Bruxelas propõe reabrir fronteiras da União Europeia a estrangeiros já vacinados

03-05-2021 (12h12)

Foto: Jordan Sanchez / Unsplash
Foto: Jordan Sanchez / Unsplash

A Comissão Europeia propôs hoje aos Estados-membros um alívio das actuais restrições às viagens não essenciais para a União Europeia, sugerindo designadamente que seja permitida a entrada a cidadãos de países terceiros já vacinados contra a covid-19.

Tendo em conta “o progresso das campanhas de vacinação e a evolução da situação epidemiológica a nível mundial”, o executivo comunitário propõe aos 27 que reabram as fronteiras externas "a todas as pessoas provenientes de países com uma boa situação epidemiológica, mas também a todas as pessoas que tenham recebido a última dose recomendada de uma vacina autorizada pela UE”, diz a Comissão em comunicado.

Bruxelas admite alargar este corredor aos cidadãos de países terceiros que já tenham recebido as doses recomendadas de vacinas que tenham concluído o processo de listagem de utilização de emergência da Organização Mundial da Saúde (OMS).

A Comissão defende que, “até que o Certificado Verde Digital esteja operacional, os Estados-membros devem poder aceitar certificados de países não comunitários com base na legislação nacional, tendo em conta a capacidade de verificar a autenticidade, validade e integridade do certificado, e se este contém todos os dados relevantes”.

“Os Estados-membros poderão considerar a criação de um portal que permita aos viajantes solicitar o reconhecimento de um certificado de vacinação emitido por um país não comunitário como prova fiável de vacinação e/ou para a emissão de um Certificado Verde Digital”, sugere.

Além disso, a Comissão propõe aumentar, de acordo com a evolução da situação epidemiológica na UE, o valor máximo de referência de novos casos de covid-19 utilizado para determinar uma lista de países a partir dos quais todas as viagens devem ser permitidas, o que, assinala, “deverá permitir ao Conselho alargar esta lista”, actualmente composta apenas por sete países.

Por outro lado, Bruxelas admite que o surgimento de variantes “preocupantes” do coronavírus exige uma vigilância contínua, pelo que, “como contrapeso”, propõe um novo mecanismo de "travão de emergência", a ser coordenado a nível da UE, e que limitaria o risco de tais variantes entrarem na UE.

“Tal permitirá aos Estados-membros agir rapidamente e limitar temporariamente a um mínimo estrito todas as viagens a partir dos países afetados durante o tempo necessário para pôr em prática medidas sanitárias adequadas”, sustenta a Comissão Europeia.

Esta proposta deverá ser analisada pelos Estados-membros já na próxima quarta-feira, numa reunião dos embaixadores dos 27 junto da UE, atualmente sob presidência portuguesa.

 

Clique para ver mais: Europa

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

British Airways anuncia mais voos para destinos de Sol, mas só na Grécia, Canárias e Turquia

11-05-2021 (15h53)

A British Airways, maior companhia do IAG, segundo maior grupo de aviação europeu, ‘entrou’ hoje na ‘onda’ do reforço da oferta para destinos de Verão, na sequência do relaxamento pelo Governo britânico das restrições às viagens, com a curiosidade de se concentrar na Grécia, Canárias e Turquia, excluindo Portugal, destino privilegiado por Ryanair, easyJet e Jet2.com.

easyJet reforça operação entre Portugal e Reino Unido com mais 20 mil lugares

11-05-2021 (14h51)

A easyJet anunciou um reforço da sua operação entre Portugal e Reino Unido, com mais 20 mil lugares nos voos entre os dois países, por ter verificado um "aumento da procura" pelos destinos portugueses, que diz resultar do anúncio pelo governo britânico de que Portugal faz parte dos destinos considerados seguros para viajar.

easyJet assinala entrada de Portugal na ‘lista verde’ do Reino Unido com voos Newcastle-Faro

10-05-2021 (19h15)

A companhia de aviação easyJet anunciou que vai voar entre Newcastle e Faro este Verão, a partir de 19 de Julho, com três frequências semanais.

Ryanair avança em força para aproveitar a ‘luz verde’ do Reino Unido às férias em Portugal

10-05-2021 (13h07)

A low cost Ryanair, pré-pandemia segunda maior companhia de aviação em passageiros transportados de/para Portugal, anunciou a inclusão de “175.000 lugares extra” em 75 voos adicionais do Reino Unido para Portugal para que os seus passageiros possam aproveitar a inclusão de Portugal na “lista verde” de destinos de lazer.

Governo britânico confirma Portugal na “lista verde” de viagens

07-05-2021 (23h27)

Portugal vai estar na “lista verde” de países considerados seguros para viajar e isentos de quarentena na chegada a Inglaterra a partir de 17 de Maio, anunciou hoje o ministro dos Transportes britânico, Grant Shapps.

Opinião e Análise