Ryanair só teve 5% do seu programa de voos ‘normal’ em Março

06-04-2021 (12h41)

Foto: Ryanair
Foto: Ryanair

A low cost Ryanair informou hoje que em Março teve apenas 5% da sua operação “normal”, o que se traduziu numa quebra de 10,4 milhões de passageiros em relação ao mês homólogo de 2019, pré pandemia de covid-19, e de 5,2 milhões em relação a Março de 2020, primeiro mês de forte impacto da pandemia na Europa.

Os dados publicados pela Ryanair indicam que baixou de 10,9 milhões de passageiros transportados em Março de 2019 para 5,7 milhões em Março de 2020 e meio milhão em Março deste ano, que representa um novo decréscimo de 91% em cima dos -48% verificados um ano antes.

A informação da low cost mostra que, assim, no conjunto do primeiro trimestre transportou 2,3 milhões de passageiros, com uma quebra média em 91,5% que significa um decréscimo de 24,7 milhões em relação período homólogo de 2020 e eleva para 28,5 milhões o decréscimo em relação ao primeiro trimestre de 2019.

 

Clique para mais notícias: Ryanair

Clique para mais notícias: Aviação

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

MSC Cruzeiros lança novos itinerários para este Verão na Europa com pelo menos dez navios

16-04-2021 (17h02)

A MSC Cruzeiros divulgou para o mercado novos itinerários para viajar no Mediterrâneo e no Norte da Europa este Verão, com pelo menos dez navios, incluindo o seu novo MSC Virtuosa, que fará viagens a começar e a terminar em Lisboa a partir de Setembro.

PRR tem 7.700 milhões de euros para apoios directos e indirectos às empresas

16-04-2021 (16h27)

O Programa de Recuperação e Resiliência (PRR) terá 7.700 milhões de euros de apoios dedicados às empresas, de acordo com o Programa de Estabilidade (PE) aprovado na quinta-feira em Conselho de Ministros e entregue à Assembleia da República (AR).

Governo prevê injectar este ano mais 970 milhões de euros na TAP

16-04-2021 (16h24)

O Governo prevê injectar 970 milhões de euros na TAP este ano, uma medida classificada como temporária e cujo efeito nas contas públicas é revertido em 2022 e 2023, de acordo com o Programa de Estabilidade (PE) hoje conhecido.

Agências de viagens portuguesas atingem máximo de vendas de voos em BSP durante a pandemia

16-04-2021 (15h47)

As vendas de voos regulares pelas agências de viagens IATA portuguesas ascenderam em Março a 13,5 milhões de euros, que é um máximo em tempos de pandemia.

Portugal passa a permitir voos do Brasil e Reino Unido para viagens essenciais

16-04-2021 (15h27)

O Governo português anunciou que os voos com origem ou destino no Brasil e Reino Unido são permitidos a partir de hoje para viagens essenciais, mantendo-se as medidas restritivas do tráfego aéreo devido à pandemia de covid-19.

Opinião e Análise