“Não podemos esperar mais”, reclama presidente da CTP em relação às ligações aéreas com Lisboa

28-09-2017 (17h56)

“Não podemos esperar mais nem adiar um problema que põe em causa o esforço e os muitos milhões de euros que foram investidos no Turismo”, afirmou ontem o presidente da CTP, Francisco Calheiros, a propósito do esgotamento do acesso aéreo a Lisboa.

Francisco Calheiros, que falava na apresentação do documento “Turismo em Movimento – Roteiro para a Competitividade” com que a CTP assinalou a comemoração do Dia Mundial do Turismo, referia-se à falta de “uma solução definitiva para garantir mais ligações aéreas, dado que o Aeroporto de Lisboa se encontra no limite da sua capacidade”.

“Há que ter a coragem de assumir de que nada serve apostar em projectos estruturantes e de grande dimensão se não mantivermos suficientemente aberta a principal porta de entrada em Portugal ou se continuarmos a permitir que os turistas que chegam de fora do Espaço Schengen esperem horas para conseguir sair do aeroporto porque os serviços do SEF não funcionam”, acentuou Francisco Calheiros.

Outra reivindicação eleita pelo presidente da Confederação para o seu discurso do Dia Mundial do Turismo refere-se à participação dos privados na promoção.

“Os agentes do sector privado não podem continuar excluídos das decisões que interferem directamente com a sua actividade”, afirmou, depois de realçar que sempre defendeu que “só um verdadeiro trabalho de equipa será capaz de desenhar uma estratégia séria e eficaz para cumprir este propósito”.

E no âmbito de algumas referências ao documento “Turismo em Movimento – Roteiro para a Competitividade”, Francisco Calheiros destacou designadamente a reivindicação da representação do turismo a nível governamental através de um Ministério, para que o sector seja dotado de “um novo modelo de governance, que não se limite à gestão do Turismo enquanto actividade económica, mas que o liberte de constrangimentos e potencie toda a sua capacidade de gerar riqueza e emprego”.

“O Turismo não pode e não deve manter-se alheado das decisões que envolvem a protecção do ambiente e do território”, salientou também o presidente da CTP, que evocou “os terríveis incêndios que deflagraram este Verão por todo o país e que destruíram milhares de hectares de floresta” para salientaram que também comprometeram o desenvolvimento turístico das regiões afectadas.

 

Clique para mais notícias: Portugal

Clique para mais notícias: CTP

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Cruzeiros no Funchal terminaram 2018 com estagnação em baixa

18-01-2019 (16h41)

O Porto do Funchal teve um ligeiro decréscimo do número de passageiros de cruzeiros em 2018, tendo terminado o ano com 537.851, -0,2% ou menos 1.341 que em 2017, mas ainda assim o 4º melhor total anual de sempre.

Alemães, canadianos e brasileiros garantiram recorde de passageiros de cruzeiros em Lisboa em 2018

18-01-2019 (16h37)

O Porto de Lisboa teve em 2018 novos recordes de passageiros de cruzeiros alemães, canadianos e brasileiros, que foram, assim, as três nacionalidades que garantiram à capital um novo recorde anual de cruzeiros e, também, a recuperação da liderança dos portos de cruzeiros portugueses.

Lisboa recuperou em 2018 a liderança do turismo de cruzeiros em Portugal

18-01-2019 (14h55)

O Porto de Lisboa voltou a ser em 2018 o primeiro porto português de cruzeiros marítimos, tanto em número de passageiros como de escalas, recuperando a liderança que em 2017 lhe escapara para o Funchal.

FC Porto vai construir um hotel de charme na sua antiga sede, nos Aliados

18-01-2019 (14h49)

O Futebol Clube do Porto vai construir um hotel de charme na sua antiga sede, na Avenida dos Aliados, e vai assinalar o início das obras com uma cerimónia na próxima segunda-feira, dia 21.

TAP confirma A321neo LR na rota Porto – Newark

18-01-2019 (11h56)

A TAP confirmou que a partir de 1 de Junho vai voar entre Porto e Nova Iorque Newark seis vezes por semana com um avião Airbus A321neo Long Range, como o PressTUR noticiou esta terça-feira, dia 15.