Bolsas europeias em baixa, reflectindo apreensão com expansão da pandemia

23-11-2021 (15h50)

Foto: Unsplash / Engin Akyurt
Foto: Unsplash / Engin Akyurt

As principais bolsas europeias negociavam hoje em baixa, reflectindo a preocupação com a expansão da pandemia e com as restrições impostas em alguns países como a Áustria, que pode afectar de novo a economia do Velho Continente.

Cerca das 9h40 em Lisboa, o EuroStoxx 600 recuava 1,34% para 478,95 pontos. As bolsas de Londres, Paris e Frankfurt recuavam 0,52%, 1,01% e 1,28%, bem como as de Madrid e Milão que se desvalorizavam 1,05% e 1,51%, respectivamente.

Depois de abrir em baixa, a bolsa de Lisboa mantinha a tendência, estando cerca das 9h40, o principal índice, o PSI20, a baixar 1,19% para 5.454,15 pontos.

A bolsa de Nova Iorque terminou mista na segunda-feira, com o Dow Jones a subir 0,05% para 35.619,25 pontos, contra o máximo desde que foi criado em 1896, de 36.432,22 pontos, registado em 8 de Novembro.

O Nasdaq fechou a desvalorizar-se 1,26% para 15.854,76 pontos, contra o actual máximo, de 16.057,44 pontos em 19 de Novembro.

A nível cambial, o euro abriu em alta no mercado de câmbios de Frankfurt, mas a cotar-se a 1,1268 dólares, contra 1,1248 dólares na segunda-feira, um mínimo desde 15 de Julho de 2020, e o actual máximo desde maio de 2018, de 1,2300 dólares, em 5 de Janeiro.

O barril de petróleo Brent para entrega em Janeiro abriu em baixa no Intercontinental Exchange Futures (ICE) de Londres, a cotar-se a 79,04 dólares, contra 79,70 dólares na segunda-feira e 85,65 dólares em 26 de Outubro, um máximo desde Outubro de 2018 (quando subiu até 86,43 dólares).

Segundo a Agência Lusa, os especialistas não excluem que possa atingir 90 dólares por barril antes do final do ano.

Clique para ver mais: Mercados

Clique para ver mais: Empresas & Negócios

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

UE suspende temporariamente voos de Moçambique e mais seis países devido a variante

26-11-2021 (17h48)

Os Estados-membros da União Europeia (UE) decidiram hoje suspender temporariamente voos de sete países da África Austral, incluindo Moçambique, devido à identificação de uma variante do coronavírus, causador da covid-19, na África do Sul, altamente mutante.

Comissão Europeia vai propor suspensão de voos com origem na África austral devido a nova variante

26-11-2021 (15h22)

A Comissão Europeia vai propor a suspensão de voos da África Austral com destino à União Europeia devido ao aparecimento de uma nova variante do SARS-CoV-2, causador da covid-19, anunciou esta manhã a presidente da instituição.

Reino Unido avalia restrições a mais países em conjunto com UE

26-11-2021 (14h58)

O ministro da Saúde britânico, Sajid Javid, afirmou hoje estar a avaliar restrições a mais países devido à nova variante do coronavírus identificada na África do Sul em colaboração com a União Europeia (UE) para uma resposta comum.

OMS diz precisar de “várias semanas” para avaliar risco da nova variante

26-11-2021 (14h53)

A Organização Mundial da Saúde (OMS) disse hoje que serão precisas “várias semanas” para conhecer o nível de risco e de transmissibilidade da nova variante do novo coronavírus, detectada inicialmente na África do Sul.

França proíbe voos provenientes de Moçambique e de outros países da região

26-11-2021 (13h03)

A França suspendeu hoje os voos provenientes de Moçambique, África do Sul, Lesotho, Botsuana, Zimbabué, Namíbia e Essuatini, com efeito imediato e durante pelo menos 48 horas, após ter sido encontrada uma nova variante do coronavírus.

Opinião e Análise