Despedimento colectivo na TAP reduzido para 78 trabalhadores após acordos

15-09-2021 (10h18)

Foto: TAP
Foto: TAP

O despedimento colectivo na TAP vai abranger 78 trabalhadores, abaixo dos 124 previstos inicialmente, após terem sido alcançado mais quatro acordos, anunciou a CEO da companhia aérea, Christine Ourmières-Widener.

“Este processo tem sido muito complicado, mas temos de facto um processo de despedimento colectivo de 78 pessoas”, afirmou esta terça-feira a CEO da TAP, Christine Ourmières-Widener, perante os deputados da Comissão Eventual para o acompanhamento da aplicação das medidas de resposta à pandemia dacovid-19 e do processo de recuperação económica e social.

Contactada pela Lusa, fonte oficial da companhia confirmou que se vão alcançando acordos com os trabalhadores da companhia aérea, que está a ser alvo de um processo de reestruturação.

Em Agosto, a mesma fonte confirmou à Lusa que o despedimento colectivo na TAP ia abranger 82 trabalhadores, abaixo dos 124 previstos, após a adesão às medidas de rescisão voluntária.

A companhia aérea iniciou em 26 de Julho um processo de despedimento colectivo de 124 trabalhadores, que abrangia 35 pilotos, 28 tripulantes de cabina, 38 trabalhadores da manutenção e engenharia e 23 funcionários da sede.

O Sindicato dos Técnicos de Manutenção de Aeronaves (Sitema) interpôs uma providência cautelar para suspender o despedimento colectivo de trabalhadores da TAP seus associados, que deu entrada no Juízo do Trabalho de Loures, em 2 de Agosto.

Em 27 de Julho várias estruturas sindicais que representam os trabalhadores da TAP já tinham anunciado que iam avançar com ações legais para travar o despedimento colectivo.

Questionada sobre a data expectável para a aprovação da Comissão Europeia ao plano de reestruturação, Christine Ourmières-Widener remeteu a questão para o Governo, que tem liderado as discussões com Bruxelas.

Já questionada sobre a redução de pessoal e se os que permanecem na companhia aérea têm capacidade para assegurar a operação, a presidente executiva considerou que a TAP está com os recursos de que necessita neste momento.

“Se crescermos mais, estamos atentos para adaptarmo-nos a esta necessidade. A verdade é que o crescimento está a ser mais lento do que o esperado”, acrescentou.

(Notícia Lusa)

 

Clique para ver mais: TAP

Clique para ver mais: Aviação

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

A World For Travel anuncia cinco compromissos com o turismo sustentável

17-09-2021 (16h37)

O "Évora Fórum - A World For Travel", conferência dedicada ao turismo sustentável que decorreu na Universidade de Évora entre 16 e 17 de Setembro, definiu cinco compromissos urgentes.

Pandemia enfatizou importância da sustentabilidade na aviação – CEO da TAP

16-09-2021 (17h22)

A CEO da TAP, Christine Ourmières-Widener, disse hoje que indústria da aviação foi “bastante afectada” pela pandemia de covid-19 e, com esta crise, ganharam importância as questões da sustentabilidade.

Portugal espera atingir este ano metade das receitas turísticas de 2019

16-09-2021 (16h49)

A secretária de Estado do Turismo, Rita Marques, disse que Portugal espera atingir este ano metade das receitas turísticas de 2019, pré-pandemia, mantendo "a ambição" de alcançar em 2027 a marca de 28 mil milhões de euros.

Pandemia alertou para necessidade de gerir turismo em excesso - Pedro Siza Vieira

16-09-2021 (16h30)

A pandemia de covid-19 mostrou que “o problema do turismo em excesso precisa de ser gerido”, disse hoje o ministro da Economia e Transição Digital, Pedro Siza Vieira, durante uma conferência em Évora.

Maior navio de cruzeiros do mundo chega à Europa em Maio de 2022

16-09-2021 (15h54)

A Royal Caribbean anunciou que vai posicionar o maior navio de cruzeiros do mundo na Europa a partir de Maio de 2022, o Wonder of the Seas, que fará itinerários no Mediterrâneo com embarques em Barcelona e Roma.

Opinião e Análise