Nova Zelândia anuncia fim de confinamento em Auckland e da política de casos-zero

22-11-2021 (15h14)

Foto: www.newzealand.com - Sky City Auckland - Auckland
Foto: www.newzealand.com - Sky City Auckland - Auckland

PM neozelandesa deve flexibilizar quarentena imposta a visitantes internacionais no início de 2022

A Nova Zelândia vai acabar com o confinamento de três meses e meio na maior cidade do país, Auckland, no início de Dezembro, e da política de "casos-zero" para combater o novo coronavírus, disse hoje a primeira-ministra.

Jacinda Ardern disse que a partir de 2 de Dezembro, a Nova Zelândia vai adoptar uma nova resposta à covid-19, destinada a conter a variante delta em vez de a tentar eliminar completamente.

"A dura verdade é que [a variante delta] está aqui e não vai desaparecer", disse Ardern, citada pela Agência Lusa.

"Embora nenhum país tenha conseguido eliminar completamente a variante delta, a Nova Zelândia está melhor colocada do que a maioria para a enfrentar", acrescentou.

Até agora, o seu Governo tinha como objetivo a completa eliminação do vírus, uma política com medidas rigorosas de contenção, rastreio dos contactos e controlos fronteiriços.

As regras rigorosas de quarentena para as chegadas internacionais vão permanecer em vigor, mas a a primeira-ministra comprometeu-se a flexibilizá-las no início do próximo ano.

A doença matou apenas 40 pessoas numa população de cinco milhões, mas a pressão tem vindo a aumentar para acabar com o confinamento imposto a Auckland desde que a variante delta foi aí detectada em Agosto.

Ardern tinha inicialmente planeado alterar a política uma vez alcançada uma taxa de vacinação de 90% no país, mas acabou por antecipar a reabertura quando o nível de vacinação é actualmente de cerca de 83%.

Auckland encontra-se isolada do resto da Nova Zelândia, com bloqueios de estradas que deverão ser levantados a 15 de Dezembro.

Clique para ver mais: Ásia & Pacífico

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Meliá inaugura “um santuário de luxo e bem-estar na Tailândia”

25-11-2021 (17h00)

O Meliá Phuket Mai Khao é a mais recente unidade hoteleira do grupo Meliá Hotels International, que a descreve como “um santuário de luxo e bem-estar na Tailândia”, para quem procura estar em contacto com a natureza “numa das praias mais tranquilas da zona Norte da ilha”.

Primeiro medicamento chinês contra o coronavírus deve ser aprovado em Dezembro

16-11-2021 (16h14)

A China deve aprovar, no próximo mês, o primeiro medicamento contra a covid-19 desenvolvido por uma farmacêutica chinesa e baseado no uso de anticorpos monoclonais, capazes de neutralizar o vírus.

Mais de três quartos da população da China totalmente vacinada

08-11-2021 (13h53)

Mais de três quartos da população da China já está totalmente inoculada contra a covid-19, de acordo com dados oficiais divulgados pela Comissão Nacional de Saúde.

China detecta 89 casos nas últimas 24 horas

08-11-2021 (12h36)

A China detetou 89 casos de covid-19 nas últimas 24 horas, 65 por contágio local e os restantes oriundos do estrangeiro, anunciaram as autoridades de saúde do país.

Japão sem registo de mortes por covid-19 pela primeira vez em 15 meses

08-11-2021 (12h31)

O Japão não registou mortes causadas pelo novo coronavírus nas últimas 24 horas, o que acontece pela primeira vez nos últimos 15 meses, noticiou hoje a imprensa local.

Opinião e Análise