Campanha de vacinação na Tunísia começa com um mês de atraso

15-03-2021 (16h42)

Bab el-Bahr
Bab el-Bahr

A Tunísia deu início à sua campanha de vacinação contra o novo coronavírus, com um mês de atraso, depois de ter recebido, na semana passada, 30.000 doses da vacina Sputnik V.

“Com o lançamento da vacinação passamos um marco muito importante na luta contra esta pandemia. Podemos finalmente ver o fim do túnel”, disse à AFP, citado pela Agência Lusa, o médico Abdelmoumen Samir, do grupo de luta contra o coronavírus.

“Vamos dar uma mensagem de esperança aos tunisinos e incentivá-los a vacinarem-se”, disse ainda, congratulando-se por estar entre os primeiros a beneficiar da Sputnik V.

Samir indicou que se sentirá mais tranquilo no seu trabalho, mas considerou que a adesão dos tunisinos à campanha de vacinação é fraca.

Jalila Khelil, responsável pelo serviço de reanimação do hospital Abderrahmen Memmi na área metropolitana de Tunes, também se felicitou por receber a vacina, referindo que o corpo médico se sentirá “com menos stress quando se aproximar de um doente com covid-19 e se for contagiado com o vírus terá sintomas muito menos severos”.

“Se quisermos retomar uma vida no limite do normal, teremos que erradicar um pouco este vírus e não o podemos fazer sem a vacinação. Esta é uma realidade que não se deve negar, temos de nos vacinar se quisermos retomar a nossa actividade”, disse a médica.

Numa primeira fase serão vacinados 15.000 profissionais de saúde, indicou Samir. A prioridade é dada ao corpo médico, seguido das pessoas idosas, segundo o Ministério da Saúde.

A partir desta semana, “o ritmo da vacinação vai acelerar-se com a entrega prevista de 94.000 doses da vacina germano-norte-americana Pfizer-BioNTech, assim como de vacinas da AstraZeneca”, adiantou.

Uma nova variante do vírus foi identificada no país, mas as primeiras análises indicam não ser mais perigosa ou contagiosa que a estirpe original, segundo o Instituto Pasteur.

A Tunísia, com 11,7 milhões de habitantes, é o último país do Magrebe a lançar a campanha de vacinação. As campanhas em Marrocos, na Argélia e no Egipto começaram no final de Janeiro.

Clique para ver mais: África

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Solférias anuncia Ilha do Sal desde 657 euros

25-06-2021 (13h50)

O operador turístico Solférias está a promover um pacote de sete noites na Ilha do Sal, em Cabo Verde, com voos Privilege à saída de Lisboa e do Porto, com o preço inicial de 657 euros.

MSC Opera vai fazer escala na Tunísia no Verão de 2022

22-06-2021 (17h20)

A MSC Cruzeiros vai incluir o porto de La Goulette, em Tunes, Tunísia, no itinerário da sua embarcação MSC Opera, entre Abril e Outubro de 2022.

Webinar da Solférias sobre as Seicheles decorre amanhã, 15 de Junho

14-06-2021 (17h07)

A Solférias vai realizar uma sessão de formação online dedicada às ilhas Seicheles amanhã, 15 de Junho.

Cabo Verde e Portugal avançam com candidatura do ex-Campo do Tarrafal à UNESCO

11-06-2021 (18h55)

Os governos de Cabo Verde e Portugal assinam em 5 de Julho, no ex-Campo de Concentração do Tarrafal, um memorando de entendimento para a candidatura daquele espaço histórico cabo-verdiano a Património da Humanidade da UNESCO.

TAP promove viagens em classe executiva até 5 de Maio

29-04-2021 (18h37)

A companhia aérea TAP está a promover viagens em classe executiva para destinos na Europa, África, Brasil e na América do Norte com preços especiais para reservas efectuadas até 5 de Maio.

Opinião e Análise