spot_img
- Publicidade -
- Publicidade -spot_img

França tem tudo para ser o destino nº1 para os portugueses – Maxime Morin, Atout France

A cultura, a gastronomia e o património, aliados a uma ligação histórica com Portugal, são motivos de sobra para França ser o destino nº1 para os portugueses, defende o director adjunto da Atout France para Espanha e Portugal, Maxime Morin.

“Temos todas as cartas para sermos o destino líder para os portugueses”, disse Maxime Morin ao PressTUR, destacando a riqueza de França a nível de cultura, gastronomia e património, bem como a proximidade entre portugueses e franceses, a sua história comum e o impacto da diáspora.

O executivo espera que França possa subir a destino nº1 para os portugueses já em 2024, contando para isso com o impacto dos Jogos Olímpicos, que terão lugar em várias cidades francesas, de 26 de Julho a 11 de Agosto.

Os números de visitantes de 2023 ainda não estão fechados, mas Maxime Morin espera um aumento do número de portugueses associado à realização do Mundial de Rugby, que decorreu em França de 8 de Setembro a 28 de Outubro, e contou com a participação da selecção de Portugal.

Além destes grandes eventos, o executivo da Atout France também espera conseguir “conquistar os portugueses” através das políticas de turismo sustentável.

A sustentabilidade é, aliás, “a estratégia nº 1” da Atout France. “Queremos trazer turistas de forma sustentável para França”, sublinhou Maxime Morin. Para cumprir esse objectivo, o mercado espanhol tem um potencial maior por estar melhor conectado por via férrea. “Em 2024 será possível fazer Barcelona – Lyon em comboio directo”, indicou o director adjunto da Atout France.

Por outro lado, o turismo sustentável também está associado a uma maior distribuição dos visitantes pelo território e a uma permanência mais longa no país. Maxime Morin espera que os Jogos Olímpicos contribuam para esta missão, como aconteceu no Mundial de Rugby este ano. Os visitantes com bilhetes comprados para o Mundial “ficaram mais tempo que o habitual, entre cinco e sete dias, e aproveitaram para visitar outros locais no país”.

Para o director adjunto da Atout France os Jogos Olímpicos em 2024 “são uma oportunidade” para aumentar a distribuição dos visitantes pelo país, porque o evento realiza-se não só em Paris, mas também noutras 16 cidades francesas, como Bordéus, Nice, Lille, Nantes e até Tahiti.

Estratégia da Atout France

A Atout France dispõe de mais de 30 representações em todo o mundo e utiliza essa proximidade com os mercados emissores para organizar um grande evento anual, o Rendez-vous en France (RDVF).

O RDVF “é o evento mais importante” organizado pela Atout France para a indústria turística, onde junta centenas de expositores da oferta turística francesa e centenas de operadores turísticos internacionais. A próxima edição será em Março de 2024, em Toulouse. (O PressTUR esteve na última edição, em Paris. Para ver a reportagem clique aqui).

Outro evento B2B (business to business) organizado pela Atout France é o Workshop France Med, realizado a cada dois anos, e que teve a sua última edição este ano em Toulon. Clique para ler: Workshop France Med: nada bate um encontro presencial.

“O nosso objectivo é que, no fim de cada evento, tanto os expositores como os operadores tenham uma base de novos contactos e de novos produtos para trabalhar”, frisou Maxime Morin.

A divisão da Atout France para Espanha e Portugal, baseada em Madrid, também organiza todos os anos uma apresentação para agentes de viagens e jornalistas. Em 2024, o evento terá três etapas em Espanha e uma em Lisboa, que serão focadas na promoção de França como destino sustentável e nos Jogos Olímpicos.

Outra vertente da estratégia da Atout France é a campanha de marketing B2C (business to consumer) Explore France. A agência está a preparar esta campanha para “lançar com o máximo de antecedência possível, na Primavera ou um pouco antes”, indicou Maxime Morin. “O nosso objectivo é estabilizar o turismo em todas as temporadas e não ter apenas um foco no Verão”.

O PressTUR viajou a convite da Atout France

Ver também:

“Portugal é um mercado importante” para a estratégia de Provença-Alpes-Costa Azul

Mais de um terço dos portugueses que viajam para França reservam um “pacote completo”

Portugueses concentram gastos turísticos nos destinos da moeda única e nos intercontinentais

- Publicidade -
- Publicidade -spot_img