Cabo Verde passa a exigir testes rápidos para viagens entre ilhas, excepto entre São Vicente e Santo Antão

11-05-2021 (17h31)

Cabo Verde vai passar a exigir testes rápidos de despiste para a covid-19 para viagens marítimas e aéreas entre todas as ilhas, com excepção do percurso São Vicente-Santo Antão, informou o Governo cabo-verdiano.

Segundo uma nota da Direcção Nacional de Saúde citada pela agência Lusa, a actualização dos critérios para a realização de testes rápidos para viagens entre ilhas foi feita em 7 de Maio, de acordo com a evolução da situação epidemiológica da pandemia de covid-19 no país.

Segundo as autoridades de saúde de Cabo Verde, haverá necessidade de realização de testes para viagem de barco e avião de São Nicolau, Sal, Boa Vista, Maio, Santiago, Fogo e Brava.

Também quem quer sair de Santo Antão ou São Vicente terá de fazer o teste rápido até 72 horas antes da viagem e ter resultado negativo para ir a Boa Vista, Santiago, Fogo, Sal, São Nicolau, Maio e Brava.

A única excepção nas novas regras será para o percurso entre São Vicente e Santo Antão, que é feito apenas de barco, com duração de uma hora, em que os passageiros não precisam fazer teste rápido.

As crianças com idade inferior a sete anos estão isentas da realização do teste rápido para viagem entre as ilhas, adiantou ainda a mesma autoridade sanitária, que vai actualizar os critérios dentro de 15 dias.

A Direção Nacional de Saúde informou na segunda-feira, dia 10, que haverá uma tolerância de 48 horas para a entrada em vigor dos novos critérios, de forma a que os estabelecimentos de saúde e os passageiros possam organizar-se e evitar constrangimentos maiores nas viagens entre ilhas.

Os testes rápidos de antigénio pesquisam se o vírus está presente no organismo, com uma infeção activa, ao procurar proteínas especificas do SARS-CoV-2, aquando da sua realização, custando cerca de 15 euros para resultados que podem ser conhecidos em pouco mais de 30 minutos.

Todas as ilhas de Cabo Verde estão actualmente com uma taxa de incidência acumulada nos últimos 14 dias superior a 150 casos por 100 mil habitantes.

Cabo Verde tem registado valores máximos diários de novos infectados consecutivos desde 31 de Março, praticamente todos os dias acima de 200 e até ao pico de 417 casos em 5 de Maio, muito acima do máximo anterior de 159 novos casos, em 11 de Outubro de 2020, segundo a agência Lusa.

O Governo voltou a decretar em 30 de Abril a situação de calamidade em todas as ilhas, exceto na ilha Brava, para 30 dias, agravando medidas de limitação de actividades com aglomerações de pessoas, face ao aumento dos novos casos de covid-19.

 

Clique para ver mais: Cabo Verde

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Cabo Verde prevê ter todos os adultos vacinados no Sal e Boavista antes de Agosto

15-06-2021 (13h55)

Cabo Verde começou esta semana a vacinação em massa contra a covid-19 nas ilhas do Sal e da Boavista, e espera completar a vacinação de todos os adultos antes de Agosto.

BestFly com 2.800 passageiros no primeiro mês em Cabo Verde e operação sustentável

14-06-2021 (10h35)

A companhia aérea BestFly transportou 2.800 passageiros no primeiro mês da concessão do serviço público de transporte aéreo inter-ilhas em Cabo Verde, acima das expectativas iniciais, sendo já uma operação "sustentável", disse à Lusa o diretor-geral do grupo angolano.

TAAG muda horários dos voos entre Luanda e Lisboa

11-06-2021 (13h55)

A companhia angolana TAAG muda os dias dos seus voos entre Luanda e Lisboa a partir de dia 30, com os voos Luanda – Lisboa (DT652) a passarem a ser às quintas-feiras e Sábados e os voos Lisboa – Luanda (DT653) a operarem às sextas-feiras e Domingos.

Cabo Verde Airlines retoma voos a 18 de Junho com ligação a Lisboa

31-05-2021 (19h44)

A Cabo Verde Airlines (CVA) anunciou hoje que retoma os voos internacionais a 18 de Junho, 15 meses após a suspensão da actividade, devido às restrições pela pandemia de covid-19, arrancando inicialmente com uma ligação entre a ilha do Sal e Lisboa.

Portugal foi o país que mais investiu em Cabo Verde em 2020

31-05-2021 (14h06)

Portugal foi o país com maior Investimento Direto Estrangeiro (IDE) em Cabo Verde em 2020, com um registo de cerca de 13,2 milhões de euros, dos quais 6,5 foram investidos no turismo e na imobiliária turística, de acordo com o banco central cabo-verdiano.

Opinião e Análise