Clique aqui para ver mais
Contacto: presstur@presstur.com ... Segunda-feira, 27-04-2015 16:29:38 (Lisboa)
Pesquisar:






 Dicas de Viagem
No primeiro semestre
easyJet, Ryanair e Monarch lideraram
redução de voos de e para Faro
Presstur 13-07-2012 (16h17) O Aeroporto de Faro, que é o maior do Continente em ligações com países da União Europeia não Schengen, com 57,7% de voos no primeiro semestre, foi por este segmento que neste período registou um decréscimo do total de voos comerciais, com os maiores cortes a serem os das suas três maiores companhias, Ryanair, easyJet e Monarch, e a irlandesa Aer Lingus a cotar-se como a que mais aumentou a oferta de voos.
A maior redução de voos em Faro no primeiro semestre foi a da easyJet, que foi líder até ser destronada pela Ryanair, com uma redução de 438 voos (-12,2%, para 3.150), seguida pela nova líder, com uma redução de 305 (-6,3%, para 4.531).
Seguiu-se, da Monarch, que é a terceira maior companhia em passageiros no Aeroporto de Faro, com menos 170 (-13,2%, para 1.120).
A British Airways tem, com os seus aviões, uma redução maior, de 195 voos (-40,5%, para 286), mas que está associada a um aumento da sua subsidiária BA CityFlyer, que fez mais 130 (+51,7%, para 154).
Mas foi a irlandesa Aer Lingus a companhia que mais contrariou a tendência de redução das operações de e para Faro, ao fazer mais 192 voos (+30,9%, para 814) que há um ano, seguindo-se a Transavia, com mais 102 (+9,2%, para 1.208), a que se juntaram também companhias como a Lufthansa, com mais 40 (+29,4%, para 176), TAP, com mais 33 (+3,1%, para 1.104), e o início das operações da Corendon Dutch (52 voos) e da Edelweiss Air (12 voos).
Ainda assim, Faro deve por inteiro a queda do número de voos comerciais à redução das ligações internacionais, com menos 735 voos (-4,4%, para 15.841) que há um ano, enquanto em voos domésticos até teve um aumento de 66 (+4,3%, para 1.587), com mais 64 em ligações com outros aeroportos do Continente (+4,2%, para 1.583) e mais duas ligações com Madeira e Açores (+66,7%, para cinco).
A redução do número de voos internacionais deve-se ao segmento que mais operações tem em Faro, o das ligações com países da União Europeia não Schengen, pelo peso do tráfego de e para o Reino Unido.
Faro teve menos 878 voos (-7,9%, para 10.247) de e para países UE não Schengen, enquanto para outros países Schengen teve mais 93 (+1,7%, para 5.430) e para países terceiros teve mais 50 (+43,9%, para 164).
Os voos para países UE não Schengen representaram 58,8% do total de voos comerciais de e para Faro, seguindo-se as ligações com países UE Schengen, com 31,2%, ligações com outros aeroportos do Continente, com 9,1%, ligações com países terceiros, com 0,9%, e ligações com Açores e Madeira, com 0,9%.
No conjunto dos aeroportos do Continente, Faro é o que tem mais voos de e para países UE não Schengen, concentrando 57,7% do total, embora menos que no primeiro semestre de 2011, em que tinha 58,4%.
Faro somou no primeiro semestre deste ano, 9,2% dos voos domésticos, com 15,1% das ligações entre aeroportos do Continente e 0,1% nas ligações com Açores e Madeira.
Em voos internacionais, pelo peso nas ligações com países UE não Schengen, teve 16,5% do total de voos internacionais dos três aeroportos do Continente, embora em ligações com outros países Schengen tivesse apenas 8,1% e em ligações com países terceiros tivesse apenas 1,5%.

Clique para mais notícias: Aeroportos portugueses
Clique para mais notícias: Aviação
Clique para mais notícias: Portugal
Entrada    Actualidade    Aviação








 Cruzeiros
MSC cancela escalas no Egipto e na Ucrânia
pela “segurança dos passageiros e tripulação”
23-04-2015 (11h52)

A MSC Cruzeiros suspendeu as restantes escalas previstas para este ano na Ucrânia e no Egipto, substituindo-as por outras paragens até que estes destinos “sejam novamente considerados seguros aos olhos dos consumidores”.

 Agências&Operadores
De Lisboa a Dublin
James Rawes anuncia cruzeiro gastronómico
em promoção para agentes de viagens
24-04-2015 (16h25)

Um cruzeiro gastronómico com cozinha “inspirada, requintada e variada com chefs talentosos” é a proposta da James Rawes para agentes de viagens, numa viagem de sete noites entre Lisboa a Dublin, desde 600 euros em ocupação dupla.

Solférias já tem online todas as 16 brochuras
com os seus programas para o Verão
24-04-2015 (15h55)

O operador turístico Solférias está a divulgar que já tem disponíveis no seu website as 16 brochuras para os vários destinos que programa este Verão, a maioria das quais válidas entre 1 de Maio e 31 de Outubro.

Sonhando anuncia “últimos dias”
das vendas Cuba com reduções de 15%
23-04-2015 (16h06)

O operador turístico Sonhando está a anunciar “últimos dias” com descontos até 15% dos seus programas para uma semana de férias em Varadero, Cayo Coco, Cayo Guillermo e Havana, com voos directos de Lisboa no Verão.