Turismo Porto e Norte vai a eleições na sexta-feira com lista única

17-01-2019 (14h03)

Ribeira
Ribeira

As eleições antecipadas da Turismo do Porto e Norte de Portugal (TPNP) realizam-se na sexta-feira, em Viana do Castelo, entre as 14h e as 18h, com uma única lista candidata, liderada por Luís Pedro Martins.

Em declarações à Lusa hoje, o presidente interino da TPNP, Jorge Magalhães, confirmou que as eleições da TPNP vão decorrer apenas e só na sede da entidade regional de turismo, em Viana do Castelo, entre as 14h e as 18h.

A demissão em bloco no passado dia 5 de Dezembro de três dos cinco elementos da Comissão Executiva da TPNP e do presidente da Mesa da Assembleia Geral, Eduardo Vítor Rodrigues, provocaram a convocação de eleições antecipadas, às quais apenas concorre uma lista, encabeçada por Luís Pedro Martins, actual diretor executivo na Torre dos Clérigos.

Eduardo Vítor Rodrigues explicou, na altura, que com as demissões apresentadas pelos presidentes das Câmaras de Santa Maria da Feira e de Vila Real, pelo representante da ARESPH, que integravam a comissão executiva da TPNP, e com a ausência de Melchior Moreira, na altura presidente da Comissão Executiva, aquele órgão social caía por falta de quórum.

Entre as 86 câmaras do Norte do país que podem ir a votos, há nove municípios que não estão incluídos no caderno eleitoral para as próximas eleições antecipadas da TPNP, porque "estavam em falta com pagamento de quotas". Das mais de 130 entidades privadas que são membros da TPNP, apenas 39 estão incluídas no caderno eleitoral.

No dia 4 de Janeiro apareceram duas listas candidatas para as eleições da TPNP, mas ambas foram rejeitadas pelo presidente da Mesa da Assembleia da TPNP por “irregularidades” (clique para ler: Duas candidaturas à Turismo do Porto e Norte chumbadas por “irregularidades”).

O presidente da TPNP na altura, e agora afastado do cargo, era Melchior Moreira, que se encontra actualmente em prisão preventiva no âmbito da operação Éter, uma investigação da Polícia Judiciária sobre uma alegada viciação de procedimentos de contratação pública que culminou com a indiciação de cinco arguidos.

Melchior Moreira, licenciado em Educação Física e com o curso do Magistério Público, tinha sido reeleito a 4 de Junho de 2018, com 98,36% dos votos, um para um cargo que exercia desde 2008.

A primeira das duas listas candidatas, entretanto chumbadas, era liderada por Júlio Meirinhos, jurista e ex-presidente da Câmara de Miranda do Douro, enquanto a segunda era encabeçada por Luís Pedro Martins, actual diretor executivo da Torre dos Clérigos no Porto e licenciado em ‘design’ pela Escola Superior de Artes e Design.

Depois das duas listas candidatas terem sido rejeitadas por “irregularidades”, decorreu uma reunião entre os dois candidatos que celebraram um acordo para haver uma única lista a concorrer, “em nome da coesão regional e da importância do setor do Turismo para a economia da região Norte (clique para ler: Presidente da mesa da Assembleia Geral da TPNP congratula-se com criação de uma lista única).

O regulamento eleitoral da TPNP indica, no artigo 12.º, que o “voto é secreto” e exercido ou “presencialmente pela pessoa que consta do caderno eleitoral” ou “por quem apresentar credencial da entidade que representa que lhe dê poderes para o exercício do direito de voto em substituição da pessoa que consta do caderno eleitoral”.

As mesas de voto são compostas pelos “membros da Mesa da Assembleia” ou “pelos membros da Assembleia Geral” ou pelos “trabalhadores da TPNP designados pela Mesa em caso de vários locais de voto, e ainda pelos “mandatários da lista candidata” ou seus representantes.

Cada eleitor que conste no caderno eleitoral só pode votar uma única vez e qualquer eleitor inscrito no caderno eleitoral ou mandatário das listas candidatas pode apresentar "reclamação", "protesto" ou "contra protesto" por escrito e fundamentando e a mesa de voto “delibera de imediato”, lê-se no regulamento.

(PressTUR com Agência Lusa)

 

Clique para ver mais: Portugal

Clique para ver mais: Tuirsmo do Porto e Norte de Portugal

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Receitas turísticas portugueses aguentam crescimento médio este ano em 7,7%

18-10-2019 (14h37)

Passados os meses de Julho e Agosto, os mais fortes do turismo em Portugal, as receitas turísticas portugueses, que são os gastos de turistas estrangeiros no país, mantêm o crescimento médio em 7,7%, que significa um aumento de 897,62 milhões de euros.

Gastos dos portugueses em turismo no estrangeiro sobem 17,8% em Agosto

18-10-2019 (14h34)

O Banco de Portugal contabilizou 626,92 milhões de euros de gastos dos portugueses em turismo no estrangeiro, o que representa um aumento em 17,8% ou 94,71 milhões de euros relativamente ao montante de Agosto de 2018 depois de revisto pelo banco central em alta de 82,28 milhões.

Presidente da TAP descarta voos directos para a China “num futuro imediato”

18-10-2019 (13h38)

O presidente do Conselho de Administração da TAP, Miguel Frasquilho, descartou a hipótese de a companhia fazer voos directos de Portugal para a China "num futuro imediato", apesar do crescimento de turistas daquele país asiático.

Banco de Portugal revê balança turística em alta de 2,1 mil milhões de euros desde 2013

18-10-2019 (13h14)

O Banco de Portugal publicou ontem novos valores de receitas e gastos turísticos para os 79 meses desde 1 de Janeiro de 2013, numa revisão que ‘acrescenta’ 2.136 milhões de euros ao saldo entre gastos de turistas estrangeiros no país e gastos dos portugueses em turismo no estrangeiro.

TAP anuncia mais 20% de capacidade para Luanda no próximo ano

17-10-2019 (14h53)

A TAP vai reforçar a sua capacidade para Luanda em mais 20% a partir do próximo ano, anunciou na capital angolana o seu Chief Marketing and Sales Officer, Abílio Martins, que realçou que para a companhia Angola “é um mercado estratégico”.

Noticias mais lidas