Lisboa teve o 3º mais forte aumento de passageiros dos grandes aeroportos europeus no 1º Semestre

09-08-2018 (17h38)

O Aeroporto de Lisboa teve um aumento médio de passageiros no primeiro semestre em 12,9%, cotando-se assim, apesar de declarado esgotado quer pela gestora aeroportuária ANA quer pelo Governo português, como o 3º grande aeroporto europeu a crescer a ritmo mais forte.

O balanço do semestre publicado pelo Airports Council International (ACI) Europe, que indica representar mais de 500 aeroportos em 45 países europeus, aponta Lisboa com um crescimento ao mesmo ritmo que Istambul Ataturk (+12,9%), depois de Antalya, com um aumento em 25,2%, e Moscovo Sheremetyevo, com +13%, e à frente de Istambul Sabiha Gokçen, com 12,4%, e Frankfurt, com 9,1%.

A informação do ACI Europe consultada pelo PressTUR mostra que Lisboa figurou até entre os cinco grandes aeroportos europeus que cresceram mais fortemente no mês de Junho, neste caso na 5ª posição, com uma subida em 9,6%, depois de Antalya, com +28,1%, Moscovo Sheremetyevo, com +15,3%, Londres Stansted, com +11,3%, e Frankfurt, com +9,8%.

Segundo o ACI, o aumento médio de passageiros nos aeroportos europeus no primeiro semestre foi de 6,7%, com uma média de 5,4% nos aeroportos de países da União Europeia e +10,5% nos países terceiros, assinalando que houve em ambos os mercados um abrandamento do ritmo de crescimento do primeiro para o segundo trimestre, de 6,2% para 4,9% nos países da UE e de 12,5% para 9,4% nos restantes.

O ACI acrescenta que o grupo dos cinco maiores aeroportos europeus tiveram um aumento médio de passageiros no primeiro semestre em 6,3%, destacando os aumentos em 12,9% de Istambul Ataturk e 9,1% em Frankfurt, seguidos por Amesterdão Schiphol, com +5,4%, Paris Charles de Gaulle, que sofreu o impacto de greves na sua principal companhia, a Air France, com +3%, e Londres Heathrow, maior aeroporto europeu, e que está com o crescimento limitado por falta de capacidade, com +2,6%.

Entre o que designa por hubs secundários e mais pequenos, o ACI destaca Istambul Sabiha Gokçen, com +12,4%, Lisboa, com +12,9%, Milão Malpensa, com +11,1%, Atenas, com +11,4%, Telavive, com +13,1%, Helsínquia, com +12%, Moscovo Vnukovo, com +19,8%, Varsóvia, com +14,8%, Praga, com +10,3%, Budapeste, com +14,8%, Nápoles, com +24,7%, Keflavik, com +15,6%, Valência, com +20,2%, Cracóvia, com +17,8%, Malta, com +16,3%, Sevilha, com +26,9%, Palermo, com +16,9%, Nantes, com +14%, e Heraklion, com +14,2%.

Por grupos consoante a dimensão média em número de passageiros, o ACI indica que o aumento médio dos aeroportos do grupo 1, que têm anualmente mais de 25 milhões de passageiros, onde inclui Lisboa, foi de 6,1%, no grupo 2, com dez milhões a 25 milhões de passageiros por ano, onde inclui o Porto, o aumento médio foi de 6,6%, no grupo 3, com cinco milhões a dez milhões de passageiros por ano, onde inclui Faro, o aumento médio foi de 7,9%, e no grupo 4, dos que têm menos de cinco milhões de passageiros por ano, onde inclui Funchal e Ponta Delgada, o aumento médio foi de 7,5%.

No mês de Junho, o aumento médio de passageiros nos aeroportos europeus foi de 6,8%, com +6,8% nos aeroportos do grupo 1, +6,2% no grupo 2, +5,9% no grupo 3 e +8,8% no grupo 4.

 

Para ler mais sobre o tráfego no Aeroporto de Lisboa clique:

Aeroporto de Lisboa soma mais 1,7 milhões de passageiros até Julho e ultrapassa os 16,5 milhões

Crescimento do Aeroporto de Lisboa ‘arrefece’ drasticamente em Julho...mas mantém-se o maior do país

Vinci confirma crescimento do Aeroporto de Lisboa a dois dígitos

França é origem/destino de passageiros líder no Aeroporto de Lisboa no primeiro semestre

 

Clique para mais notícias: Aeroportos europeus

Clique para mais notícias: Aviação

Clique para mais notícias: Europa

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

LVMH vai comprar dona do Reid’s Palace, por 2,8 mil milhões de euros

14-12-2018 (16h16)

A Louis Vuitton Moet Hennessy (LVMH) chegou a um acordo para comprar a Belmond, proprietária de hotéis de luxo, incluindo o Reid's Palace na Madeira, por 3,2 mil milhões de dólares, cerca de 2,8 mil milhões de euros.

Operador dinamarquês vai ter charters para Portugal com a Jet Time, após falência da Primera Air

14-12-2018 (15h49)

O operador turístico dinamarquês Bravo Tours contratou a companhia aérea Jet Time para fazer as suas operações charter no próximo Verão, incluindo voos para Portugal, que estavam previstas ser realizadas pela Primera Air, que declarou falência em Outubro.

TAP prevê poupar 30 milhões de euros na factura de combustível em 2019

14-12-2018 (12h56)

A TAP prevê conseguir em 2019 uma poupança de 30 milhões de euros nos custos de combustível, graças à renovação da frota com aviões mais eficientes, de acordo com o Chief Financial Officer (CFO) da companhia, Raffael Quintas.

Manutenção e engenharia da TAP no Brasil prevê lucro de 3 milhões de euros em 2019 – Antonoaldo Neves

14-12-2018 (12h35)

O negócio da manutenção e engenharia da TAP no Brasil, a ex-VEM (Varig Engenharia e Manutenção), atingiu o equilíbrio operacional em 2018 e deverá alcançar em 2019 um lucro operacional de três milhões de euros, disse Antonoaldo Neves, CEO da TAP.

TAP vai pagar 120 milhões de euros da sua dívida a partir de Março – Antonoaldo Neves

14-12-2018 (12h33)

A TAP vai pagar 120 milhões de euros da sua dívida a partir de Março, pagando uma média de 10 milhões de euros por mês, disse Antonoaldo Neves, CEO da companhia de aviação portuguesa.

Ultimas Noticias