Termas do Vale da Mó (Anadia) reabrem este Sábado

29-05-2019 (10h23)

Foto: www.termasdeportugal.pt
Foto: www.termasdeportugal.pt

As Termas do Vale da Mó, no concelho de Anadia, reabrem este Sábado, dia 1 de Junho, para uma época termal que se prolonga até 31 de Outubro, oferecendo tratamentos diversos com águas férreas, foi hoje anunciado.

Situadas a cinco quilómetros da sede do concelho, entre o Buçaco e o Caramulo, as termas são conhecidas pela qualidade das suas águas férreas, indicadas para o tratamento de doenças do sangue (anemias e outras por carência de ferro) e gastro-hepáticas (gastro-duodenais e hepatopatias), e ainda anorexias e convalescenças.

Segundo a Câmara Municipal de Anadia, para além da ingestão de água, os aquistas inscritos nas termas podem usufruir de consultas regulares efetuadas pelo corpo clínico afeto às Termas de Vale da Mó, dirigido pelo médico Dinis Martins Calado.

Geridas pelo município de Anadia, as termas estarão abertas de segunda-feira a sábado (incluindo feriados), das 08:00 às 12:00 e das 16:00 às 19:00, e, aos domingos, das 08:00 às 12:00 e das 15:30 às 18:00. As consultas decorrem às segundas e quintas-feiras, a partir das 14:30.

"Segundo o laboratório da Direção Geral de Geologia e Energia (Janeiro de 1993), a água mineral das Termas do Vale da Mó nasce bacteriologicamente pura, sem cheiro e de sabor ligeiramente férreo, fracamente mineralizada, tratando-se, assim, de uma água bicarbonatada magnesiana ferruginosa, o que a torna uma representante única deste tipo no património hidrológico português", garante a autarquia presidida por Teresa Cardoso.

Ainda segundo a mesma fonte, as técnicas termais associadas à água de Vale da Mó consistem na simples ingestão de água, na própria fonte, e só aí (dada a precipitação rápida), fria ou quente, em cinco tomadas diárias, com intervalos de 20 minutos, durante a manhã e a tarde. Os tratamentos podem variar entre os 14 e 21 dias, de acordo com a prescrição médica.

A autarquia bairradina tem investido nos últimos anos na recuperação de uma termas que já rivalizaram com o Luso e Curia, aumentando a oferta de tratamentos e ampliando as instalações de apoio.

Depois de receber os resultados de análises feitas a diversas fontes de água do Vale da Mó, a autarquia presidida por Teresa Cardoso traçou como objetivo a aposta em tratamentos inovadores, sobretudo na área das doenças de pele como psoríase.

A Câmara iniciou mesmo contactos com a Universidade de Aveiro no sentido de obter orientação científica e de formar técnicos de turismo termal.

A requalificação das termas, que hoje em dia funcionam apenas com tratamentos por ingestão de águas, deverá se acompanhada pela ampliação do edifício termal.

As termas de Vale da Mó integram o "Guia Termas Centro de Portugal", apresentado como "um compêndio de informação essencial sobre as estâncias termais da região Centro e a sua envolvência". O Guia resulta de uma parceria entre a associação Termas Centro e a Entidade Regional Turismo Centro, presidida por Pedro Machado.

"As termas são um dos produtos turísticos distintivos desta região, sendo fundamental no segmento do turismo de saúde e bem-estar, cada vez mais procurado pelos visitantes. Esta Guia é um instrumento extremamente útil e apelativo para que cada vez mais pessoas descubram as Termas do Centro", resume Pedro Machado.

A rede Termas Centro, cujo promotor líder é a Associação das Termas de Portugal - Delegação Centro - é um projeto cofinanciado pelos programas operacionais Centro 2020, Portugal 2020 e pela União Europeia, através do Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional (FEDER), no âmbito da Estratégia de Eficiência Coletiva PROVERE (Programa de Valorização Económica de Recursos Endógenos).

As estâncias termais que integram o projeto são Termas de Alcafache, Termas de Almeida - Fonte Santa, Termas de Águas - Penamacor, Caldas da Felgueira, Caldas da Rainha, Termas do Carvalhal, Termas da Curia, Termas do Cró, Termas da Ladeira de Envendos, Termas de Longroiva, Termas de Luso, Termas de Manteigas, Termas de Monfortinho, Termas de Monte Real, Termas de Sangemil, Termas de S. Pedro do Sul, Termas de Unhais da Serra, Termas de Vale da Mó.

(PressTUR com Agência Lusa)

 

Clique para ver mais: Cá Dentro

Clique para ver mais: Actividades

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Madeira anuncia Festival do Atlântico “renovado e enriquecido”

06-06-2019 (20h06)

O Festival do Atlântico, um cartaz turístico da Madeira que decorre durante o mês de Junho, surge este ano “renovado e enriquecido”, afirmou hoje a secretária regional do Turismo, Paula Cabaço, indicando que o executivo investiu 290 mil euros no evento.

Durga Puja, um festival de cores, luzes e música na Índia

05-06-2019 (17h02)

Um festival que celebra a vitória do bem sobre o mal, que atrai milhões de pessoas de diferentes religiões e castas ao Este da Índia, um evento de luz, cor e música, assim foi apresentado ontem em Lisboa o Durga Puja.

Macau presente na Feira do Livro de Lisboa para promover a sua diversidade cultural

31-05-2019 (12h51)

A Livraria do Turismo de Macau volta este ano a marcar presença na Feira do Livro de Lisboa para promover a sua diversidade cultural, tendo agendados vários eventos com autores e animação para os mais novos.

Hilton assinala 100º aniversário com exposição em Lisboa

30-05-2019 (13h08)

A Hilton está a celebrar o seu 100º aniversário este ano e, para assinalar a data, tem uma exposição em Lisboa onde apresenta "inúmeras inovações lideradas" pela marca, como a instalação de ar condicionado pela primeira vez em quartos de hotel, em 1927.

Comércio português “com história” vai estar online a partir de hoje

29-05-2019 (10h27)

As denominadas “lojas com história” de Portugal continental e ilhas vão estar a partir de hoje inventariadas numa plataforma online de valorização do comércio local, que arranca com 165 registos, segundo o Governo.

Noticias mais lidas