Grupo SATA transporta número recorde de passageiros em Outubro

12-11-2021 (12h03)

Foto: SATA Azores Airlines
Foto: SATA Azores Airlines

As companhias aéreas do grupo SATA transportaram em Outubro 139.493 passageiros, um recorde em comparação com o período homólogo de anos anteriores, superando pela primeira vez "os registos de tráfego pré-pandemia de covid-19".

"No total, e apenas no mês de Outubro, as companhias aéreas transportaram 139.493 passageiros, mais 2.202 passageiros do que em igual período de 2019, e mais 1.657 do que em igual período de 2018, ano em que as companhias aéreas haviam transportado o maior número de passageiros jamais registados num mês de outubro", descreve o grupo SATA em nota de imprensa citada pela Agência Lusa.

De acordo com a transportadora aérea, "é a primeira vez, desde o início da pandemia, em Março de 2020, que um mês supera os registos de tráfego pré-pandemia".

"As companhias aéreas SATA Air Açores e Azores Airlines têm conseguido alcançar uma taxa de recuperação de tráfego extraordinária, muito acima das estimativas do sector", destaca a empresa.

O grupo refere que "o aumento de procura em voos operados pelas duas companhias aéreas foi sendo paulatinamente registado a partir do mês de Junho".

"Apesar da intensa atividade operacional, as companhias aéreas continuam a manter o registo igualmente histórico, de 90% na pontualidade das suas ligações", destaca.

O presidente da transportadora área açoriana SATA, Luís Rodrigues, desvalorizou na quinta-feira os prejuízos de 44 milhões de euros registados pelo grupo no primeiro semestre do ano e realçou que as perspetivas para 2022 "são extremamente positivas".

"As perspetivas, neste momento, para 2022 são extremamente positivas. [São] de continuar a crescer, se não houver nenhum imponderável, de pandemia, de combustível. Os resultados são promissores, assim consigamos continuar o trabalho que tem sido feito", declarou aos jornalistas, na delegação do parlamento açoriano em Ponta Delgada.


O presidente do grupo SATA falava à comunicação social após uma sessão de esclarecimento sobre a situação da companhia, à porta fechada, ao presidente do Governo dos Açores, José Manuel Bolieiro, e aos líderes parlamentares das forças representadas na Assembleia Regional.

A Azores Airlines opera de e para fora do arquipélago, enquanto a SATA Air Açores efectua ligações interilhas.

Clique para ver mais: Aviação

Clique para ver mais: Cá Dentro

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

CTP preocupada com controlo de testes caso a caso nos aeroportos

26-11-2021 (16h49)

O presidente da Confederação do Turismo de Portugal (CTP) manifestou-se hoje preocupado com a medida que obriga as companhias aéreas a controlarem caso a caso os testes à covid-19, nomeadamente em alturas de maior movimento nos aeroportos.

Hub and Spoke

26-11-2021 (16h26)

Poucas decisões são tão impactantes para o resultado de uma companhia aérea como as relativas à sua estrutura de rede (network structure). Mesmo que tudo o resto esteja equilibrado e bem estruturado - a organização operacional, a estrutura de capitais, a política comercial, etc. - as decisões sobre como e para onde voam podem, por si só, determinar o grau de sucesso e consequente futuro dessa companhia aérea. Essas são decisões sobre a frota, as rotas, os horários e a arquitetura do sistema em que se organizam essas rotas e horários.

Companhias aéreas incorrem em multas de 20 mil euros por passageiro sem teste em Portugal

26-11-2021 (15h39)

As companhias aéreas que transportem passageiros sem teste negativo à covid-19 para Portugal incorrem em multas de 20 mil euros por pessoa, anunciou ontem o primeiro-ministro, António Costa, após a reunião do Conselho de Ministros.

França proíbe voos provenientes de Moçambique e de outros países da região

26-11-2021 (13h03)

A França suspendeu hoje os voos provenientes de Moçambique, África do Sul, Lesotho, Botsuana, Zimbabué, Namíbia e Essuatini, com efeito imediato e durante pelo menos 48 horas, após ter sido encontrada uma nova variante do coronavírus.

TAP já esgotou classe executiva nos voos de/para o Brasil até ao fim do ano

23-11-2021 (15h52)

O mercado reagiu como "uma explosão" ao fim das restrições às viagens para Portugal em Setembro, e desde então os voos têm estado "muito bem compostos", disse ao PressTUR o director da TAP no Brasil, Mário Carvalho, destacando que a classe executiva "está cheia até ao fim do ano".

Opinião e Análise