Turismo do Centro elogia reconhecimento europeu para Coimbra Região da Gastronomia 2021

09-10-2018 (00h28)

O presidente do Turismo Centro de Portugal (TCP), Pedro Machado, disse hoje que a atribuição do título de Região Europeia da Gastronomia 2021 a Coimbra é o reconhecimento europeu de uma região que tem produtos de elevada qualidade.

A Comunidade Intermunicipal (CIM) da Região de Coimbra recebeu hoje, em Bruxelas, o título de Região Europeia da Gastronomia 2021, atribuído pelo Instituto Internacional de Gastronomia, Cultura, Artes e Turismo (IGCAT).

“É uma distinção muito significativa, porque se trata de um reconhecimento europeu a uma região que tem produtos de uma elevada qualidade e a prova disso é que atinge esta chancela”, congratulou-se Pedro Machado, em Bruxelas, à margem da cerimónia.

Para o presidente da TCP, o título atribuído é, simultaneamente, “uma responsabilidade e um desafio”.

“Uma responsabilidade para os agentes públicos representados pela CIM, que reconhece o turismo como um motor elevado para o desenvolvimento dos seus concelhos e territórios, mas é um desafio para os promotores, empresários e para aqueles que de alguma forma estão ligados, directa ou indirectamente a esta fileira da gastronomia, dos vinhos e do enoturismo", frisou.

Pedro Machado comentou ainda que trata-se de uma oportunidade para elevar a fasquia “da qualidade e da autenticidade, não desmerecendo aquilo que agora a Comissão Europeia veio a reconhecer”, e também para criar valor.

“Uma região que alia o leitão da Bairrada à chanfana, à lampreia, ao cabrito assado e a outras iguarias únicas e que presenteia o palato com os pastéis de Tentúgal, os pastéis de Lorvão ou as barrigas de freira, é uma região a acrescentar e a subir de valor, mesmo em preço, e de podermos vir a ter produtos mais bem pagos na nossa região”, acrescentou.

A TCP realçou em comunicado que a distinção constitui “uma excelente oportunidade para cada vez mais europeus descobrirem esta região, de forma a conhecerem, além de gastronomia, os sítios património mundial, os locais de natureza quase intocada, as aldeias do xisto ou a costa atlântica, recursos turísticos que caracterizam a Região de Coimbra”.

A denominação de Região Europeia da Gastronomia é atribuída anualmente a duas regiões distintas e reconhece a inovação e a interligação da gastronomia com a cultura, o turismo e a economia.

A presidente da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Centro, Ana Abrunhosa, elogiou igualmente a conquista do título pela região.

“Esta distinção é de uma importância extraordinária pelo facto de estarmos a falar de uma estratégia conjunta de 19 municípios, que pegaram naquilo que de melhor têm na gastronomia para respeitar e valorizar a sua história com modernidade”, disse.

Ana Abrunhosa explicou ainda que a distinção “vai ser um importante motor destes territórios, que devem procurar ter uma imagem e um calendário de eventos comuns”.

“O denominador de base é a gastronomia, que vai certamente alavancar, para além da actividade turística, outras actividades”, afirmou.

(PressTUR com Agência Lusa)

 

Clique para mais notícias: Portugal

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Apoios do Governo para projectos turísticos no interior de Portugal ascendem a 310 milhões de euros

15-02-2019 (17h11)

O ministro da Economia, Pedro Siza Vieira, afirmou hoje que o Governo apoiou com cerca de 310 milhões de euros investimentos no sector do turismo no interior do país, no âmbito dos programas Valorizar e Portugal 2020.

Vueling vai ter voos Tenerife - Lisboa

15-02-2019 (16h56)

A Vueling, low cost do IAG, grupo de que fazem parte também a British Airways, a Iberia, a Aer Lingus e a Level, vai ter voos entre Tenerife e Lisboa a partir de Abril.

Springwater vai finalmente apostar na “aproximação/integração” Geostar - Top Atlântico

15-02-2019 (16h35)

O grupo espanhol Wamos, do fundo suíço Springwater, vai avançar finalmente para a “aproximação/integração” das suas redes em Portugal, a Top Atlântico comprada ao antigo GES e a Geostar comprada ao grupo Sonae em 2015.

TAP transporta menos passageiros este Janeiro nas suas rotas espanholas

15-02-2019 (15h47)

A TAP, que em meados do ano passado retirou A Coruña, Astúrias e Vigo da sua rede de destinos em Espanha, começou 2019 com uma quebra de passageiros nas ligações com o país vizinho em 3,4% ou cerca de 4,7 mil, de acordo com dados da AENA, gestora dos aeroportos espanhóis, recolhidos pela AENA.

Passageiros em voos entre Espanha e Portugal aumentam 10,8% em Janeiro

15-02-2019 (15h33)

Os aeroportos espanhóis somaram este Janeiro 357,6 mil passageiros de voos de/para Portugal, +10,8% ou mais 34,9 mil que no primeiro mês de 2018, de acordo com dados da AENA, gestora dos aeroportos espanhóis, recolhidos pelo PressTUR.