Andaluzia quer discutir continuação da linha de alta-velocidade Madrid-Sevilha até Faro

20-10-2021 (14h49)

Foto: Unsplash / Paul Jarvis
Foto: Unsplash / Paul Jarvis

O Governo Regional da Andaluzia quer incluir nos trabalhos da Cimeira Luso-Espanhola da próxima semana a discussão sobre o prolongamento do comboio de alta velocidade Madrid-Sevilha até Huelva e Faro, no Algarve.

A ministra regional andaluza para o Desenvolvimento, Infraestruturas e Ordenamento do Território, Marifrán Carazo, citada pela Agência Lusa, afirmou que o projecto “é estratégico para a Andaluzia e para o Algarve”, havendo a necessidade de iniciar o seu estudo de viabilidade económica, para aproveitar os fundos europeus.

“A Europa aposta forte na ferrovia e nos projetos transfronteiriços e temos de aproveitar esta oportunidade única”, disse Marifrán Carazo.

Segundo a responsável regional, tanto o Governo andaluz como o executivo português “já manifestaram interesse” pela continuação da alta velocidade Madrid-Sevilha até Faro, passando por Huelva, “mas até agora o Governo espanhol não se pronunciou”.

“É um projecto transfronteiriço que tem de ser ponderado pela cimeira” que vai reunir os primeiros-ministros de Portugal e de Espanha, acompanhados pelos seus ministros, em Trujillo (Estremadura espanhola), em 28 de outubro, insistiu Marifrán Carazo.

A ministra regional avançou que é necessário, em primeiro lugar, estudar a viabilidade económica do investimento a realizar e em seguida “trabalhar com celeridade para convencer a Europa sobre a sua importância”.

Carazo considera que o Governo espanhol deveria "aproveitar ao máximo a possibilidade oferecida pelos fundos europeus da ‘Próxima Geração’" para "apostar no caminho-de-ferro", tanto no que diz respeito ao projeto transfronteiriço como à linha ferroviária convencional Huelva-Sevilha.

O Próxima Geração UE (Next Generation em inglês) constitui uma peça central da resposta da União Europeia à crise provocada pela covid-19 e a sua verba (750 mil milhões de euros) será distribuída aos Estados-membros de duas formas: 390 mil milhões sob a forma de subvenções (transferências a fundo perdido) e 360 mil milhões de euros sob a forma de empréstimos.

As cimeiras Luso-Espanholas reúnem os membros dos dois Governos anualmente e de forma alternada num dos dois países, tendo a última reunião tido lugar em 10 de Outubro do ano passado na Guarda, em Portugal.

Clique para ver mais: Feiras & Eventos

Clique para cer mais: Europa

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Soltrópico volta a apresentar produto regular com PVP comissionável

26-11-2021 (17h42)

A Soltrópico passou a apresentar toda a sua oferta, charter e regular, com PVP comissionável, remunerando as agências de viagens consoante uma percentagem de comissão acordada, depois de em Abril deste ano ter feito uma alteração que permitia às agências “escolher a sua rentabilidade” no produto regular.

Turismo de Portugal junta-se às autarquias para formar 75 mil profissionais do sector

26-11-2021 (16h58)

O Turismo de Portugal lançou um novo programa em parceria com as autarquias, o “Formação + Próxima”, com o qual pretende capacitar 75.000 profissionais do sector em três anos, de forma gratuita e adaptada às necessidades locais de cada autarquia portuguesa.

CTP preocupada com controlo de testes caso a caso nos aeroportos

26-11-2021 (16h49)

O presidente da Confederação do Turismo de Portugal (CTP) manifestou-se hoje preocupado com a medida que obriga as companhias aéreas a controlarem caso a caso os testes à covid-19, nomeadamente em alturas de maior movimento nos aeroportos.

Hub and Spoke

26-11-2021 (16h26)

Poucas decisões são tão impactantes para o resultado de uma companhia aérea como as relativas à sua estrutura de rede (network structure). Mesmo que tudo o resto esteja equilibrado e bem estruturado - a organização operacional, a estrutura de capitais, a política comercial, etc. - as decisões sobre como e para onde voam podem, por si só, determinar o grau de sucesso e consequente futuro dessa companhia aérea. Essas são decisões sobre a frota, as rotas, os horários e a arquitetura do sistema em que se organizam essas rotas e horários.

Companhias aéreas consideram "intolerável" aumento das multas para 20 mil euros em Portugal

26-11-2021 (15h44)

A Associação das Companhias Aéreas em Portugal (RENA) disse à Lusa que considera “intolerável” o aumento para 20 mil euros das multas em que as companhias aéreas incorrem a partir de 1 de Dezembro caso transportem passageiros sem teste negativo à covid-19.

Opinião e Análise