Clique aqui para ver mais
Contacto: presstur@presstur.com ... Sábado, 01-11-2014 5:57:37 (Lisboa)
Pesquisar:








 Dicas de Viagem
RevPAR dos hotéis do IHG cresce 6,5%
apesar de na Europa ter ficado abaixo de 2%
Presstur 07-08-2012 (17h12) O IHG - InterContinental Hotels Group, maior grupo hoteleiro do mundo, com 666.873 quartos em 4.542 hotéis no fim de Junho, indicou hoje que as receitas conjuntas destas unidades cresceram 7,3% no primeiro semestre, para 10,3 mil milhões de dólares (cerca de 8,3 mil milhões de euros), com a RevPAR média em alta de 6,5%, apesar de na Europa o aumento ter sido apenas de 1,9%.
O IHG, que sublinha que as receitas totais não lhe são totalmente imputáveis, pois pertencem maioritariamente aos proprietários das unidades hoteleiras, especificou que o aumento da RevPAR das suas unidades na Europa foi ainda mais fraco no segundo trimestre, ao ficar em 1,5%, com um aumento do preço médio das diárias em apenas 0,9% (+1% no semestre), “reflectindo a continuada incerteza nas condições macroeconómicas” do continente.
A informação também indica, em relação aos maiores mercados europeus, que os aumentos da RevPAR no primeiro semestre foram de 1,9% no Reino Unido, 7,1% na Alemanha e 0,9% em França.
Ainda assim, o IHG reporta um aumento das suas receitas a Europa em 11%, para 206 milhões de dólares (166,2 milhões de euros), indicando que a taxas de câmbio constantes o aumento teria sido de 19%, o que evidencia o impacto da desvalorização do euro em relação ao dólar.
O mesmo se passa com o resultado operacional, que subiu 2% para 52 milhões de dólares, mas que a câmbios constantes tem uma variação positiva de 8%.
A melhor variação da RevPAR nos hotéis que integram o sistema IHG foi na área Grande China, com um aumento em 9,7%, por melhoria da taxa de ocupação em 3,2 pontos e um aumento preço médio dos quartos em 3,8%.
Em preço dos quartos, porém, a maior variação na área Américas, com um aumento de 4,4%, que associado a uma subida da taxa de ocupação em 1,6 pontos levou a uma subida da RevPAR em 7,1%.
As unidades na área Ásia, África e Médio Oriente foram as que tiveram a melhor subida da taxa de ocupação, com +4,6 pontos, levando a uma subida da RevPAR em 7,9%, apesar do aumento do preço médio ter ficado em 2,2%.
Para o segundo trimestre, em que o IHG indica ter registado um aumento da RevPAR em 6,1%, com aumento do preço médio em 3,8% e subida da taxa de ocupação em 1,5 pontos, a Europa teve as subidas mais fracas, com +0,9% no preço médio e +0,5 pontos na ocupação, levando a uma subida da RevPAR e 1,5%.
A maior subida de preços continuou a ser na área Américas, em 4,7%, seguida da Grande China, em 4,1%, e Ásia, Médio Oriente e África, em 2,7%.
Em taxas de ocupação, Ásia, Médio Oriente e África manteve a melhor variação, com uma subida de 3,9 pontos, seguindo-se a Grande China, com +2,3 pontos, e Américas, com +1,3 pontos.
Ásia, Médio Oriente e África foi a região onde o IHG teve a maior subida da RevPAR no segundo trimestre, com +8,8% que no período homólogo de 2011, seguindo-se os aumentos de 7,9% na Grande China e de 6,7% nas Américas.
No final do primeiro semestre o IHG integrava 446.883 quartos nas Américas (+0,3% que há um ano), 101.123 na Europa (+2,4%), 60.683 na Ásia, Médio Oriente e África (-0,7%) e 58.184 na Grande China (+12,2%).
Em calendário para entrarem em actividade, o grupo tinha, a 30 de Junho, mais 167.485 quartos, 76.721 dos quais nas Américas, 49.801 na Grande China, 26.496 na Ásia, Médio Oriente e África e 14.467 na Europa.
Relativamente aos resultados, a informação indica que o IHG, que segue uma estratégia “asset light”, de privilegiar a integração de unidades em franchise ou em contratos de gestão, relativamente a ter a sua propriedade, terminou o primeiro semestre com receitas próprias de 878 milhões de dólares (708,5 milhões de euros), em alta de 3,3%, teve um aumento do resultado operacional em 6,3%, para 286 milhões (230,8 milhões de euros) e os resultados antes de impostos subiram 38,5%, para 284 milhões (229,2 milhões de euros).
A região Américas gerou um resultado operacional de 233 milhões de dólares (mais oito milhões que há um ano), a Europa teve 52 milhões (mais um milhão), Ásia, Médio Oriente e África teve 40 milhões (mais quatro milhões) e a Grande China teve 36 milhões (mais seis milhões).
Por tipos de propriedade das unidades, os resultados operacionais foram de 263 milhões nos franchises (mais 15 milhões que há um ano), 103 milhões nos contratos de gestão, tal como há um ano, e 50 milhões nas unidades em propriedade e leasings (mais três milhões).
“Apresentámos bons resultados no primeiro semestre com aumento da RevPAR em todas as regiões por ganhos tanto de ocupação como de preço”, destacou o CEO do IHG, Richard Solomons, citado no balanço, cujo grande anúncio para os accionistas foi um aumento do dividendo interino em 31%.

Clique para mais notícias: IHG
Clique para mais notícias: Hotelaria
Entrada    Actualidade    Hotelaria











 Cruzeiros
MSC Cruzeiros faz parceria com a Lego
para criar novas opções de entretenimento
30-10-2014 (13h38)

A MSC Cruzeiros assinou uma parceria com o grupo Lego para criar a bordo dos seus navios novas opções de entretenimento para as crianças brincarem em família, sendo o MSC Armonia o primeiro navio a oferecer estas opções já a partir de Novembro.

 Agências&Operadores
Solférias propõe programa romântico
no Hotel Fábrica do Chocolate
30-10-2014 (16h58)

O operador turístico Solférias está a promover um programa para desfrutar de “Momentos Românticos” no Hotel Fábrica do Chocolate, em Viana do Castelo, com uma noite de alojamento a partir de 65 euros por pessoa em quarto duplo.

Soltour anuncia descontos até 40%
para Natal e réveillon nas Caraíbas
30-10-2014 (14h57)

O operador turístico Soltour está a anunciar descontos até 40% para a segunda pessoa em vendas antecipadas para o Natal e fim de ano nas Caraíbas, com programas à partida de Lisboa para Cancún, no México, e La Romana e Punta Cana, na República Dominicana.

APG promove “palácio sobre carris”
Al Andlus pode ser reservado para grupos
30-10-2014 (14h37)

A APG Portugal está a promover o “palácio sobre carris” da empresa ferroviária Renfe, o Al Andalus, um comboio de luxo que faz itinerários de três a seis noites e que pode ser reservado para grupos até 64 pessoas.