Turismo de Portugal anuncia reforços no Verão da TUI e Natalie Tours da Rússia para o Algarve

28-02-2014 (15h43)

Primeiros destinos da Rússia em Portugal em 2013 foram Lisboa e Madeira

O Algarve, que em 2013 foi a terceira região turística portuguesa que atraiu mais procura da Rússia, atrás de Lisboa e Madeira, vai ter este ano um reforço das ligações aéreas através da TUI Rússia e da Natalie Tours, que é o maior operador aéreo da Rússia para Espanha, onde no ano passado foi o 4º maior emissor em dormidas na hotelaria, com 9,039 milhões.

Em Portugal, segundo os dados do INE, a hotelaria recebeu 169,4 mil residentes na Rússia em 2013, em alta de 15,5%, e teve 602 mil dormidas, em alta de 17,9%.
“A procura incidiu principalmente sobre Lisboa (43,3% das dormidas do mercado), Madeira (23,6%) e Algarve (17,6%)”, indicou ainda o Instituto.
A informação divulgada pelo Turismo de Portugal acerca do reforço este Verão das ligações da Rússia com o Algarve diz que se trata de “uma oferta adicional de 9.700 novos lugares”, mas sem especificar qual é o aumento em relação à época alta de 2013 e se considera apenas voos da Rússia para o Algarve, ou também os regressos.
Dados a que o PressTUR teve acesso indicam que em todo o ano de 2013 o aeroporto de Faro teve 3.926 passageiros transportados em voos de e para a Rússia (-14,5% que em 2012), pelo que o aumento de 9.700 novos lugares anunciado pelo TP significa 2,5 vezes o total do tráfego transportado em 2013.
As 250 principais agências de viagens da Natalie Tours estão no Algarve desde ontem, dia 27, até 4 de Março a participar no 1º Congresso Geral organizado em Portugal, “onde vão conhecer as potencialidades turísticas da região, mas também de Lisboa”, acrescenta o comunicado do Turismo de Portugal.
O presidente do Instituto, João Cotrim de Figueiredo, citado na mesma nota, salienta que “para além de constituir em si mesmo uma acção relevante e de interesse para o Turismo, dada a sua dimensão e força de venda dos participantes, irá originar um forte impacto positivo nos fluxos turísticos da Rússia para Portugal”.
O comunicado destaca ainda que “recentemente, o Governo reforçou e alocou mais meios aos serviços de emissão de vistos de turismo e dos vistos gold, que dão termo de residência em Portugal, de forma a atrair mais turistas, sobretudo de mercados como a Rússia”.
O Instituto acrescenta ainda que na área do turismo residencial, o portal www.livinginportugal.com, também disponível em russo, “promove a oferta no estrangeiro, divulgando o País enquanto destino para residência, incentivando à compra de casa em empreendimentos turístico-imobiliários ou em zonas com vocação turística”.
Neste plano de divulgação turística no mercado russo, o Turismo de Portugal promove “acções de divulgação como um roadshow junto dos consumidores, principais operadores especializados, fundos imobiliários e agentes financeiros na Rússia”.
De acordo com INE, a Rússia foi em 2013 o 11º emissor para a hotelaria portuguesa, tendo representado 2% das dormidas, com 602 mil, apenas menos 22 mil que o 10º maior emissor para a hotelaria portuguesa, a Bélgica, mas com um aumento em 17,9% (mais cerca de 91,4 mil) enquanto o mercado belga cresceu apenas 3% (mais cerca de 18 mil).
O INE diz ainda que depois de em 2005 as dormidas de residentes na Rússia na hotelaria portuguesa terem caído 30,6%, nos três anos seguintes subiram próximo dos 30% ao ano (+35% em 2006, +31,8% em 2007 e mais 27,5% em 2008).
Em 2009, ano da crise económico-financeira mundial, caíram 18,8%, mas logo no ano seguinte aumentaram 31,4%, seguindo-se aumentos em 45,3% em 2011 e 29% em 2012.
A informação do INE refere ainda que o turista russo alojado na hotelaria portuguesa permaneceu em média em 2013 3,55 noites, atingindo 6,44 noites na Madeira e 5,31 no Algarve.
O Instituto diz ainda 56,8% das dormidas de residentes na Rússia na hotelaria portuguesa ocorreram de Junho a Setembro e que só o mês de Agosto representou 17,7%.
“Os hotéis concentraram 69,7% das dormidas, repartidas principalmente pela categoria de 4-estrelas (48,3% das dormidas em hotéis) e 5-estrelas (26,4%)”, indica o Instituto, que refere que seguidamente as unidades mais utilizadas foram os hotéis-apartementos, com 15,5%, “onde a estada média foi de 5,15 noites”.
Dados do Banco de Portugal recolhidos pelo PressTUR mostram que a Rússia foi no ano passado o 17º maior emissor em receitas turísticas para Portugal (gastos de turistas estrangeiros no País), com 79,78 milhões de euros, mais 24,8% ou mais 15,8 milhões que em 2012.
O ano de 2013 foi, aliás, o ano recorde de gastos de turistas russos em Portugal, que na última década aumentaram à taxa média anual de 24,2%, significando um aumento de 8,7 vezes nos seus gastos de 2003 (9,16 milhões de euros) para 2013 (79,78 milhões), pelo qual a Rússia passou de 25º para 17º maior emissor.
A TAP começou a voar entre Lisboa e Moscovo (Domodedovo) em 9 de Junho de 2009 e desde então o tráfego entre Lisboa e Rússia passou de 25.422 passageiros (ida e volta) para 50.711 em 2010 (+99,5%), 52.685 em 2011 (+3,9%), 69.315 em 2012 (+31,6%) e 76.952 em 2013 (+11%), com 11 mil transportados pela companhia aérea russa Transaero Airlines (+10% que em 2012).
Em Janeiro, ao fazer um primeiro balanço de 2013, a Organização Mundial de Turismo (OMT) destacava China, Rússia e Brasil como as três principais ‘estrelas’ dos novos grandes emissores mundiais em gastos turísticos dos seus residentes ( China, Rússia e Brasil reforçam preponderância como mercados emissores).  

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Lisboa recebe Grand Final dos World Travel Awards a 1 de Dezembro

19-11-2018 (17h05)

A cerimónia da Grand Final dos World Travel Awards, que encerra “uma pesquisa anual pelas melhores organizações de viagens e turismo do mundo”, vai decorrer no Pátio da Galé, em Lisboa, no dia 1 de Dezembro.

Viagens El Corte Inglés traça estratégia para chegar ao Top3 em Portugal, Bernardo Marquez (1/3)

19-11-2018 (16h16)

A Viagens El Corte Inglés, subsidiária portuguesa da maior agência de viagens em Espanha, está a implementar uma estratégia para alcançar a 2ª ou 3ª posição entre os maiores grupos de agências de viagens em volume de vendas no mercado português, disse ao PressTUR o novo director-geral da empresa, Bernardo Marquez.

Viagens El Corte Inglés Portugal prevê crescimento a dois dígitos este semestre, Bernardo Marquez (2/3)

19-11-2018 (16h14)

A Viagens El Corte Inglés cresceu "quase a dois dígitos" na primeira metade do seu ano fiscal, iniciado em Março, e a previsão para o segundo semestre, até ao final de Fevereiro, é crescimento a dois dígitos, avançou ao PressTUR o seu director-geral, Bernardo Marquez.

Viagens El Corte Inglés Portugal aposta em automatizar todo o processo de venda, Bernardo Marquez (3/3)

19-11-2018 (16h10)

A Viagens El Corte Inglés tem em curso um processo que prevê esteja concluído em Fevereiro, quando começar o novo ano fiscal, que o seu director-geral, Bernardo Marquez, diz ser uma aposta em "automatizar todo o processo de venda para que seja mais fácil aos colaboradores fazer uma venda".

Presidente da República promulga novo modelo de gestão de slots nos aeroportos

19-11-2018 (15h56)

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, promulgou hoje o diploma do Governo que altera o modelo de prestação dos serviços de atribuição das faixas horárias (slots) nos aeroportos portugueses, lamentando que tenha demorado um ano.

Ultimas Noticias