“Queremos continuar a ser uma empresa de referência neste sector” – Joaquim Ferreira, Osiris Travel

11-04-2018 (17h20)

A Osiris Tarvel & Events quer “continuar a ser uma empresa de referência neste sector” através da “prestação de serviços de grande qualidade e profissionalismo”, disse ao PressTUR o sócio gerente da agência, Joaquim Ferreira, ao apresentar as novas instalações da empresa em Lisboa.

“Isto é um projecto de vida”, resumiu Joaquim Ferreira, ao falar dos 17 anos de actividade da empresa, que passou por “épocas e momentos absolutamente inimagináveis”, mas que foi “fazendo o caminho, construindo, trabalhando e deixando uma marca”:

Inaugurar um novo espaço onde junta as equipas de outgoing e incoming em Lisboa “foi possível com os resultados que temos tido, com o crescimento que temos tido, trabalhando nos quatro continentes em várias áreas de negócio”.

“Uma parte do pecúlio que temos ganho está aqui investido, o que é uma satisfação redobrada e que nos permite lembrar-nos de onde viemos, percebermos onde estamos, mas claramente sabermos para onde queremos ir”, enfatizou o executivo.

A sua previsão para o futuro da empresa é “crescer de uma forma sustentada, tranquila, sem qualquer fobia pelos números, porque para nós, se é de facto basilar a qualidade de serviço que prestamos, é também basilar que os resultados operacionais ano após ano sejam vitais para que possam sustentar todo este projecto”.

“O caminho faz-se caminhando e é por isso que nós demorámos algum tempo a ter este espaço, mas sempre com o foco claramente bem definido”, reforçou Joaquim Ferreira.

A Osiris Travel & Events, com 38 trabalhadores e mais alguns colaboradores sazonais, opera nas áreas de outgoing e incoming, que representam respectivamente cerca de 63% e 37% da sua actividade.

“Na área de outgoing, onde nós somos especialistas e onde estamos particularmente à vontade é no corporate, onde temos grandes contas nacionais e internacionais”, explicou Joaquim Ferreira.

O incoming, por sua vez, é “vital para nós”, uma área em que trabalham “com representantes em vários pontos do globo e que tem um peso muito grande nos resultados”.

Dentro do incoming, a agência tem há três anos uma área dedicada apenas ao MICE, “que para nós hoje é muito importante”, e “prova disso é que temos incentivos aqui em Portugal oriundos dos quatro continentes, do Canadá à Índia, dos Estados Unidos a alguns país do Oriente, e América do Sul, América Central”.

“Há três anos fomos uma das pouquíssimas agências a candidatar-se ao Portugal 2020, fomos elegíveis, o processo está a decorrer e temos beneficiado desses apoios para a nossa expansão internacional”, acrescentou Joaquim Ferreira.

Sem avançar dados absolutos, Joaquim Ferreira destacou que nos últimos anos “têm tido resultados muito bons, quer operacionais quer líquidos”, tendo duplicado a facturação em cinco anos.

 

Ver também:

Osiris Travel mostra novas instalações em Lisboa

 

Clique para mais notícias: Agências&Operadores

Clique para mais notícias: Osiris Travel & Events

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Empreendimentos turísticos de Monchique reabrem após grande incêndio

14-08-2018 (18h46)

O Macdonald Monchique Resort & Spa, em Caldas de Monchique, Algarve, vai reabrir na quinta-feira, depois de ter encerrado devido ao incêndio que durante uma semana atingiu a serra de Monchique.

Governo dos Açores considera “prematuro” falar da proposta de compra da Azores Airlines

14-08-2018 (18h21)

A secretária regional dos Transportes e Obras Públicas dos Açores afirmou ontem ser “absolutamente prematuro” pronunciar-se sobre o processo de alienação de 49% do capital da Azores Airlines, uma vez que a proposta apresentada se encontra em análise.

CVC agrega mais uma participada b2b com a compra do consolidador Esferatur

14-08-2018 (16h26)

A brasileira CVC, maior grupo latino americano de organização e comercialização de viagens, anunciou hoje um reforço do seu portefólio de produtos e serviços para o mercado profissional através da aquisição da Esferatur, classificada como um dos maiores consolidadores do mercado brasileiro, com vendas de bilhetes de avião na ordem de 1,8 mil milhões de reais (cerca de 407 milhões de euros).

Apesar da ocupação a cair, subida de preços da hotelaria portuguesa até acelera em Junho

13-08-2018 (17h46)

Os clientes da hotelaria portuguesa pagaram em média este mês de Junho +11% por dormida, ainda que os dados do INE indiquem uma queda da ocupação, tendência que o sector tende normalmente a travar com descidas de preços para estimular a procura.

Hotelaria portuguesa perde 225,7 mil dormidas de estrangeiros em Junho e acaba semestre com menos 132,3 mil

13-08-2018 (16h00)

A hotelaria portuguesa, que estava a viver um ciclo de crescimentos acentuados sustentado pela procura internacional, acabou o primeiro semestre deste ano com queda do número de pernoitas de turistas estrangeiros, em grande medida pela dimensão da quebra em Junho, primeiro mês da época alta, no qual teve menos 225,7 mil (-5,1%) pernoitas de residentes no estrangeiro.