Tasquinhas animam frente marítima de Sines para atrair turistas

11-07-2018 (17h06)

Imagem: www.sines.pt
Imagem: www.sines.pt

O passeio marítimo de Sines, no litoral alentejano, recebe, a partir de  Sábado, o certame gastronómico "Tasquinhas Sines", que pretende promover os produtos locais, sobretudo do mar, e atrair turistas.

“Pretendemos atrair à cidade cada vez mais turismo e a intenção é que os visitantes tenham contacto com os produtos locais, sendo a gastronomia o grande mote para este evento, aliada à beleza da nossa baía, que atrai alguns milhares de pessoas”, explicou hoje à agência Lusa Nuno Mascarenhas, presidente da Câmara de Sines, no distrito de Setúbal.

Promovido pelo município, o evento, que vai na 23.ª edição, tem como palco a Avenida Vasco da Gama, junto à praia e ao porto de pesca, em “dois espaços cobertos”, onde são instaladas 17 tasquinhas, na maioria asseguradas por coletividades locais e estabelecimentos de restauração.

Saladas do mar, carapaus alimados, arroz de polvo, cavalas e carapaus de escabeche, cachupa, pastel de milho, muamba de galinha, taça de pão com caril de legumes, asinhas à Índia, fígado à alentejana e javali são algumas das sugestões apresentadas, até ao dia 5 de Agosto.

Também não devem faltar ensopado de polvo, sopa de cação, caril de caranguejo, choco frito, sardinhas e lapas grelhadas e o marisco da costa alentejana.

A organização promove igualmente um concurso gastronómico que desafia os expositores a confecionarem o melhor prato de cada edição das Tasquinhas e este ano a escolha recai na “feijoada com produtos do mar de Sines”.

“Há sempre pratos que surpreendem, porque, além de pessoas muito criativas, temos aqui excelentes cozinheiros que nos dão garantias de que é sempre um evento de sucesso em termos gastronómicos”, frisou o autarca de Sines, que prevê investir cerca de 100 mil euros na organização do festival.

"É um investimento significativo, uma vez que suportamos grande parte dos custos e as receitas são relativamente reduzidas e provêm do aluguer dos espaços, mas acima de tudo é visto como um investimento e não um custo para a organização", sublinhou.

Em termos musicais, o programa inclui concertos de Toy, no Domingo, Trio Odemira (dia 30 deste mês) e Tiago Bettencourt (5 de Agosto), animação musical e ‘sunsets’ diários e desfile de marchas populares (4 de Agosto).

“Procuramos reforçar a animação do evento com artistas conhecidos e grupos da região para atrair ainda mais pessoas ao certame e, este ano, além da gastronomia, procuramos ter no espaço actividades para os mais pequenos para tentar diversificar a oferta durante as três semanas em que decorre o evento”, acrescentou o autarca

Entre os dias 25 e 28 deste mês, as Tasquinhas apoiam o Festival Músicas do Mundo (FMM).

(PressTUR com Agência Lusa)

Clique para ver mais: Gastronomia

Clique para ver mais: Cá Dentro

Clique para ver mais: Actividades

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Vinho Verde Wine Fest no Porto recebeu mais de 25 mil pessoas

17-07-2018 (11h11)

Mais de 25 mil pessoas visitaram a Vinho Verde Wine Fest (VVWF), segundo a organização da feira que decorreu na Alfândega do Porto e que está a ser pensada para Lisboa em 2019.

Observação de baleias na Bahia deve atrair cerca de 15 mil turistas

16-07-2018 (16h06)

O estado nordestino brasileiro da Bahia prevê receber durante a época de observação de baleias, entre Julho e Outubro, cerca de 15 mil turistas.

Celorico da Beira promove visitas encenadas pelo centro histórico

13-07-2018 (17h17)

Personagens ligadas a episódios que se desenrolaram na vila de Celorico da Beira, no distrito da Guarda, vão guiar os turistas que visitarem o centro histórico nos meses de Julho e de Agosto.

Airbnb promove experiência no maior telescópio óptico e infra-vermelho do mundo

13-07-2018 (16h08)

A plataforma Airbnb está a promover uma experiência no Gran Telescopio Canarias (GTC) para observar a aproximação de Marte à Terra e o eclipse lunar mais longo do século XXI.

Bienal cultural transforma vila medieval no Alentejo em "museu aberto"

12-07-2018 (17h45)

Música, cante, exposições, dança, palestras sobre arqueologia e roteiro gastronómico são os 'ingredientes' da bienal cultural que, a partir de sexta-feira, vai transformar a vila medieval de Monsaraz, em Reguengos de Monsaraz (Évora), num “museu aberto”.