TAP vai ficar muito longe de ter uma equipa de gestão com experiência internacional

09-06-2021 (15h30)

Foto: TAP
Foto: TAP

Ministro Pedro Nuno Santos falha redondamente no objectivo de contratar para a TAP uma equipa de gestão de primeiro plano a nível internacional, ficando-se por uma executiva francesa e uma espanhola, ambas com experiência em companhia low cost e não em transportadoras de rede como a TAP.

Os nomes divulgados hoje no website da TAP, e já anteriormente todos apontados por ‘amigos’ do Governo, evidenciam, mais que o falhanço em contratar uma equipa de primeiro plano, como alegadamente foi contratado a uma empresa de head hunters, mas principalmente evidencia a ausência de uma estratégia para a companhia de aviação e nomeadamente para uma transportadora europeia que é líder nas ligações entre o Brasil e a Europa e que até tem o Brasil como seu primeiro mercado.

E daí o ‘esforço’ de alguns escribas em realçar a “experiência em Brasil” de alguns dos nomes apontados para a gestão, designadamente de Manuel Beja, futuro presidente do Conselho de Administração, em substituição de Miguel Frasquilho, que foi director executivo da Nova Base no Brasil, o que certamente lhe garante o sotaque, mas não experiência em gestão de aviação no mercado brasileiro.

Os nomes hoje divulgados no website da TAP, e que alegadamente resultariam de um “procedimento rigoroso” de selecção de gestores, confirmam Christine Ourmières-Widener e Silvia Mosquera González entre os 11 membros do Conselho de Administração, o que também é muito curto para conferir prerrogativas de experiência internacional e mais ainda em experiência internacional nos mercados onde a TAP até tem vantagens competitivas, a primeira das quais ter o seu hub em Lisboa.

Os outros nomes indicados, além de Manuel Beja, são João Weber Ramos dos Reis Gameiro, Ramiro José Oliveira Sequeira, que transita do anterior CA e que era o CEO da companhia, Patrício Ramos Castro, Ana Teresa C. P. Tavares Lehmann, Gonçalo Neves Costa Monteiro Pires, João Pedro Conceição Duarte, Alexandra Margarida Vieira Reis e José Manuel Silva Rodrigues.

A informação indica também que para o Conselho Fiscal estão propostos a Baker Tilly, PG & Associados, SROC, Sérgio Sambade Nunes Rodrigues, Maria de Fátima Castanheira Cortês Damásio Geada e, como suplente, José Manuel Fusco Gato.

A Comissão de Vencimentos será composta por Tiago Aires Mateus, Luís Manuel Delicado Cabaço Martins e Pedro Miguel Nascimento Ventura.

Para presidente da mesa da Assembleia Geral está indicado António Macedo Vitorino e para vice-presidente está proposto David Fernandes de Oliveira Festas.

 

Clique para mais notícias: TAP

Clique para mais notícias: Aviação

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Air France aumenta oferta para Portugal “em quase 25%” face ao Verão de 2019

15-06-2021 (15h21)

A Air France vai concentrar a sua oferta de voos na Europa em destinos de lazer como Portugal, para onde prevê aumentar a oferta “em quase 25%” face a 2019, e Grécia, para onde planeia aumentar a oferta “em quase 80%”.

Azores Airlines cancela 10 ligações a Toronto e reduz oferta para Frankfurt

15-06-2021 (14h49)

A Azores Airlines, do Grupo SATA, anunciou que em Junho e Julho vai cancelar 10 ligações aéreas entre Toronto e as ilhas de São Miguel e Terceira, e reduzir o número de voos semanais para Frankfurt.

Emirates revela quebra de receitas em 66% devido à pandemia de covid-19

15-06-2021 (13h09)

A Emirates, maior companhia do mundo em tráfego internacional de passageiros, revelou que no exercício 2020/21 teve uma quebra das receitas de passagens em 66% ou 8,4 mil milhões de dólares, que atribui ao impacto da pandemia de covid-19 a partir de Março do ano passado, que lhe reduziu o número de passageiros de 56,2 milhões para 6,6 milhões.

Grupo Lufthansa quer atingir 75% de bilhetes vendidos directamente

15-06-2021 (12h25)

O Grupo Lufthansa, que foi pioneiro na aplicação de sobretaxas às vendas de bilhetes através dos sistemas globais de reservas (GDS), pondo em causa o modelo de negócios dominante nas agências, anunciou agora pretender atingir 75% das vendas por canais próprios até 2024.

Grupo Lufthansa vai fechar SunExpress Deutschland e voos de passageiros da Germanwings

15-06-2021 (12h09)

O Grupo Lufthansa, que quer emergir ‘mais magro’ desta crise provocada pela pandemia de covid-19, indicou hoje que entre as medidas que vai adoptar estão fechar a SunExpress Deutschland, subsidiária com o mesmo nome da joint-venture com a Turkish, e descontinuar os voos de passageiros da Germanwings, bem como fechar “múltiplas outras bases e localizações”.

Opinião e Análise