas variantes, permitindo aos Estados-membros o endurecimento de medidas para travar a progressão do coronavírus SARS-CoV-2.

Uma nova variante do coronavírus que causa a covid-19, foi detetada na África do Sul, o país africano oficialmente mais afetado pela pandemia e que está a sofrer um novo aumento de infeções, anunciaram na quinta-feira cientistas sul-africanos.

“Infelizmente, detetámos uma nova variante que é motivo de preocupação na África do Sul”, disse o virologista Tulio de Oliveira, numa conferência de imprensa online.

A variante B.1.1.529 tem um número “extremamente elevado” de mutações, de acordo com cientistas sul-africanos que já tinham detetado a variante Beta, muito contagiosa.

Nesta fase, os cientistas não têm a certeza da eficácia das vacinas anti-covid-19 contra esta nova linhagem do vírus.

Também na quinta-feira, a Organização Mundial da Saúde (OMS) foi alertada para a “ocorrência de uma nova variante de covid-19” na África do Sul e Botsuana, com “elevado número de mutações”, anunciou a diretora da OMS para África, Matshidiso Moeti.

Na ocasião Matshidiso Moeti falou também num “um aumento de novos casos na África Austral, com um aumento de 48% de novos casos de infeção na última semana, em comparação com a semana anterior”.

Esta tendência sucede a um período de 18 semanas de declínio sustentado de novos casos, com uma ligeira curva ascende apenas na África do Sul.

O anúncio hoje feito pela presidente da Comissão Europeia surge um dia após a instituição ter proposto uma atualização das recomendações sobre viagens de cidadãos de países terceiros para a UE, para dar prioridade aos viajantes vacinados contra a covid-19.

Também na quinta-feira, o executivo comunitário propôs um reforço da coordenação sobre viagens dentro da UE devido ao aumento de casos de covid-19 um pouco por toda a Europa, sugerindo que vacinados não sejam submetidos a restrições adicionais e que não vacinados sejam mais controlados.

(Notícia Lusa)

 

Clique para ver mais: Europa

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Alemanha regista recorde de novos casos

12-01-2022 (17h27)

A Alemanha registou 80.430 infectados com o novo coronavírus nas últimas 24 horas, o número mais alto desde o início da pandemia, de acordo com os últimos números do Instituto Robert Koch para a virologia.

Itália bate recorde de vacinação diário com 686.000 imunizações

12-01-2022 (17h23)

A Itália atingiu um número recorde de quase 700.000 doses da vacina contra a covid-19 inoculadas num dia, anunciou hoje o comissário extraordinário nomeado pelo governo para a emergência sanitária, o general Francesco Figliuolo.

Vacinas aprovadas na UE dão “elevado nível de proteção” contra Ómicron

12-01-2022 (15h48)

As vacinas contra a covid-19 aprovadas na União Europeia (UE) fornecem “elevado nível de protecção” - 70% após duas doses e 90% após reforço - contra a variante Ómicron, divulgou hoje a Agência Europeia de Medicamentos, falando numa variante menos grave.

Certificados de vacinação já integram doses de reforço e validade passa a 9 meses

12-01-2022 (13h44)

A dose de reforço já foi integrada nos certificados de vacinação, que passam a ter nove meses de validade, segundo a Direcção-Geral da Saúde (DGS).

UE caminha para vírus se tornar endémico, mas ainda não está nessa fase

11-01-2022 (16h16)

A Agência Europeia de Medicamentos (EMA) disse hoje que a União Europeia (UE) está “a caminhar” para que o vírus SARS-CoV-2, causador da covid-19, se torne endémico, principalmente devido à variante Ómicron, mas “ainda não está nessa fase”.

Opinião e Análise