Gala Michelin pela primeira vez em Portugal é afirmação como “destino gastronómico”

14-11-2018 (18h02)

Foto: José Avillez
Foto: José Avillez

Chefs portugueses de restaurantes com estrelas Michelin são unânimes em afirmar que a realização da cerimónia de apresentação do Guia Michelin da Península Ibérica pela primeira vez em Portugal, no 10.º aniversário da gala, significa um reconhecimento do país como “destino gastronómico”.

“É uma vitória” e uma oportunidade para toda a classe profissional, disseram à Lusa..

José Avillez, Henrique Sá Pessoa, Miguel Laffan, Rui Paula e Rui Silvestre repetem a palavra “vitória” quando questionados num evento em Nova Iorque, sobre qual é a importância desta gala, que decorre na próxima quarta-feira, 21 de Novembro, no Pavilhão Carlos Lopes, em Lisboa.

Henrique Sá Pessoa, 'chef' do Alma (uma estrela Michelin, em Lisboa), comentou que “finalmente se faz um grande evento gastronómico em Lisboa”, o que representa uma “grande vitória para todos”.

Sá Pessoa afirma que o reconhecimento do Guia Michelin afecta positivamente a exposição do restaurante premiado, mas não deve interferir na maneira de trabalho.

Para Rui Silvestre — que conquistou a primeira estrela para o restaurante Bon Bon, no Algarve, mas que actualmente lidera a cozinha do Vistas, também naquela região —, a realização da cerimónia em Portugal era um objectivo há muito procurado e que traz “motivação para todos os chefs”.

A cerimónia será "uma montra daquilo que melhor se faz em Portugal para o mundo inteiro, porque todas as atenções vão estar viradas para Lisboa”, realçou Rui Silvestre.

Miguel Laffan, chef do L'And Vineyards (uma estrela, em Montemor-o-Novo), comentou que a cerimónia, “acima de tudo, é uma afirmação do turismo e gastronomia portuguesa, principalmente sobre Espanha”.

O chef Rui Paula, do restaurante Casa de Chá da Boa Nova, em Leça da Palmeira, classificado como Monumento Nacional e distinguido com uma estrela, considera que a apresentação do Guia Michelin pela primeira vez em Lisboa é “um sinal dos tempos” e um resultado de Portugal estar “na moda”, facto que descreve como “um boom”.

As razões que Rui Paula encontra para este boom são a qualidade dos serviços e do estilo de vida em Portugal: “boa gastronomia, boa hotelaria, bons serviços, bom tempo, paz”.

José Avillez, coordenador da gala em Portugal e detentor de duas estrelas no restaurante Belcanto (Lisboa), acredita que “Portugal está na boca do mundo” e a apresentação no país “é para consolidar Portugal como um destino gastronómico”.

Actualmente, existem em Portugal 23 restaurantes distinguidos no guia ibérico da Michelin, cinco dos quais com duas estrelas e 18 com uma estrela.

José Avillez é o único chef que conseguiu duas estrelas em Lisboa e diz que a terceira estrela, para qualquer restaurante português, é “muito bem-vinda”, uma vez que não há qualquer estabelecimento com a distinção máxima em Portugal.

“Muita coisa que faço da minha vida profissional hoje é muito mais pelo país e menos por mim”, acrescenta Avillez.

“Se vier uma terceira estrela para Portugal, vai ser muito bem-vinda. Se for para mim, melhor, mas se for para um colega meu, muito bom também”, comentou à Lusa.

Nas últimas edições, o evento recebeu cerca de 500 convidados de Portugal e Espanha, entre empresários e chefes de cozinha, além de mais de cem órgãos de comunicação social dos dois países.

A realização da primeira gala Michelin em Portugal foi anunciada oficialmente a 25 de Junho, uma cerimónia para a qual os investimentos públicos ultrapassam 400 mil euros.

A edição 2019 da Gala Michelin da Península Ibérica, que corresponde ao décimo aniversário do evento, vai ser a primeira realizada em Portugal, no Pavilhão Carlos Lopes, em Lisboa.

A cerimónia conta com cerca de 500 convidados, entre empresários, representantes institucionais e chefes de cozinha.

Sete chefs de restaurantes galardoados da região da Grande Lisboa vão cozinhar o jantar: José Avillez (Belcanto, duas estrelas), Henrique Sá Pessoa (Alma, uma estrela), Alexandre Silva (Loco), Miguel Rocha Vieira (Fortaleza do Guincho), Sergi Arola (LAB By Sergi Arola), João Rodrigues (Feitoria) e Joachim Koerper (Eleven), todos com uma estrela.

 

Clique para mais: Gastronomia

Clique para mais: Feiras&Eventos

Clique para mais notícias: Portugal

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Gastronomia peruana além do ceviche, outras opções

06-12-2018 (18h00)

O ceviche é uma das maiores referências gastronómicas do Peru, mas há outras opções tradicionais, desde a carne de alpaca ao ají de galinha, passando pelo pisco sour.

Chef belga com 3-estrelas Michelin abre Peixe em Lisboa 2019

03-12-2018 (17h24)

Gert De Mangeleer, do restaurante Hertog Jan, na cidade belga de Bruges, distinguido com 3-estrelas Michelin, é o primeiro chef internacional confirmado evento gastronómico Peixe em Lisboa 2019.

Alma recebe 2ª estrela Michelin e há três novos restaurantes com uma estrela em Portugal

21-11-2018 (21h29)

O Guia Michelin Espanha e Portugal 2019, apresentado hoje em Lisboa, atribui a segunda estrela ao restaurante Alma, localizado na capital portuguesa, e tem três novos restaurantes com uma estrela, situados em Sintra, Bragança e Guimarães.

Dão Capital 2018 regressa a Lisboa nos dias 23 e 24 de Novembro

20-11-2018 (11h40)

O evento Dão Capital 2018 - Mostra de Vinhos e Iguarias vai ter lugar no Mercado da Ribeira em Lisboa nos dias 23 e 24 de Novembro.

Vila Galé actualiza oferta gastronómica

16-11-2018 (12h39)

O grupo Vila Galé está a promover brunches de Domingo em unidades na zona de Lisboa e um almoço em formato buffet com cozido à portuguesa no Vila Galé Coimbra.

Ultimas Noticias