TAP tem pior pontualidade na OAG dos últimos nove meses, mas melhor que Aeroporto de Lisboa

09-07-2019 (20h43)

A TAP teve apenas 52,7% dos voos a chegarem até 15 minutos da hora anunciada no mês de Junho, que é o seu pior desempenho nos rankings da OAG, ainda assim nove pontos melhor que o Aeroporto de Lisboa, seu principal hub e onde é a companhia com mais voos.

Os dados da OAG publicados hoje indicam que com esse nível de pontualidade a TAP foi a 142ª pior em 149 companhias, que foram lideradas pela Garuda Indonésia, com 96,1% dos voos a chegarem até 15 minutos da hora prevista, e entre as quais se destacaram também a Copa Airlines, com 90,9%, 5º melhor índice do mês, e o LATAM Airlines Group, imediatamente a seguir, com 90,4%.

A nível do país, a TAP foi no entanto a segunda melhor, a seguir à SATA Air Açores, com um índice de pontualidade de 54,3%, em 139º lugar, mas melhor que a Azores Airlines (SATA Internacional), que foi a 3ª pior companhia do mês, com apenas 40,4% dos voos a chegarem até 15 minutos da hora prevista.

Os dados da consultora OAG indicam que em Junho a TAP foi a 58ª maior companhia, com 11.926 voos, enquanto a Azores Airlines foi 211ª, com 749 voos e a SATA Air Açores foi 200ª, com 1.673 voos.

A Garuda, que foi a companhia com o melhor índice de pontualidade no mês de Junho, foi 51ª em número de voos, com 13.346, a Copa, 5ª em pontualidade, foi a 68ª em número de voos, com 10.141, e o LATAM Airlines Group, 6º em pontualidade, foi 15º em número de voos, com 37.422.

A nº 1 mundial em número de voos foi a norte-americana American Airlines, com 203.582, seguida pelas também norte-americanas Delta Airlines, com 171.638, United Airlines, com 152.135, e Southwest Airlines, com 118.372.

Seguiram-se a Ryanair, que foi assim a nº 1 europeia, com 73.328 voos, e depois a China Eastern Ailrines, com 66.074, a easyJet, com 55.999, a Air Canadá, com 47.680, a Lufthansa German Airlines, com 46.690,e a Turkish Airlines, com 42.283.

O melhor desempenho em pontualidade neste Top10 em número de voos foi a Delta Airlines, com 78,7% das chegadas até 15 minutos da hora anunciada, seguida por Ryanair, com 75,3%, Southwest, com 73,9%, Turkish, com 73,2%, American, com 71,1%, Air Canadá, com 69,2%, United, com 69%, China Eastern, com 68,8%, Lufthansa, com 65,3%, e easyJet, com 63,2%.

 

Clique para ler:

Aeroporto de Lisboa teve 13º pior pontualidade entre 1.198 aeroportos em Junho

 

Clique para mais notícias: OAG

Clique para mais notícias: Pontualidade

Clique para mais notícias: Aviação

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Presidente da APAVT apela à cooperação para “trazer o turismo para a centralidade da economia”

16-11-2019 (20h11)

O presidente da APAVT, Pedro Costa Ferreira, encerrou o 45º Congresso da Associação, na Madeira, com uma mensagem de apelo à cooperação para "trazer o turismo para a centralidade da economia" e para "espalhar os benefícios do turismo por todo o país".

Congresso da APAVT regressa a Aveiro em 2020

16-11-2019 (16h57)

A cidade de Aveiro vai receber o 46º Congresso da APAVT em 2020, ano em que a Associação celebra 70 anos, anunciou o seu presidente, Pedro Costa Ferreira.

Alojamento local capta metade das ‘novas dormidas’ em Portugal este ano

16-11-2019 (09h48)

Os estabelecimentos de alojamento local acumulam no final de Setembro um aumento de 900,4 mil dormidas em relação aos primeiros nove meses de 2018, o que equivale a cerca de metade do aumento global de dormidas em todas as formas de alojamento turístico em Portugal, que é em 1,867 milhões.

Pilotos de aviões B767-300 da euroAtlantic certificados para voar para Madeira

15-11-2019 (11h35)

A companhia de aviação euroAtlantic anunciou que os pilotos dos seus aviões B767-300ER já estão certificados para voar para a Madeira.

Secretária de Estado do Turismo vai trabalhar para um sistema fiscal mais justo

15-11-2019 (10h16)

A secretária de Estado do Turismo, Rita Marques, garantiu na abertura do 45º Congresso da APAVT que vai trabalhar para conseguir “um sistema fiscal mais justo que possa potenciar maior investimento”.

Noticias mais lidas