Minor vende mais dois hotéis Tivoli por 148 milhões de euros

21-07-2021 (10h33)

Foto: Tivoli Hotels & Resorts - Tivoli Marina Vilamoura
Foto: Tivoli Hotels & Resorts - Tivoli Marina Vilamoura

A Minor International, grupo tailandês que comprou a Tivoli em 2016 por 294,2 milhões de euros e que entretanto já vendeu três dos seus hotéis em Lisboa, anunciou hoje a venda de mais duas unidades da marca no Algarve, por 148 milhões de euros, indicando que vão continuar a operar sob a marca Tivoli.

Os hotéis Tivoli Marina Vilamoura e Tivoli Carvoeiro foram vendidos à Azora European Hotel & Lodging, um fundo que é gerido pela Azora Gestión, uma gestora de investimentos imobiliários europeus com sede em Madrid.

As unidades hoteleiras continuarão a ser operadas sob a marca Tivoli pela Minor International (MINT) através do NH Hotel Group, sob acordos de gestão hoteleira, por um período inicial de 20 anos, com opções de extensão por um período total de até 30 anos.

O preço de venda agregado é de 148 milhões de euros, com um ganho líquido na venda de activos de 26 milhões de euros, segundo um comunicado.

Com o negócio, a MINT pretende “desalavancar e reservar algum capital para fortalecer ainda mais o seu balanço patrimonial e a sua posição de liquidez”.

A empresa sublinha que os “dois hotéis permanecerão no portfólio da MINT como hotéis geridos pela empresa e a MINT poderá participar na optimização do desempenho dos hotéis por meio de um fee de gestão”.

Citado no comunicado, o CEO da MINT, Dillip Rajakarier, afirmou que “a rotação de activos continua a fazer parte da nossa estratégia de longo prazo e continuaremos à procura de oportunidades para prosseguir com essa estratégia no futuro”.

A MINT fez um negócio semelhante em Espanha no mês passado, ao vender à LaSalle Investment Management o hotel NH Collection Barcelona Gran Hotel Calderón, por 125,5 milhões de euros, numa operação de sale-and-lease-back, que garante o aluguer do hotel por 20 anos, com opção para prolongar.

O CEO do grupo considera que estes negócios reforçam a “capacidade de identificar um activo com qualidade, de fazer investimentos para potenciar o seu valor e, por conseguinte, concretizar o mesmo”, fortalecendo o “balanço patrimonial” do grupo.

A Minor comprou a Tivoli ao antigo Grupo Espírito Santo em 2016, por 294,2 milhões de euros, um negócio com o qual fez a sua entrada na Europa e na América do Sul, com 12 hotéis em Portugal e dois hotéis no Brasil, somando cerca de três mil quartos.

Dois anos mais tarde, em 2018, a Minor comprou o NH Hotel Group e atribui-lhe a gestão das suas unidades em Portugal e no Brasil (para ler mais clique aqui).

Em finais de Junho de 2019, a Minor anunciou a venda de três hotéis Tivoli em Lisboa (Tivoli Avenida Liberdade, Tivoli Oriente Lisboa e AVANI Avenida Liberdade) por 313 milhões de euros, à sociedade de gestão imobiliária Invesco Real Estate, mantendo a gestão dos hotéis (para ler mais clique aqui).

O comunicado sobre a venda dos dois hotéis Tivoli no Algarve inclui ainda uma declaração de Concha Osácar, uma das sócias fundadoras da Azora, que considera que a aquisição “representa uma rara oportunidade de adquirir dois hotéis de prestígio bem operados, a um preço atractivo, que acreditamos nos permitirá criar valor a longo prazo para os nossos clientes”.

“A marca Tivoli é sinónimo de qualidade e estamos satisfeitos por ter celebrado contratos de gestão de 20 anos com a MINT e a NH Hotels, com quem esperamos trabalhar para manter e prestigiar ainda mais estes hotéis de referência”, acrescentou Concha Osácar.

 

Clique para ver mais: Tivoli Hotels & Resorts

Clique para ver mais: Minor International

Clique para ver mais: Hotelaria

Clique para ver mais: Portugal

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Cabo Verde aprovou três hotéis avaliados em mais de 400M euros no final de Julho

03-08-2021 (14h52)

O Governo cabo-verdiano aprovou na última semana de Julho convenções de estabelecimento para a construção de três empreendimentos turísticos no arquipélago, ultrapassando 400 milhões de euros de investimento privado.

Reino Unido voltou em Junho a ser o maior emissor turístico para o alojamento turístico português

30-07-2021 (14h58)

As dormidas de turistas britânicos no alojamento turístico português acentuaram a recuperação em Junho, mês em que representaram 9,4% das pernoitas de estrangeiros, quando um ano antes não passavam de 1,2%.

Pandemia de covid-19 ‘bate’ mais fortemente nas três maiores regiões turísticas portuguesas

30-07-2021 (14h30)

Lisboa, Algarve e Madeira, as três maiores regiões turísticas portuguesas, são as que têm este primeiro semestre de 2021 as quebras mais fortes de dormidas no alojamento turístico em relação ao período homólogo de 2019, pré-pandemia.

União Europeia ‘aperta’ com a Google sobre transparência das pesquisas de voos e hotéis

29-07-2021 (16h24)

A União Europeia deu um prazo de dois meses à Google, ‘gigante’ norte-americana da internet, para apresentar alterações às suas funcionalidades de pesquisa de voos e hotéis, o Google Flights e o Google Hotels.

Cabo Verde aprova projecto para um ‘hotel design’ de 5-estrelas na Ilha do Sal

28-07-2021 (16h16)

O Governo de Cabo Verde aprovou o projecto da sociedade Flor de Sal para construir um hotel de 5-estrelas com 137 quartos em Santa Maria, na Ilha do Sal, com um investimento de 38 milhões de euros.

Opinião e Análise