Clique aqui para ver mais
Contacto: presstur@presstur.com ... Quarta-feira, 23-07-2014 14:56:59 (Lisboa)
Pesquisar:








 Dicas de Viagem
AHP reivindica alteração da Lei da Greve
a propósito do conflito com pilotos da TAP
Presstur 04-07-2012 (19h29) “É imprescindível abrir um tema “tabu”: a alteração da Lei da Greve”, reivindicou hoje a AHP em comunicado sobre a as greves dos pilotos da TAP, entretanto desconvocadas, e os serviços mínimos que tinham sido definidos para essa eventualidade e que na opinião da Associação eram “muito redutores”.

“De acordo com a AHP, a situação crítica gerada pelo anúncio das greves e a intervenção do tribunal arbitral no sentido de fixar “serviços mínimos” muito redutores obriga a colocar em cima da mesa a alteração da Lei da Greve”, diz o comunicado, acrescentando de seguida que “aprovada que está uma alteração fundamental ao Código do Trabalho, é imprescindível abrir um tema “tabu”: a alteração da Lei da Greve”.

“Não podemos ficar “reféns” de uma lógica passada de defesa de um direito constitucional que se sobrepõe à evolução que o mundo sofreu”, defende a Associação, que também destaca que embora “os controladores aéreos e os pilotos da TAP tenham recuado nas greves, parte dos prejuízos para o sector do turismo são já irreversíveis”.

“Para lá dos impactos directamente económicos, acrescente-se o impacto que a concretização das greves tem no emprego, na falência das empresas, as oportunidades que perdemos do País se afirmar e ganhar quota perante outros destinos concorrentes, a má imagem que a desestabilização social projecta. De resto, os motivos invocados eram de difícil compreensão e os grupos socioprofissionais envolvidos são claramente privilegiados relativamente aos demais”, comenta no mesmo comunicado o presidente da AHP, Miguel Júdice.

A presidente da Direcção Executiva da Associação, Cristina Siza Vieira, também citada no comunicado centra-se na actuação que a AHP teve “para impedir as anunciadas greves da ANA e TAP”, afirmando que foi feito “um esforço contínuo e de pressão junto de poderes públicos, privados e das estruturas sindicais, em concertação com a CTP”.

Cristina Siza Vieira diz ainda que a Associação se empenhou em evidenciar o impacto das greves na “situação crítica em que o país se encontra”, concluindo: “Por isso, recebemos com grande agrado a notícia do acordo entre a Administração da TAP e os pilotos”.

 

Clique para mais notícias: AHP

Clique para mais notícias: TAP

Entrada    Actualidade    Aviação









 Cruzeiros
Novo terminal de cruzeiros de Lisboa
vai custar 22,7 milhões de euros
17-07-2014 (19h18)

A construção do novo terminal de cruzeiros de Lisboa vai custar cerca de 22,7 milhões de euros, avança a Administração do Porto Lisboa (APL) num comunicado em que anuncia a assinatura esta quinta-feira do contrato de concessão do terminal com o consórcio constituído pela Global Liman Isletmeleri A.S., Grupo Sousa Investimentos SGPS Ld.ª, Royal Caribbean Cruises Ltd. e Creuers del Port de Barcelona S.A.

 Agências&Operadores
EgoTravel propõe férias em Playa Bonita
com voos TAP e sete noites desde 1.280 euros
23-07-2014 (12h49)

O operador turístico EgoTravel está a anunciar programas de férias em Playa Bonita, Panamá, com sete noites de alojamento e voos TAP de ida e volta a partir de 1.280 euros por pessoa em quarto duplo.

Exoticoonline também vende charters
para o fim de ano em Salvador e Maceió
23-07-2014 (12h10)

O operador turístico Exoticoonline também está a comercializar programas de fim de ano em Salvador e Maceió, no Brasil, nas partidas de Lisboa em voos charter contratados à HiFly nos dias 26 e 27 de Dezembro, tendo anunciado uma campanha de promoções para reservas até 7 de Setembro, para a Bahia, e até 30 de Setembro, para Alagoas.

Solférias anuncia oferta de “últimos lugares”
para férias na Boavista à partida do Porto
21-07-2014 (18h39)

O operador turístico Solférias está a anunciar uma oferta de “últimos lugares” para os programas de uma semana de férias na ilha cabo-verdiana da Boavista, na partida do Porto no dia 28 de Julho, em voos TACV.