Agências de viagens europeias e americanas pedem uniformização urgente das regras de viagens

13-09-2021 (10h15)

Cinco associações de agências de viagens europeias e americanas, que representam "centenas de milhares de pessoas", juntaram-se para apelar aos Governos de todo mundo para uniformizarem as regras de viagens, de forma a permitir a retoma do turismo internacional.

“Por mais de um ano, ordens governamentais inconsistentes com o objectivo de desacelerar a disseminação da covid-19 numa ampla gama de países criaram confusão e incerteza entre os viajantes, um efeito assustador nas reservas futuras e inúmeros outros desafios para os membros das agências de viagens das nossas associações e parceiros”, sublinha um comunicado assinado pelas associações de agências de viagens do Reino Unido (ABTA), dos Estados Unidos (ASTA), do Canadá (ACTA) e das Caraíbas (CHTA), bem como pela ECTAA, uma organização que junta as associações de agências de viagens e operadores turísticos da Europa, incluindo a portuguesa APAVT.

Exemplo da inconsitência das regras é a recente recomendação sobre viagens não essenciais de países terceiros para a União Europeia, que prolonga a “incerteza” sobre a possibilidade de cruzar fronteiras e “torna menos provável que aqueles que desejam viajar o façam”.

A utilização de máscaras em espaços fechados e a vacinação deveriam “aliviar as preocupações dos oficiais de saúde pública e dos governos”, mas “isso não ocorreu, pois muitos requisitos não mudaram desde o início da pandemia, independentemente de o viajante estar vacinado ou não”, alertam as associações.

Dado o impacto económico "catastrófico" destas decisões, “a rápida recuperação das viagens internacionais é crítica”. Para tal, as associações pedem aos líderes governamentais em todo o mundo para criarem “uma resposta alinhada e sincronizada” que permita definir padrões claros de vacinação e testagem, aliviar as restrições de entrada para viajantes totalmente vacinados e fornecer o alívio económico necessário para o sector das agências de viagens, que “sofre há muito tempo as consequências amargas da paralisação das viagens provocada pela pandemia”.

“O valor e a necessidade de consultores e agentes de viagens no mundo de hoje, dada a intensa complexidade das viagens, é vital agora mais do que nunca”, sublinham as associações.

 

Clique para ver mais: Agências&Operadores

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Solférias, Exótico e Sonhando anunciam charters para o réveillon em Salvador e Natal

16-09-2021 (13h02)

Os operadores turísticos Solférias, Exoticoonline e Sonhando anunciaram hoje ao mercado novas operações charter para o Fim de Ano em Salvador e em Natal, no Brasil, com voos operados pela companhia aérea Hi Fly.

Soltrópico, Abreu e Solférias anunciam charters para o Fim de Ano na Ilha do Sal

15-09-2021 (16h44)

Os operadores turísticos Soltrópico, Solférias e Viagens Abreu divulgaram para o mercado uma operação charter para o Fim de Ano na Ilha do Sal, em Cabo Verde, com voos de Lisboa e do Porto operados pela SATA Azores Airlines.

Etihad assina acordo com Amadeus para renovar tecnologia

15-09-2021 (12h50)

A Etihad Airways assinou um acordo com o Amadeus para “embarcar numa grande transformação digital”, que inclui a implementação do Áltea Passenger Service System, a renovação do seu sistema de reservas online e vários investimentos na tecnologia de distribuição.

Soltrópico e Abreu lançam operação charter para o réveillon na Bahia

15-09-2021 (12h24)

O operador turístico Soltrópico e a Viagens Abreu anunciaram hoje ao mercado uma operação charter para o Fim de Ano em Salvador, na Bahia, com partidas de Lisboa e do Porto, em voos SATA Azores Airlines.

Europa promove-se no Brasil com workshop para agentes e operadores

15-09-2021 (09h53)

A Comissão Europeia de Turismo (ETC) vai organizar entre 28 de Setembro e 1 de Outubro um workshop para o mercado brasileiro, com a participação de órgãos de turismo de vários países, companhias aéreas, agências de viagens, operadores turísticos, DMCs, hotéis e outros fornecedores.

Opinião e Análise