Carnaval de Julho no Rio de Janeiro também é cancelado

22-01-2021 (13h30)

Evento volta a decorrer “certamente em 2022”, prefeito Eduardo Paes

A cidade brasileira do Rio de Janeiro só deverá voltar a celebrar o carnaval em 2022, após a decisão da prefeitura de cancelar as festividades previstas para Julho deste ano, devido ao agravamento da pandemia de covid-19 no país.

"Nunca escondi a minha paixão pelo carnaval e a visão clara que tenho da importância económica dessa manifestação cultural para a nossa cidade. No entanto, parece-se sem qualquer sentido imaginar a esta altura que teremos condições de realizar o carnaval em Julho", escreveu o prefeito, Eduardo Paes, na rede social Twitter.

Veja também: Rio de Janeiro celebrará anualmente "Carnaval fora de época" em Julho

"Essa celebração exige uma grande preparação por parte dos órgãos públicos e das agremiações e instituições ligadas ao samba. Algo impossível de se fazer nesse momento. Dessa forma, gostaria de informar que não teremos carnaval no meio do ano em 2021", anunciou o autarca, citado pela Agência Lusa.

Eduardo Paes confirmou que as celebrações carnavalescas na "cidade maravilhosa" não ocorrerão este ano, mas "certamente em 2022".

"Certamente em 2022 poderemos (todos devidamente vacinados) celebrar a vida e a nossa cultura com toda a intensidade que merecemos. Já determinei que a Riotur [empresa de turismo do município] e a secretaria municipal de cultura trabalhem na preparação de editais a fim de permitir que os fazedores dessa grande festa e celebração cultural tenham alguma forma de sustento ao longo de 2021", informou ainda o autarca.

A pandemia da covid-19 no Brasil, país que enfrenta uma segunda vaga da doença, fez os carnavais deste ano serem adiados ou cancelados em todo o país sul-americano.

Em Fevereiro, mês em que habitualmente se celebra o carnaval, a festa não acontecerá em Belo Horizonte, Florianópolis, São Paulo, Salvador, Recife e Rio de Janeiro, cidades que ainda avaliavam transferir a folia para outra datas.

Em Setembro do ano passado, a Liga Independente das Escolas de Samba (Liesa) do Rio de Janeiro e os presidentes das agremiações decidiram não realizar o tradicional desfile em Fevereiro deste ano.

Dessa forma, Julho era o mês mais especulado para que a festa ocorresse, e foi a ocasião indicada pela Liesa para os festejos, num plenário realizado em Novembro último, frisando que tudo dependeria do agravamento da pandemia e do cenário da imunização contra a covid-19 no país.

O Brasil é o país lusófono mais afectado pela pandemia e um dos mais atingidos no mundo, ao contabilizar o segundo maior número de mortos (212.831, em mais de 8,6 milhões de casos), depois dos Estados Unidos.

Clique para ver mais: Brasil

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Encerradas actividades não essenciais no Rio de Janeiro

23-03-2021 (16h18)

As autoridades do Rio de Janeiro e de Niterói anunciaram o encerramento de todas as "actividades não essenciais" durante um período de dez dias como medida para conter o avanço da pandemia.

Rio de Janeiro-Lisboa em executiva da TAP comercializada desde 1.070 euros

12-03-2021 (13h00)

A ligação Rio de Janeiro-Lisboa em classe executiva da TAP, considerada 'uma das melhores da Europa', está a ser comercializada desde 1.070 euros, com taxas incluídas, até 16 de Março.

São Paulo e Rio de Janeiro reforçam restrições para controlar a pandemia

12-03-2021 (11h42)

O Governo de São Paulo e a prefeitura do Rio de Janeiro ampliaram as medidas de restrição para controlar a pandemia de covid-19, que provocou mais de 270 mil mortes e 11 milhões de casos confirmados no Brasil.

Brasil já registou mais de 171 mil mortes por covid-19

27-11-2020 (13h55)

O Brasil já registou mais de 171 mil mortes por covid-19 e 6,2 milhões de infecções pelo novo coronavírus desde o início da pandemia, tendo registado nas últimas 24 horas 691 mortes e mais de 37.000 novas infecções.

TAP oferece vale de 50 euros em reservas de voos de longo curso feitas hoje

11-11-2020 (12h28)

A TAP está a oferecer um vale de 50 euros na compra de voos de longo curso feitas hoje, dia 11 de Novembro, para ser descontado numa próxima reserva de um voo de curso.

Opinião e Análise