Ryanair insiste na ‘guerra’ à TAP, desta vez para lhe retirar slots

24-08-2021 (12h25)

O CEO do grupo Ryanair, Michael O'Leary, esteve esta manhã em Lisboa para apresentar a nova programação da low cost para o Inverno e, sobretudo, para ampliar a campanha contra a TAP, desta vez acusando a companhia portuguesa de bloquear slots no Aeroporto de Lisboa, embora reconhecendo que não viola a lei.

O'Leary acusou a TAP de solicitar faixas horárias para aterragens e descolagens (slots) no Aeroporto de Lisboa, que sabe que não irá utilizar, bloqueando assim o crescimento da Ryanair e de outras companhias aéreas.

Michael O'Leary acusou a companhia aérea portuguesa de cancelar cerca de 40% dos seus slots em Lisboa, que são um activo que vale milhões de euros, sem o fazer com antecedência para que possam ser utilizados por outras transportadoras, ou seja, sem os dar de mão beijada à concorrência.

O executivo reconheceu que este comportamento de que acusa a TAP está dentro da lei, uma vez que, devido à pandemia de covid-19, a Comissão Europeia reduziu para 50% o número de slots que as companhias aéreas são obrigadas a utilizar para não os perderem.

O que Michael O'Leary questiona é se o Governo português, que é praticamente accionista único da TAP, vai continuar a permitir que a companhia aérea utilize esta estratégia, alegadamente comprometendo o aumento de tráfego no Aeroporto do capital.

"Se a TAP levantasse 200 slots por semana, poderíamos ter mais quatro aviões em Lisboa, mais cerca de um milhão de passageiros por ano", garantiu o executivo.

A Ryanair anunciou para este Inverno mais 26 rotas de/para Portugal, 22 das quais serão de/para Lisboa, um dos poucos aeroportos em que opera e em que não é líder, incluindo destinos como Agadir, Fez, Oujda (Saïdia) e Marraquexe, em Marrocos.

A programação de Inverno para Lisboa, com um total de 50 rotas, também inclui voos para Barcelona, Madrid, Alicante, Tenerife, Lanzarote, Billund, Baden, Perpignan, Brest, Palermo, Tours, Wroclaw, Alghero, Birmingham, Bournemouth, Bari, Malta e Colónia.

As novas rotas do Porto para este Inverno são para Fez, Agadir e Bari. Em Faro, que é o aeroporto português para onde a TAP menos voa e que é essencialmente de incoming de turistas e onde é líder de mercado, a Ryanair anunciou hoje apenas uma novidade, Baden, sem especificar, como nos restantes casos, número de voos por semana para cada destino.

A companhia aérea já tinha anunciado que planeava ter mais três aviões em Lisboa a partir de Novembro, com um investimento que diz ser de 300 milhões de dólares, que é o preço dos aviões, como se eles ficassem definitivamente alocados a aeroportos portugueses.

Ver também:

TAP já transportou no 2º trimestre tantos passageiros quanto Ryanair e easyJet juntas

 

Clique para ver mais: Ryanair

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Venezuela restringe voos internacionais por tempo indeterminado

20-10-2021 (15h25)

As autoridades venezuelanas prolongaram, por tempo indeterminado, as restrições às operações aéreas internacionais em vigor no país, devido à quarentena preventiva da covid-19.

Marrocos suspende voos de/para Alemanha, Reino Unido e Países Baixos

20-10-2021 (14h53)

As autoridades marroquinas decidiram suspender, a partir da meia-noite de hoje, os voos de e para a Alemanha, Países Baixos e Reino Unido devido à evolução da situação da covid-19 nestes três países.

Presidente angolano exonera administração da TAAG

20-10-2021 (14h28)

O Presidente angolano, João Lourenço, exonerou hoje o conselho de administração da companhia aérea de bandeira, TAAG, fundamentando a decisão com a necessidade de concretizar o plano de restruturação da empresa e os seus objectivos estratégicos.

Agências IATA portuguesas reduzem quebra da venda de voos pela pandemia para cerca de metade

20-10-2021 (12h56)

As agências de viagens IATA portuguesas, que nos primeiros meses do ano tiveram quebras da venda de voos em BSP (do inglês para Billing and Settlement Plan) da IATA face aos meses pré-pandemia acima dos 80%, em Setembro reduziram esse diferencial para 44,4%.

Vendas BSP este ano ultrapassam pela primeira vez o total homólogo de 2020

20-10-2021 (12h55)

As vendas BSP das agências IATA portuguesas atingiram em Setembro o total de 207,86 milhões de euros, superando pela primeira vez o total acumulado do período homólogo de 2020, ainda que em relação a 2019 a quebra ultrapasse os 500 milhões de euros.

Opinião e Análise