Governo angolano levanta cerca sanitária imposta em Luanda há mais de um ano

01-09-2021 (15h11)

Foto: Helloquence / Unsplash
Foto: Helloquence / Unsplash

O Conselho de Ministros de Angola aprovou o levantamento da cerca sanitária à província de Luanda, capital do país, que se encontra nesta condição desde Março de 2020 devido à pandemia da covid-19.

No final da reunião, o ministro de Estado e chefe da Casa de Segurança do Presidente da República, Francisco Furtado, disse que foi aprovada a retirada da cerca sanitária a Luanda, tendo em conta a evolução positiva da eficácia das medidas de prevenção e controlo da propagação do vírus SARS-COV-2 e da covid-19.

Francisco Furtado frisou que foi tida em conta também para esta alteração a evolução positiva das regras de funcionamento dos serviços públicos e privados e dos equipamentos sociais, durante o período de vigência desta cerca sanitária, resultante dos sucessivos decretos presidenciais.

Segundo o governante, o Conselho de Ministros considerou também que se revela necessário dar continuidade ao retorno gradual das actividades económicas mais directamente afectadas pela pandemia e de actividades similares, com particular destaque para o regresso da mobilidade de pessoas e bens em todo o território nacional.

“Esta medida de retirada da cerca sanitária leva de facto a que os cidadãos tenham cada vez mais consciência de que a propagação do vírus continuará a ser um facto e a única forma de se evitar isso é de facto se continuar a observar as regras sanitárias de biossegurança”, apontou o ministro de Estado.

Francisco Furtado salientou que estudos realizados nos últimos tempos revelaram como um dos factores na origem da propagação do vírus, os eventos que têm sido realizados a nível familiar, nas casas, nas festas que continuam a ser realizadas e por não observância das regras estabelecidas no Decreto Presidencial.

“Aproveitamos a oportunidade para com isto dizer que o novo Decreto Presidencial sobre o estado de Calamidade Pública em substituição do actual decreto 189/21 entrará em vigor às zero horas do dia 1 de Setembro, portanto, amanhã [hoje, quarta-feira]”, indicou.

A província de Luanda manteve-se em cerca sanitária desde 27 de Março de 2020, estando as pessoas obrigadas a procederem ao teste de despistagem da doença para entrarem e saírem da capital angolana.

(Notícia Lusa)

 

Clique para ver mais: Angola

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Soltrópico, Abreu e Solférias anunciam charters para o Fim de Ano na Ilha do Sal

15-09-2021 (16h44)

Os operadores turísticos Soltrópico, Solférias e Viagens Abreu divulgaram para o mercado uma operação charter para o Fim de Ano na Ilha do Sal, em Cabo Verde, com voos de Lisboa e do Porto operados pela SATA Azores Airlines.

Transavia vai voar entre Paris e Ilha do Sal em Dezembro

15-09-2021 (11h06)

A Transavia prevê iniciar em 18 de Dezembro uma ligação semanal entre Paris e a Ilha do Sal, principal destino turístico de Cabo Verde, segundo informação disponibilizada pela transportadora.

Ministério do Turismo de Cabo Verde muda-se para o Sal este ano

13-09-2021 (14h50)

A sede do Ministério do Turismo e dos Transportes de Cabo Verde vai mudar-se até final do ano da cidade da Praia para Espargos, na ilha do Sal, a mais turística do país, afirmou, em entrevista à Lusa, o ministro Carlos Santos.

TUI Alemanha retoma operações para as ilhas do Sal e da Boavista

08-09-2021 (09h21)

A TUI Alemanha, companhia do maior grupo europeu de operação turística, retoma esta semana as operações para as ilhas do Sal e da Boavista, segundo o Ministério do Turismo cabo-verdiano.

Receitas da taxa turística em Cabo Verde caíram quase 90% em sete meses

02-09-2021 (15h11)

As receitas da taxa paga obrigatoriamente pelos turistas em Cabo Verde caíram 89,9% de Janeiro a Julho, face a 2020, para cerca de 260 mil euros, devido à reduzida procura turística provocada pela pandemia de covid-19.

Opinião e Análise