Agentes de viagens de Portugal e Espanha debatem desafios do sector em Huelva

14-09-2021 (16h14)

Foto: Andrei Stratu / Unsplash
Foto: Andrei Stratu / Unsplash

A associações de agências de viagens de Espanha e Portugal, CEAV e APAVT, que criaram uma aliança ibérica em 2018, vão promover nos dias 23 a 26 de Setembro um encontro em Huelva para debater os desafios do sector.

A III Cimeira da Aliança Ibérica de Agências de Viagens vai juntar “mais de 50 líderes da distribuição turística de Portugal e Espanha” para “debater os desafios comuns que afectam o sector das agências de viagens e operadores turísticos”, anunciaram as organizações em comunicado.

Durante o encontro, “ambos os países trocarão informações sobre o impacto que a pandemia teve em cada um deles: o impacto nas agências de viagens e os desafios futuros, o efeito em ambos os mercados, a gestão da ajuda dos Fundos Europeus de Próxima Geração, etc”.

Além disso serão discutidas “as relações com a IATA e a Directiva Europeia relativa às viagens organizadas”, acrescenta o comunicado.

A Aliança Ibérica de Agências de Viagens foi fundada em 2018, através de um acordo assinado entre a APAVT e o CEAV que, em conjunto, representam mais de 80% do negócio de distribuição turística na península Ibérica.

Pedro Costa Ferreira, presidente da APAVT, recorda que “a criação da Aliança partiu da nossa convicção comum de que teríamos muito a ganhar trabalhando juntos” e sublinha que “a dramática situação que nosso sector enfrenta com esta pandemia, que está longe de estar resolvida, motiva-nos efectivamente a fortalecer ainda mais os laços e a determinação em trabalhar juntos para voltar a prosperar e fazer prosperar a economia de ambos os países”.

Carlos Garrido, presidente da CEAV, frisou por sua vez que “a celebração desta cimeira é uma oportunidade para os dois países reforçarem os laços, promoverem conjuntamente a sua promoção turística e promoverem o desenvolvimento empresarial das agências de viagens num momento crucial em que o sector está a fazer a sua recuperação após a pandemia”.

O evento é organizado pela Confederação Espanhola das Agências de Viagens (CEAV), a Federação Andaluza das Agências de Viagens e a Associação Provincial de Agências de Viagens de Huelva, em colaboração com a Associação Portuguesa de Agências de Viagens (APAVT), e com apoio do Ministério do Turismo, Regeneração, Justiça e Administração Local da Junta de Andaluzia.

 

Clique para ver mais: Agências&Operadores

Clique para ver mais: APAVT

Clique para ver mais: CEAV

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Solférias, Exótico e Sonhando anunciam charters para o réveillon em Salvador e Natal

16-09-2021 (13h02)

Os operadores turísticos Solférias, Exoticoonline e Sonhando anunciaram hoje ao mercado novas operações charter para o Fim de Ano em Salvador e em Natal, no Brasil, com voos operados pela companhia aérea Hi Fly.

Soltrópico, Abreu e Solférias anunciam charters para o Fim de Ano na Ilha do Sal

15-09-2021 (16h44)

Os operadores turísticos Soltrópico, Solférias e Viagens Abreu divulgaram para o mercado uma operação charter para o Fim de Ano na Ilha do Sal, em Cabo Verde, com voos de Lisboa e do Porto operados pela SATA Azores Airlines.

Etihad assina acordo com Amadeus para renovar tecnologia

15-09-2021 (12h50)

A Etihad Airways assinou um acordo com o Amadeus para “embarcar numa grande transformação digital”, que inclui a implementação do Áltea Passenger Service System, a renovação do seu sistema de reservas online e vários investimentos na tecnologia de distribuição.

Soltrópico e Abreu lançam operação charter para o réveillon na Bahia

15-09-2021 (12h24)

O operador turístico Soltrópico e a Viagens Abreu anunciaram hoje ao mercado uma operação charter para o Fim de Ano em Salvador, na Bahia, com partidas de Lisboa e do Porto, em voos SATA Azores Airlines.

Europa promove-se no Brasil com workshop para agentes e operadores

15-09-2021 (09h53)

A Comissão Europeia de Turismo (ETC) vai organizar entre 28 de Setembro e 1 de Outubro um workshop para o mercado brasileiro, com a participação de órgãos de turismo de vários países, companhias aéreas, agências de viagens, operadores turísticos, DMCs, hotéis e outros fornecedores.

Opinião e Análise