Ministro da Saúde apela a que alemães se vacinem "com urgência"

22-11-2021 (15h24)

Foto: Unsplash / AC Almelor
Foto: Unsplash / AC Almelor

O ministro da Saúde alemão, Jens Spahn, apelou a que os cidadãos alemães se vacinem "com urgência, numa altura em que o país, com uma taxa de vacinação de 68%, está a ser afectado pela quarta onda da pandemia.

“Provavelmente, até ao final do Inverno, como às vezes se diz cinicamente, todos ou quase todos estarão vacinados, curados ou mortos” devido à propagação da variante Delta do novo coronavírus, que é “muito, muito contagiosa”, declarou o ministro alemão.

Jens Spahn apelou mais uma vez aos alemães que se vacinem “com urgência”, face à explosão de casos do SARS-CoV-2 nas últimas semanas no país.

A Alemanha, especialmente as regiões Sul e Leste, foi duramente atingida por uma nova onda de infecções, que os investigadores e políticos atribuem, em particular, a uma taxa de vacinação (68%) das mais baixas da Europa Ocidental.

Diante do ressurgimento do vírus, que já matou mais de 99 mil pessoas no país desde o início da pandemia, a chanceler alemã cessante, Angela Merkel, e o seu provável sucessor, Olaf Scholz, decidiram na quinta-feira endurecer as restrições para os não vacinados, mas excluíram a vacinação obrigatória para toda a população.

"Actualmente temos uma quarta onda, temos uma situação muito, muito difícil em muitos hospitais na Alemanha", disse Spahn numa conferência de imprensa.

“Estamos a ver essa onda espalhar-se gradualmente para o Oeste”, acrescentou o ministro. As unidades de cuidados intensivos dos hospitais estão a chegar a um ponto de saturação, principalmente por falta de pessoal.

Nos últimos dias, a Alemanha tem registado números sem precedentes de infecções, ultrapassando o limite de 65.000 contágios diários na semana passada. Hoje, a taxa de incidência a sete dias bateu o recorde de 386,5 infecções por 100 mil habitantes.

Angela Merkel, que está prestes a deixar o poder, lamentou esta quarta onda "altamente dramática", enquanto os líderes alemães pretendem uma limitação drástica da vida social dos não vacinados.

Clique para ver mais: Europa

Clique para mais notícias: Alemanha

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Novo Anantara em Budapeste “é uma ode arquitectónica à era Belle Époque”

25-11-2021 (16h41)

A Minor Hotels estreou a sua marca Anantara na Hungria ao adicionar à sua rede um hotel histórico em Budapeste, que apresenta como “uma ode arquitectónica à era Belle Époque, revelando a combinação do glamour antigo com o luxo contemporâneo”.

Grécia introduz novas restrições para conter aumento das infecções

22-11-2021 (15h31)

A Grécia introduziu hoje, 22 de Novembro, novas restrições com o objectivo de conter o aumento das infecções pelo novo coronavírus, que elevou a taxa de mortalidade no país para quase o dobro da média da União Europeia (UE).

Ryanair anuncia promoções para visitar mercados de Natal na Europa

16-11-2021 (10h53)

A Ryanair lançou hoje uma nova campanha de promoções para visitar “os melhores mercados de Natal da Europa”, com voos a partir de 16,99 euros para reservas até 21 de Novembro e viagens até 31 de Dezembro.

Amesterdão cancela celebrações de Ano Novo devido ao aumento de casos

16-11-2021 (10h18)

As celebrações da passagem de ano organizadas pela Câmara Municipal de Amesterdão, como a contagem decrescente ou os espetáculos pirotécnicos, foram canceladas segunda-feira devido ao elevado índice de infeções diárias e hospitalizações naquela localidade dos Países Baixos.

Disneyland Paris prepara desfile totalmente novo para este Natal

19-10-2021 (10h18)

A Disneyland Paris já está a divulgar as novidades para este Natal, que incluem um desfile totalmente novo com o Mickey, as personagens Disney e o Pai Natal, novos espectáculos, uma árvore de Natal gigante e outras actividades para um “Natal mais mágico do que nunca”.

Opinião e Análise