Travagem de Lisboa ‘arrasta’ aeroportos portugueses para crescimento ‘insípido’

18-09-2018 (17h30)

O crescimento de passageiros nos aeroportos portugueses, que era sistematicamente dos mais fortes na Europa, foi inferior em Julho à média europeia, de acordo com os dados publicados pelo Airports Council International (ACI) Europa, que mostram uma forte correlação com o abrandamento do Aeroporto de Lisboa.

Em Julho, como o PressTUR já tinha avançado, embora tendo sido o aeroporto português com o maior aumento de passageiros, com mais cerca de 173 mil, Lisboa evidenciou um forte abrandamento, com o crescimento a cair para 6,4%, que a nível europeu não só o retirou dos Top5 de crescimento do ACI (calculados por grupos consoante a dimensão do tráfego), onde era presença constante, como o retirou do Top10 dos aumentos em valor absoluto.

Mas não foi apenas Lisboa, alegadamente congestionado, a sofrer, segundo os dados do ACI, que mostram que o abrandamento do crescimento no Aeroporto Humberto Delgado levou também a uma ‘aterragem’ do crescimento do tráfego total de/para Portugal.

Depois de em 2017 o número de passageiros nos aeroportos portugueses (o ACI inclui Lisboa, Porto, Faro, Funchal e Ponta Delgada) ter aumentado 16,6%, no primeiro trimestre deste ano o crescimento ficou em 12,1% e no segundo foi para 10,7%, com o crescimento em Junho a ficar em apenas 6,3%, que se agravou em Julho com um abrandamento para 3,8%.

Esta evolução deve reflectir o abrandamento do crescimento na Europa para o qual o ACI chamou a atenção hoje, mas indicando uma progressão (+4,8%, com +4,3% nos aeroportos de países da UE) mais forte que a que atribui a Portugal, o que nunca acontecia.

Em causa estão, certamente, as quebras ocorridas nos aeroportos de Faro e do Funchal, mas os dados do ACI mostram uma forte correlação entre a evolução do tráfego de/para Portugal com o que se passa em Lisboa, que é não só o maior aeroporto português, como tem sido o ‘motor’ do crescimento, tendo sido mesmo o aeroporto europeu que teve o 4º maior aumento de passageiros em 2017, com mais 4,2 milhões.

Ora, com um aumento de cerca de 173 mil passageiros em Julho, Lisboa mantém-se o aeroporto português com o maior aumento de passageiros, mas o seu aumento, que estava sistematicamente entre os dez maiores, foi apenas o 20º maior.

Os dados do ACI consultados pelo PressTUR mostram que o movimento de passageiros nos aeroportos portugueses sobe sistematicamente menos do que em Lisboa, o que significa que o tráfego que não se realizar de/para a capital também não será compensado por outros aeroportos, ainda que o Porto tenha registado o crescimento mais forte em Julho, em 7,5%, representando um aumento em 80,3 mil, para 1,15 milhões.

 

Para ler mais clique:

Faro teve a 8ª maior queda de passageiros dos aeroportos europeus em Julho

 

Clique para mais notícias: Aeroportos europeus

Clique para mais notícias: ACI Europa

Clique para mais notícias: Aviação

Clique para mais notícias: Europa

 

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Grupo TAP tem prejuízo de 118 milhões de euros em “ano necessário”

22-03-2019 (18h06)

O Grupo TAP passou de um lucro de 21,2 milhões de euros em 2017 para um prejuízo de 118 milhões de euros em 2018, um ano de transformação necessária para preparar o futuro, segundo descreveram hoje Miguel Frasquilho, Antonoaldo Neves e David Neeleman.

TAP quer acabar com “dependência” do Brasil através da diversificação de mercados

22-03-2019 (16h42)

A TAP está a trabalhar na diversificação de mercados para acabar com a “dependência” do Brasil, um mercado que representa quase 25% das vendas totais da companhia e que no ano passado teve uma quebra de receitas de 10%, em euros.

Brexit: Governo aprova campanha para promover Algarve e Madeira no Reino Unido

22-03-2019 (15h24)

O ministro Adjunto e da Economia anunciou uma campanha turística especial para promover o Algarve a Madeira no Reino Unido, dois destinos em relação aos quais percebeu haver uma “preocupação maior” com o ‘Brexit’.

TAP vai investir “cada vez mais” nas vendas directas

22-03-2019 (15h13)

As vendas da TAP através dos seus canais directos, como o seu website e o contact center, representaram 41% das vendas da companhia aérea em 2018, e o objectivo é chegar a 50%, disse hoje Raffael Quintas, Chief Financial Officer (CFO) da companhia.

TAP fez o primeiro voo comercial de um A330neo nos EUA

20-03-2019 (11h05)

A TAP realizou esta terça-feira o primeiro voo comercial de um Airbus A330-900 Neo nos Estados Unidos, ao aterrar uma aeronave deste modelo em Miami, num voo procedente de Lisboa com 193 passageiros a bordo.