Festival Internacional de música de Macau vai ter por palco locais históricos da região

05-08-2013 (10h46)

A Fortaleza do Monte, a Casa do Mandarim ou a Igreja de São Domingos, Macau, são alguns dos palcos eleitos para a realização do XXVII Festival Internacional de Música de Macau (FIMM) que decorre entre 2 de Outubro e 3 de Novembro, com diversos géneros musicais, da música clássica ao jazz, passando pela ópera, o pop, ou a música alternativa.




Organizado pelo Instituto Cultural do Governo da R.A.E. , o festival recebe artistas e grupos de renome de todo o Mundo, nomeadamente, Portugal, onde será representando pela Orquestra Gulbenkian, os Aduf e o Quintento Lisboa, e também o grupo Iberian Jazz All Stars, com músicos de Portugal e Espanha.
Ao todo, o festival conta com vinte e dois eventos com artistas provenientes de Portugal, E.U.A., Alemanha, Rússia, Espanha, Áustria, Sérvia, Letónia, Lituânia, Noruega, Coreia do Sul, Interior da China, Taiwan e R.A.E. de Macau em palcos diversos como a Fortaleza do Monte, o Grande Auditório do Centro Cultural de Macau, a Casa do Mandarim, a Igreja de S. Domingos, o Auditório da Torre de Macau e Teatro Dom Pedro V.
Além dos concertos vão ter lugar também workshops, master classes, palestras e visitas aos bastidores.
O Festival começa com a primeira encenação em Macau de uma ópera do compositor alemão Richard Wagner. O Ouro do Reno, da série O Anel dos Nibelungos, vai subir ao palco no dia 2 de Outubro, numa produção da Ópera Nacional da Letónia, em comemoração do 200.º aniversário do nascimento do compositor.
Também a comemorar os 200 anos sobre o nascimento do compositor italiano Giuseppe Verdi, será encenada a ópera Aida, numa produção da Ópera Nacional da Letónia, concebida com cenografia do letão Ilmārs Blumbergs.
Os espectáculos de ópera vão ainda contar com a encenação da ópera Bastien e Bastienne, de Wolfgang Amadeus Mozart, encenada pelo austríaco Instituto de Ópera Mozart.
Já no que respetia a concertos de música clássica, um dos destaqques vai para o recital de violino da sul-coreana Kyung-Wha Chung, “uma das mais notáveis violinistas do mundo hoje em dia”, seguida do Requiem, de Verdi, interpretado pela Ópera Nacional da Letónia.
A programação inclui ainda a Orquestra Chinesa de Macau com o concerto Música Chinesa de Televisão e Cinema, a primeira colaboração entre a Orquestra de Macau e a Orquestra de Câmara da Coreia, com o concerto Uma Vida de Herói, com a participação da soprano Aga Mikolaj, a Orquestra Chinesa de Xangai com o concerto Charme de Jiangnan, China Esplêndida e espectáculos da Orquestra de Câmara da Lutânia, do Quarteto Dragão (interior da China), Orquestra de Câmara da Coreia (Coreia do Sul), Quarteto Terem (Rússia), e a Filarmónica de Dresden.
O programa de música coral inclui uma apresentação dos famosos Pequenos Cantores de Viena, que vão apresentar Canções ao longo do Danúbio, o coro sérvio Divna e Melódi com o espectáculo A Alma do Canto Ortodoxo.
A presença portuguesa é assinalada com um concerto pela Orquestra Gulbenkian no dia 18 de Outubro, conduzida pelo maestro e consultor artístico Paul McCreesh, seguindo-se a 20 de Outubro, os Aduf e a percursão dos adufes gigantes (“Adufões”), e o Quinteto Lisboa onde João Monge, João Gil, José Peixoto e Fernando Júdice, dão uma nova alma ao fado, com Hélder Moutinho e a basca María Berasarte.
O grupo Iberian Jazz All Stars junta músicos de Portugal e Espanha, nos sons de jazz. O concerto será acompanhado pela Macao Big Band que resulta de dois workshops de jazz realizados pelo Iberia Jazz All Stars, em que se elegem os membros que irão formar este agrupamento.
O jazz continua com Silje Nergaard (Noruega) uma das mais bem sucedidas cantoras de jazz da Noruega, que cantará acompanhada pelo guitarrista americano John Scofield, do guitarrista de blues Knut Reiersrud e do trompetista de jazz Nils Petter Molvær.
A cantora indie de Taiwan Deserts Xuan e a sua banda Algae vai dar um concerto acompanhada pela banda de rock de Macau L.A.V.Y..
O Fado (Portugal) e a Naamyam Cantonense (Canções Narrativas), complementam a selecção de programas do XXVII Festival Internacional de Música de Macau, que irá encerrar com o musical Miss Saigão (EUA).
Os bilhetes comprados até 18 de Agosto contam com um desconto de 40%.

Para aceder ao programa do FIMM, clique aqui
Macau
Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

38 crianças estão em quarentena em unidade hoteleira em Macau

13-01-2022 (13h19)

Quase 40 crianças de uma creche de Macau foram hoje colocadas em quarentena compulsória em quartos de hotel depois de um funcionário daquela instituição ter estado num banquete na China onde uma pessoa testou positivo para a covid-19.

Índia reforça restrições para conter a pandemia

10-01-2022 (11h08)

A índia registou ontem 159.632 novos casos de infeção por coronavírus e 327 mortes, o que levou as autoridades a aumentarem as medidas de restrição de combate à pandemia, anunciou o ministério da Saúde.

Avanço da pandemia não cria "risco extra" para os Jogos Pequim2022

07-01-2022 (17h56)

A forte disseminação global de casos covid-19 não constitui um “risco extra” à celebração dos Jogos Olímpicos de Inverno Pequim2022, afirmou hoje a Organização Mundial de Saúde (OMS).

Marriott abre resort Renaissance em Bali

21-12-2021 (16h48)

A Marriott inaugurou o segundo hotel da marca Renaissance em Bali, instalado nas colinas de Nusa Dua, entre a vegetação e o Oceano Índico, com 310 quartos, quatro piscinas e seis bares e restaurantes.

Filipinas suspendem plano de reabetura das fronteiras

29-11-2021 (19h31)

As Filipinas suspenderam os planos de reabertura das suas fronteiras a turistas totalmente vacinados, a fim de impedir a entrada no país da nova variante da covid-19.

Opinião e Análise