Wynn Macau investe 1,8 mil milhões de euros em projecto de expansão

11-07-2019 (14h37)

Imagem: Wynn Palace
Imagem: Wynn Palace

A Wynn Macau anunciou um investimento de dois mil milhões de dólares (cerca de 1,8 mil milhões de euros) na primeira fase de expansão de um resort de luxo, de segundo uma informação divulgada hoje pela Bolsa de Hong Kong.

As obras de expansão do Cristal Pavilion (Pavilhão de Cristal) devem começar no final de 2021. Trata-se de um projecto – uma mega estrutura de vidro - no Cotai onde está instalado o resort Wynn Palace, prolongando-se a primeira fase dos trabalhos durante 36 meses.

A empresa estima entre sete a dez milhões de visitantes anuais. Uma das construções previstas para a primeira fase das obras é uma torre com 650 quartos, bem como uma sala de espectáculos.

A segunda fase de trabalhos integra uma nova torre, com igual número de quartos, sem que tenha sido avançada, neste caso, informação sobre datas, prazos e valores.

O Wynn Palace abriu em Agosto de 2016, um investimento que superou os quatro mil milhões de dólares.

A Wynn Resorts, o grupo norte-americano que integra o Wynn Macau, garantiu já ter investido no território asiático cerca de sete mil milhões de dólares (6,2 mil milhões de euros) desde 2002 e sublinhou que até ao final do ano espera concluir requalificações nos seus espaços no valor de 125 milhões de dólares (111 milhões de euros).

O Wynn Resorts é uma das seis concessionárias e subconcessionárias com licença para explorar casinos em Macau, o único local na China em que o jogo é legal.

(PressTUR com Agência Lusa)

 

Clique para ver mais: Hotelaria

Clique para ver mais: Macau

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Solférias leva agentes de viagens portugueses à Tailândia

18-09-2019 (18h16)

O operador turístico Solférias levou um grupo de agentes de viagens portugueses a conhecer a Tailândia, um dos novos destinos da sua programação, proporcionando-lhes um circuito que incluiu praias, cidade e natureza.

Ryanair quer que tripulantes da base de Faro aceitem alterar contratos para sazonais

18-09-2019 (18h13)

A low cost Ryanair admitiu em “nota” de distribuição restrita recuar no encerramento da base de Faro, mas dizendo que a sua continuação “poderá agora ser possibilitada pelo acordo das tripulações baseadas” na infra-estrutura “em mudar para contratos sazonais, para reflectir a natureza sazonal do tráfego de e para o Algarve”.

Ryanair invoca “razões comerciais” para cessar voos entre Lisboa e Porto

18-09-2019 (18h07)

A Ryanair decidiu abandonar a rota entre o Porto e Lisboa “por razões comerciais”, segundo fonte oficial da low cost citada pela Agência Lusa, a qual realçou que, ainda assim, continuará a “operar 57 rotas do Porto e 30 de Lisboa”.

Sindicato dos pilotos da British Airways desconvoca greve de 27 de Setembro

18-09-2019 (17h52)

O sindicato dos pilotos da British Airways (BALPA) desconvocou a greve prevista para 27 de Setembro e pretende iniciar “novas negociações” com a empresa sobre as condições laborais, segundo anunciou hoje.

SATA abre programa de pré-reformas para funcionários com mais de 59 anos

18-09-2019 (17h39)

A Administração do grupo SATA abriu um programa de reformas antecipadas para os trabalhadores com mais de 59 anos, no âmbito do processo de reestruturação da companhia aérea açoriana, noticiou a Lusa, que cita uma comunicação interna a que teve acesso.

Noticias mais lidas