NOS lança portal com informações sobre visitantes estrangeiros em Portugal

09-10-2017 (14h46)

A NOS criou um portal de informação turística em que apresenta uma análise de dados criada com base nas pessoas que visitam Portugal e que acedem à rede NOS, uma ferramenta que o presidente do Turismo de Portugal, Luís Araújo, considera ajudará "a tomar as melhores decisões" para o desenvolvimento do sector.

Os cartões das operadoras de telecomunicações estrangeiras parceiras da NOS são a fonte dos dados disponibilizados no portal, pelo que serão contabilizados apenas os turistas que se ligarem à rede NOS, excluindo também o turismo interno.

São contudo "milhões de registos", tratando-se assim de uma amostra fiável e com representatividade da realidade do turismo internacional em Portugal, afirmou na apresentação do portal, esta manhã em Lisboa, João Ricardo Moreira, administrador da NOS Comunicações.

O portal, que "não tem qualquer financiamento público", é de acesso livre e tem como principal objectivo "sustentar uma estratégia de desenvolvimento do sector e do país", acrescentou o executivo.

As primeiras análises disponíveis permitem ver os concelhos do país em rankings sobre a actividade turística, possibilitando comparações.

Os indicadores disponíveis são a pressão turística, que relaciona afluência turística mensal e população residente no concelho; densidade turística, que analisa a relação entre afluência turística mensal e área geográfica do concelho; diversidade turística (origem); diversidade de divisas; weekenders, que analisa a afluência turística aos fins-de-semana; atracção almoço/jantar, que corresponde à afluência turística durante os horários de almoço e jantar; e retenção nocturna, que é a afluência turística no período nocturno.

"Ao alargar as bases de conhecimento chegamos a dados mais interessantes e mais próximos da realidade", afirmou na apresentação do portal a secretária de Estado do Turismo, Ana Mendes Godinho.

A governante argumentou que o portal permite "transformar dados em instrumentos de decisão" e que a própria plataforma é "um instrumento para os gestores dos destinos e para os empresários".

O presidente do Turismo de Portugal, Luís Araújo, esclareceu em declarações aos jornalistas que o apoio do TdP é "institucional".

"Queremos juntar toda a informação que temos, não só institucional, do INE e do Banco de Portugal, como deste tipo de informação [da NOS], e fazer o cruzamento de dados", afirmou.

O portal "ajuda-nos a tomar as melhores decisões em tudo aquilo que nós queremos: a valorização do interior, novos projectos, promoção e mesmo na área da formação", salientou Luís Araújo.

"É um trabalho que claramente não conseguiria [ser feito dentro de portas], porque quem tem recursos e quem tem acesso aos dados é a própria NOS", acrescentou, para sublinhar que considera que "este é que é o futuro, é irmos buscar informação a outros parceiros que não têm directamente que ver connosco, mas que nos permitem ter um conhecimento maior daquilo que é a procura internacional".

Para aceder ao portal clique aqui.

 

Clique para ver mais: Portugal

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

SATA Azores Airlines renova website para apresentar conteúdos consoante o utilizador

20-07-2018 (17h09)

A SATA Azores Airlines renovou o seu website para apresentar uma “abordagem mais intuitiva e com conteúdos especialmente seleccionados de acordo com o mercado escolhido pelo cliente”, anunciou a companhia aérea.

Canadá é a origem/destino de passageiros com o aumento mais forte em Lisboa

20-07-2018 (16h54)

O Aeroporto de Lisboa teve no primeiro semestre um aumento quase para o dobro do número de passageiros em voos de/para o Canadá, que foi assim a origem/destino com o crescimento mais forte do período, embora em valor absoluto os maiores aumentos tenham sido nas ligações com a Alemanha, com Espanha, com França e com o Brasil.

França é origem/destino de passageiros líder no Aeroporto de Lisboa no primeiro semestre

20-07-2018 (16h50)

França foi a primeira origem/destino de passageiros do Aeroporto de Lisboa no primeiro semestre, com 1,746 milhões, inclusivamente mais cerca de 34 mil que nos voos domésticos.

Ryanair diz que mais de 90% dos 50 mil passageiros com voos cancelados já têm alternativas

20-07-2018 (16h34)

A Ryanair revelou hoje que mais de 90% dos 50 mil passageiros com voos cancelados na próxima quarta e quinta-feira, dias de greve de tripulantes de cabina em Portugal, Espanha e Bélgica, já remarcaram os seus voos ou pediram reembolso.

Deco faz queixa da Ryanair por venda de voos após pré-aviso de greve

20-07-2018 (12h59)

A Associação Portuguesa para a Defesa do Consumidor (Deco) fez queixa à Autoridade Nacional da Aviação Civil (ANAC) contra a companhia aérea Ryanair por “prática comercial desleal” devido à venda de voos após o pré-aviso de greve.