TAP teve em Junho 4º pior índice de pontualidade da OAG

12-07-2018 (14h45)

E SATA Internacional teve o 6º pior

A saga da falta de pontualidade de aeroportos e companhias aéreas portugueses atingiu piores patamares no mês de Junho, com a TAP a apresentar o 4º pior índice do mês entre 161 companhias e a SATA internacional (Azores Airlines) o 6º pior.

De acordo com a informação da OAG, a TAP teve apenas 45,5% das chegadas até 15 minutos da hora anunciada e a SATA Internacional teve 50,2%.

A melhor companhia portuguesa foi, assim, a SATA Air Açores, com 72,2% das chegadas até 15 minutos da hora anunciada, cotando em 85ª entre as 161 incluídas no ranking de Junho, liderado pela T’wai Air, da Coreia do Sul, com 94,8%, Bangkok Airways, da Tailândia, com 94,7%, AirDo, do Japão, com 92,9%, Star Flyer, do Japão, com 92,7%, e Fuji Dream Airlines, também do Japão, com 91,9%.

Entre as maiores companhias, com mais de dez mil voos rastreados pela OAG no mês de Junho, a melhor foi a russa Aeroflot, com 88,9% dos voos até 15 minutos da hora de chegada anunciada, seguida pela Aeroméxico, com 87,1%, Japan Airlines, com 87,1%, Garuda Indonesia, com 87%, e All Nippon Airways, com 87%.

As melhores da Península Ibérica foram as espanholas Canarfly, com 90,7%, e Binter Canárias, com 90,2%.

As maiores do mundo em número de voos no mês de Junho foram, segundo a OAG, a American Airlines, com 198.420, a Delta Airlines, com 168.888, a United Airlines, com 151.386, e a Southwest Airlines, com 119.489, todas dos Estados Unidos.

A 5ª maior do mundo e maior europeia foi a Ryanair, com 65.560 voos, à frente das chinesas China Eastern Airlines, com 62.139 voos, e China Southern Airlines, com 61.330, seguidas pela easyJet, com 53.075, Air Canadá, com 51.753, e Lufthansa German Airlines, com 48.049.

A melhor em pontualidade no Top10 foi a Delta, com 81,4% das chegadas até minutos da hora anunciada, seguida por Southwest, com 76,7%, United, com 75,3%, American, com 73,1%, China Eastern, com 70,5%, Air Canadá, com 68,8%, China Southern, com 68,3%, Ryanair, com 65,9%, easyJet, com 62,9%, e Lufthansa, com 58,8%.

Em número de voos, a OAG cotou a TAP em 56ª maior entre 392 companhias, com 12.010 voos, a SATA Air Açores em 209º, com 1.606 voos, e a SATA Internacional em 275ª, com 663.

 

Ver também:

Aeroporto de Lisboa foi o 6º pior do mundo em pontualidade no mês de Junho


Para ler mais notícias: OAG

Clique para mais notícias: Aviação

Clique para mais notícias: Aeroportos portugueses

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Aegean confirma aumento de frequências para Lisboa e Porto

22-02-2019 (18h11)

A companhia de aviação grega Aegean confirmou hoje que tem programado um aumento de frequências para Lisboa e Porto, num comunicado em que anuncia um reforço da sua oferta global este ano em 700 mil lugares.

Mesmo com Brexit ‘à porta’, britânicos foram os turistas que mais despenderam em Portugal em 2018

21-02-2019 (17h54)

Os residentes no Reino Unido, mesmo com o adensar da perspectiva de um ‘divorcio litigioso’ com a União Europeia e apesar de uma quebra no alojamento turístico português, não só se mantiveram em 2018 os líderes em gastos turísticos em Portugal em 2018, como foram os que fizeram o segundo maior aumento.

Portugal teve aumentos a dois dígitos de gastos de turistas de 37 países

21-02-2019 (17h49)

Apesar dos ventos desfavoráveis principalmente na segunda metade do ano, Portugal concluiu 2018 com um aumento médio dos gastos de turistas estrangeiros em 9,6%, com 37 em 62 com dados disponíveis no Banco de Portugal a registarem aumentos a dois dígitos.

Brasil foi o destino com a maior queda de gastos turísticos dos portugueses em 2018

21-02-2019 (16h37)

O Brasil, que enfrentou vários desafios em 2018, nomeadamente uma sucessão presidencial turbulenta, foi o país que teve a maior quebra de gastos turísticos dos portugueses, entre 61 com dados publicados pelo Banco de Portugal, mas conseguiu ainda assim manter-se no Top10 dos destinos.

Gastos dos portugueses em turismo ultrapassam os cem milhões de euros em oito países

21-02-2019 (16h35)

Espanha, França, Reino Unido, Alemanha, Estados Unidos, Bélgica, Itália e Holanda foram os únicos países a somarem mais de cem milhões de euros de gastos turísticos de residentes em Portugal no ano de 2018, de acordo com dados do Banco de Portugal recolhidos pelo PressTUR.