Fim de subsídios às low cost põe em causa rota Saint-Étienne - Porto da Ryanair

13-02-2017 (16h21)

O Aeroporto de Saint-Étienne-Bouthéon vai deixar de subsidiar as operações das low cost, o que vai fazer parar o voos da Ryanair para o Porto e Fez a partir da cidade francesa, assim como os voos da Pegasus Airlines para Istambul, de acordo com a imprensa francesa.

Segundo essas notícias, a Ryanair deixará de voar de Saint-Étienne para Porto e para Fez em Outubro e a Pegasus Airlines vai deixar de voar para Istambul em Junho de 2018.

O aeroporto, diante de um défice de 2,4 milhões de euros em 2016, lançou um concurso a que respondeu apenas um candidato, a SNC Lavallin, que teve a sua proposta rejeitada por unanimidade.

A gestora do aeroporto decidiu assim não renovar contrato com as duas transportadoras low cost, designadamente a Ryanair, que tem voos para o Porto desde 2009 e para Fez desde 2013, e com a Pegasus Airlines, que liga a cidade francesa a Istambul-Sabiha Gökcen desde 2010.

O subsídio anual pago à Ryanair é de 700 mil euros por ano, segundo as mesmas notícias.

No Aeroporto de Lyon – Saint Exupéry, a cerca de 60 quilómetros de Saint-Étienne, existem ligações ao Porto, com a easyJet e com a Transavia France, enquanto Istambul tem a Turkish Airlines.

 

Clique para mais notícias: Aviação

Clique para mais notícias: Ryanair

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Comentários
  • Filipe

    Fim de subsídios? Afinal sempre há "concorrência desleal"???!!!

    22-02-2017 (14h22)

  • Marta

    Tão amigos que eles eram!

    14-02-2017 (14h16)


Escrever comentário

Outras Notícias

Venezuela restringe voos internacionais por tempo indeterminado

20-10-2021 (15h25)

As autoridades venezuelanas prolongaram, por tempo indeterminado, as restrições às operações aéreas internacionais em vigor no país, devido à quarentena preventiva da covid-19.

Marrocos suspende voos de/para Alemanha, Reino Unido e Países Baixos

20-10-2021 (14h53)

As autoridades marroquinas decidiram suspender, a partir da meia-noite de hoje, os voos de e para a Alemanha, Países Baixos e Reino Unido devido à evolução da situação da covid-19 nestes três países.

Presidente angolano exonera administração da TAAG

20-10-2021 (14h28)

O Presidente angolano, João Lourenço, exonerou hoje o conselho de administração da companhia aérea de bandeira, TAAG, fundamentando a decisão com a necessidade de concretizar o plano de restruturação da empresa e os seus objectivos estratégicos.

Agências IATA portuguesas reduzem quebra da venda de voos pela pandemia para cerca de metade

20-10-2021 (12h56)

As agências de viagens IATA portuguesas, que nos primeiros meses do ano tiveram quebras da venda de voos em BSP (do inglês para Billing and Settlement Plan) da IATA face aos meses pré-pandemia acima dos 80%, em Setembro reduziram esse diferencial para 44,4%.

Vendas BSP este ano ultrapassam pela primeira vez o total homólogo de 2020

20-10-2021 (12h55)

As vendas BSP das agências IATA portuguesas atingiram em Setembro o total de 207,86 milhões de euros, superando pela primeira vez o total acumulado do período homólogo de 2020, ainda que em relação a 2019 a quebra ultrapasse os 500 milhões de euros.

Opinião e Análise